A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
#ECA AVALIANDO APRENDIZADO

Pré-visualização | Página 3 de 7

sua vontade de adotar
	
	
	Que o adotante seja casado e maior de 21 anos
	
	 
	Que o adotante seja no máximo 16 anos mais velho que o adotando
	
	
	Que o adotante seja casado e maior de 18 anos
	
	
	Que o adotante seja necessariamente parente do adotando
	
	
	
	
		6.
		Samuel Vitor, ao completar 16 anos, descobriu que é filho adotivo. No primeiro momento ficou confuso, mas logo se recuperou e lembrou de tanto amor que lhe fora dedicado pelos pais, os quais lhe escolheram como filho em um acolhimento institucional onde havia muitas crianças como ele , vítima de violência. Assim conversou com seus pais que tinha vontade de saber sobre sua origem biológica, a qual também era desconhecida pelos adotantes. Assim, identifique dentre as alternativas abaixo a CORRETA de acordo com o estudo desenvolvido sobre convivência familiar e o procedimento de família substituta no ECA.
		
	
	
	
	
	Não poderá ter acesso sem autorização expressa da família de origem, quanto a sua solicitação;
	
	 
	Poderá ter acesso antes dos 18 anos, sendo assegurada assistência jurídica e psicológica;
	
	 
	Não poderá ter acesso ao processo, pois a medida é irrevogável, irretratável e personalíssima;
	
	
	Poderá ter acesso restrito, somente após completar 18 anos e com a concordância de seus pais;
	
	
	Não poderá ter acesso ao processo de adoção, pois o mesmo corre em Segredo de Justiça;
	
	
	
		1.
		A colocação em família substituta estrangeira somente é admissível na modalidade de:
		
	
	
	
	
	estágio de convivência
	
	
	guarda provisória
	
	 
	adoção
	
	
	tutela
	
	
	guarda
	
	
	
	
		2.
		Analise as assertivas abaixo:
I - a tutela pressupõe, necessariamente, a perda ou a suspensão do poder familiar;
II - a guarda não coexiste com o poder familiar;
III - a tutela implica, necessariamente, no dever de guarda.
Assinale a a opção correta:
		
	
	
	
	
	todas as afirmativas estão corretas
	
	 
	somente estão corretas as afirmativas I e III
	
	 
	somente a afirmativa I está correta
	
	
	somente a afirmativa III está correta
	
	
	somente a afirmativa II está correta
	
	
	
	
		3.
		Felipe, órfão de mãe e com 12 anos, está em acolhimento institucional, há mais de 2 anos tendo em vista que seu tem pai, não tem qualquer familiar ou vizinho que pudesse cuidar do filho, solicitou ao Juiz da Infância e da Juventude tal medida protetiva, pois necessitava de uma intervenção cirúrgica de urgência. E, desde então não há qualquer notícia de seu paradeiro. Agora, visando atender os termos do ECA, o qual estabelece prazo máximo de permanência em acolhimento institucional, o Ministério Público propõe destituição do poder familiar do genitor, por descumprimento dos deveres inerentes ao poder familiar. Juarez, já habilitado para a adoção tem interesse de adotar Felipe, pois quando ia à instituição sempre conversavam amigavelmente e até marcavam novos dias de visita. Assim, Juarez ajuizou o pedido de adoção de Felipe para lhe fazer uma surpresa de aniversário. Entretanto, em audiência do processo de adoção, Felipe recusa-se em ser adotado. Tendo em vista a recusa o Juiz poderá:
		
	
	
	
	
	Julgar improcedente o pedido de Juarez pois já atingira 60 anos.
	
	 
	julgar procedente em parte o pedido, haja vista que Felipe não pode permanecer por mais de 2 (dois ) anos em acolhimento institucional e concede a guarda provisória;
	
	
	julgar procedente o pedido de adoção haja vista a destituição do poder familiar de seu pai por estar em local incerto e não sabido e mãe já ser falecida;
	
	 
	julgar improcedente o pedido de adoção de Juarez haja vista a ausência de requisito para a concessão do pedido, face ao não consentimento de Felipe;
	
	
	julgar suspenso o pedido de adoçãoaté que Felipe atinja a idade de 16 anos e então poderá manifestar-se quanto à adoção, por ser relativamente capaz;
	
	
	
		4.
		Assinale a alternativa correta e indique o fundamento legal do ECA: Sobre a possibilidade de colocação da criança em família substituta, é possível afirmar que:
		
	
	
	
	
	Trata-se de medida excepcional que só pode ocorrer na modalidade de adoção;
	
	 
	Dentre os critérios para colocação da criança em família substituta, não deve ser considerada a opinião da criança;
	
	 
	É possível a colocação da criança em família substituta através da adoção;
	
	
	Não é possível a colocação da criança em família substituta.
	
	
	O estado de miserabilidade dos pais é suficiente para destituição do poder familiar;
	
	
	
		5.
		Segundo o que prevê o ECA, constitui requisito legal para o deferimento da adoção pelo juiz:
		
	
	
	
	 
	Em caso de falecimento no curso do procedimento, deve ter o adotante manifestado de forma inequívoca sua vontade de adotar
	
	
	Que o adotante seja casado e maior de 21 anos
	
	 
	Que o adotante seja no máximo 16 anos mais velho que o adotando
	
	
	Que o adotante seja casado e maior de 18 anos
	
	
	Que o adotante seja necessariamente parente do adotando
	
	
	
	
		6.
		Samuel Vitor, ao completar 16 anos, descobriu que é filho adotivo. No primeiro momento ficou confuso, mas logo se recuperou e lembrou de tanto amor que lhe fora dedicado pelos pais, os quais lhe escolheram como filho em um acolhimento institucional onde havia muitas crianças como ele , vítima de violência. Assim conversou com seus pais que tinha vontade de saber sobre sua origem biológica, a qual também era desconhecida pelos adotantes. Assim, identifique dentre as alternativas abaixo a CORRETA de acordo com o estudo desenvolvido sobre convivência familiar e o procedimento de família substituta no ECA.
		
	
	
	
	
	Não poderá ter acesso sem autorização expressa da família de origem, quanto a sua solicitação;
	
	 
	Poderá ter acesso antes dos 18 anos, sendo assegurada assistência jurídica e psicológica;
	
	 
	Não poderá ter acesso ao processo, pois a medida é irrevogável, irretratável e personalíssima;
	
	
	Poderá ter acesso restrito, somente após completar 18 anos e com a concordância de seus pais;
	
	
	Não poderá ter acesso ao processo de adoção, pois o mesmo corre em Segredo de Justiça;
	
	
	
		1.
		As entidades de atendimento da criança e do adolescente, governamentais e não governamentais, serão fiscalizadas pelo Judiciário, pelo Ministério Público e pelos Conselhos Tutelares. Nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei no 8.069/90), são medidas aplicáveis às entidades de atendimento que descumprirem obrigações nele contidas: I. Às entidades governamentais: advertência, afastamento provisório de seus dirigentes, afastamento definitivo de seus dirigentes e fechamento de unidade ou interdição de programa. II. Às entidades não governamentais: advertência, suspensão total ou parcial do repasse de verbas públicas, interdição de unidades ou suspensão de programa e cassação do registro. III. Às entidades governamentais: afastamento provisório de seus dirigentes, afastamento definitivo de seus dirigentes, intervenção administrativa e fechamento de unidade ou interdição de programa. IV. Às entidades não governamentais: advertência, suspensão total ou parcial do repasse de verbas públicas, interdição de unidades ou suspensão de programa e intervenção administrativa. Está correto o que se afirma APENAS em
		
	
	
	
	
	I e IV.
	
	 
	I e II.
	
	
	IV.
	
	
	III e IV.
	
	
	II e III.
	
	
	
		2.
		Sobre o tema Política de Atendimento previsto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, assinale a única alternativa que