A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
Sistema Respiratório

Pré-visualização | Página 1 de 1

SITEMA RESPIRATÓRIO
Prof: José Carlos
SISTEMA RESPIRATÓRIO:
 A respiração é o processo fisiológico pelo qual os organismos 
vivos realizam trocas gasosas (oxigênio e gás carbônico) com o 
meio ambiente onde vivem, através de órgãos e estruturas 
tegumentares adaptadas a essa função. 
MECANISMOS RESPIRATÓRIOS NOS INVERTEBRADOS: 
 Filo Porífera, Cnidária, Platyelminthes e Nematoda:
não possuem sistema respiratório. As trocas gasosas ocorrem 
diretamente entre as células.
 Filo Annelida:
ocorre pela superfície corporal (cutânea) internamente irrigada 
por sangue. Em algumas espécies de anelídeos marinhos, a 
respiração é branquial. 
 Filo Mollusca:
Nos aquáticos corre através de brânquias (ctenídeos). Nos 
terrestres existem sobreposições do tegumento contidas na 
cavidade palial, assemelhando-se a pulmões primitivos. 
 Filo Arthropoda:
 insetos a respiração é traqueal; 
 aracnídeos além da traqueal também é observado a filotraqueal; 
 crustáceos o sistema é exclusivamente branquial. 
 Filo Echinodermata:
sistema respiratório ausente ou bem reduzido por meio de 
brânquias associadas ao sistema hidrovascular.
TIPOS DE SISTEMA RESPIRATÓRIO:
 Respiração Branquial 
 Respiração Cutânea
 Respiração Traqueal
 Respiração Filotraqueal
 Respiração Pulmonar
RESPIRAÇÃO BRANQUIAL
 São fendas lateralizadas, localizadas na posteriormente a 
faringe, ricas em vasos sanguíneos, capazes de retirar o O2
dissolvido na água.
BEXIGA NATATÓRIA
 É uma bolsa interna, de parede flexível, cheia de gás, que 
permite a movimentação na coluna d´água.
RESPIRAÇÃO TRAQUEAL
 conjunto de tubos que comunicam o meio exterior aos tecidos 
corporais permitindo a troca de gases. 
RESPIRAÇÃO FILOTRAQUELA
 Também chamada de respiração pulmotraqueal (ou 
pulmões filáceos), o O2 entra através dos espiráculos, 
chegando a filotraquéia, que são formada por lâminas de 
tecido onde circula a hemolinfa.
RESPIRAÇÃO CUTÂNEA
 troca de gases é feita diretamente entre a superfície do corpo 
e o meio externo.
OBS.: a respiração cutânea nos
anfíbiosé para auxiliar a 
respiração pulmonar.
RESPIRAÇÃO PULMONAR
 Os pulmões encontram-se dentro do corpo desses animais e 
funcionam como sacos que se enchem de ar. As trocas gasosas 
ocorrem em estruturas muito vascularizadas, alvéolos.
RESPIRAÇÃO HUMANA
 O sistema respiratório humano é formado por uma sequencia 
de tubos, chamados de vias aérias, por onde o ar é conduzido 
até os pulmões.
 Componentes:
 Fossas nasais
 Faringe
 Laringe
 Traquéia
 Brônquios
 Bronquíolos
 Alvéolos
 Pulmões
FOSSAS NASAIS / FARINGE
 Fossas nasais: São duas cavidades paralelas, separadas por 
uma parede cartilaginosa (septo nasal). Nela encontramos 
algumas estruturas, como:
 células epiteliais responsáveis pelo olfato.
 células que liberam muco para umidecer e aquecer o ar.
 pêlos, responsáveis pela 
filtragem das impurezas do 
ar inalado.
 Faringe: Região comum 
entre o sistema respiratório 
E o digestório, de onde o ar 
segue para a laringe.
LARINGE
Região dilatada encontrada na região superior da traquéia, 
formada por cartilagens (polmo de adão). A entrada da 
laringe é a glote, possui uma “lingueta” chamada de epiglote. 
Também na laringe são encontradas as cordas vocais, 
responsáveis pela vocalização.
TRAQUÉIA
 Traquéia: Tubo formado por anéis cartilaginosos, revestido 
internamente por células cilíndricas ciliadas, alem de células 
produtoras de muco (células caliciformes).
 Bronquios/Bronquíolos: Tubos formados pela ramificação 
da traqueia, segue o mesmo padrão de formação da traqueia, 
terminando nos 
alvéolos.
 Alvéolos: São bolças
membranosas, muito 
vascularizadas, onde 
ocorrem as trocas 
gasosa (hematose).
CÉLULAS IMPORTANTES
 Pneumócito I: responsáveis pelas trocas gasosas.
 Pneumócito II: responsáveis pela produção de 
surfactante.
 Macrófagos: responsáveis pela defesa (fagocitose).
ASMA
 A asma é uma doença inflamatória crônica das vias 
aéreas. Causa episódios recorrentes de tosse, chiado, 
aperto no peito, e dificuldade para respirar. A 
inflamação torna as vias aéreas sensíveis a estímulos 
tais como alérgenos (promovendo a liberação de 
histamina). 
PULMÕES
 São dois órgãos encontrados no interios da caixa toráxica, 
onde o ar fica retido por um tempo, para que ocorra a troca 
gasosa (hematose).O pulmão direito é dividido em 3 lóbulos e 
o esquerdo em 2 lóbulos.
 Pleura: membrana que reveste os pulmões, protegendo-o 
contra o atrito na caixa torácica, juntamente com olíquido 
pleural.
SACOS AÉREOS
existente em algumas aves, responsáveis por auxiliar o vôo 
diminuindo a densidade da ave. Alem disto também contribui 
com o aumento no rendimento das tocas gasosas durante a 
expiração.
VENTILAÇÃO PULMONAR
 O controle dos movimentos respiratórios é feito pelo bulbo.
 Inspiração: entrada do ar nos pulmões.
 Músculos intercostais e diafragma = contrai
 Diminui pressão interna 
 Ar entra
 expiração: saída do ar nos pulmões.
 Músculos intercostais e diafragma = relaxa
 aumenta pressão interna 
 Ar sai.
MÚSICA
Lembro com muita saudade Larva de anfíbio e girino
Daquele assuntinho Que vira sapão
Que eu aprendi com o bio biozinho Terá pulmão e tegumento
Cantando é tão fácil da gente lembrar Auxiliando a respiração
Oba, oba, oba!!!
Oxiemoglobina é Hb com O2
Na expiração o ar vai no nariz para faringe Carboemoglobina com o CO2
Depois pra laringe, traquéia e brônquios Pulmomar, traqueai, branqueagua é bizu
Depois aos pulmões Pulmomar, traqueai, branqueagua é bizu
Com TRI-D pra lembrar
Traquéia inseto 
filotraquea em aranha
Branquea em peixe, crustáceo e molusco
Em equinoderma, poliqueta e anelído
Tamandaré - Pe