A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Estrutura da Administração Federal - Direta e Indireta

Pré-visualização | Página 1 de 2

Direito Administrativo – I
Curso de Direito
Professor M Sc Germano Ramalho
A Estrutura da Administração Pública Federal – Direta e Indireta
Fonte: www.brasil.gov.br
Administração pública federal
	
Pela Constituição do País, o Governo Federal atua decisivamente na vida dos brasileiros, seja criando normas, implantando programas ou prestando serviços à população. A Presidência da República e Vice-presidência estão à frente da estrutura da administração pública federal, auxiliados por diversos órgãos e entidades controladas, de forma direta ou indireta.
	Assessoria direta
O Presidente da República é o chefe do Poder Executivo Federal, sendo auxiliado pelos Ministros de Estado. Na estrutura da Presidência, os órgãos estão classificados, legalmente, como essenciais; de assessoramento imediato ao Presidente; consultivos e integrantes. A Casa Civil, por exemplo, reconhecida como essencial, atua na coordenação e na integração das ações do Governo.
Entre os órgãos de assessoramento imediato estão o Conselho de Governo, a Advocacia-Geral da União (AGU) e a Secretaria de Imprensa e Divulgação. Os Conselhos da República e de Defesa Nacional são órgãos de consulta. Vinculada ao Presidente da República, a Comissão de Ética Pública tem como competência a revisão das normas sobre conduta ética na Administração Pública Federal, elaboração e proposta da instituição do Código de Conduta das Autoridades.
	» Presidência da República 
» Vice-Presidência da República 
» Casa Civil 
» Secretaria-Geral 
» Secretaria de Relações Institucionais 
» Gabinete de Segurança Institucional 
» Secretaria Especial de Portos 
» Advocacia-Geral da União 
» Controladoria-Geral da União 
» Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca 
» Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial 
» Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres 
» Secretaria Especial dos Direitos Humanos 
» Secretaria de Comunicação Social 
» Comissão de Ética Pública 
» Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) 
	Execução e diretrizes
Dentre os Ministérios e respectivas Autarquias que compõem o Governo Federal, o mais antigo é o da Justiça, criado em 3 de julho de 1822, pelo Príncipe Regente D. Pedro, com nome de Secretaria de Estado de Negócios da Justiça. Os ministros auxiliam o Presidente da República no exercício do Poder Executivo. O de Relações Exteriores, por exemplo, assessora na formulação e execução da política externa brasileira.
Os Ministérios elaboram normas, acompanham e avaliam os programas federais, formulam e implementam as políticas para os setores que representam. São encarregados, ainda, de estabelecer estratégias, diretrizes e prioridades na aplicação dos recursos públicos.
	» Agricultura, Pecuária e Abastecimento 
» Cidades 
» Ciência e Tecnologia 
» Comunicações 
» Cultura 
» Defesa 
» Desenvolvimento Agrário 
» Desenvolvimento Social e Combate à Fome 
» Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior 
» Educação 
» Esporte 
» Fazenda 
» Integração Nacional 
» Justiça 
» Meio Ambiente 
» Minas e Energia 
» Planejamento, Orçamento e Gestão 
» Previdência Social 
» Relações Exteriores 
» Saúde 
» Trabalho e Emprego 
» Transportes 
» Turismo 
Administração indireta
	Serviços essenciais
As agências são consideradas órgãos da administração pública indireta, (autarquias), responsáveis pela prestação de serviços essenciais à população. Além das agências reguladoras, fazem parte da estrutura do Governo Federal as de desenvolvimento regionais e de pesquisa.
As agências reguladoras foram criadas para fiscalizar a prestação de serviços públicos praticados pela iniciativa privada (energia elétrica, telefonia, combustível, assistência à saúde). Além de controlar a qualidade na prestação do serviço, estabelecem, também, regras estáveis para o setor, dando segurança aos investidores.
Atualmente, existem nove agências reguladoras, criadas entre dezembro de 1996 e setembro de 2001, mas nem todas realizam atividades de fiscalização. Atuam como agências de fato: a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a Agência Nacional de Petróleo (ANP), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). 
	» Agência de Desenvolvimento da Amazônia 
» Agência de Desenvolvimento do Nordeste 
» Agência Espacial Brasileira 
» Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) 
» Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) 
» Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) 
» Agência Nacional de Transportes Aquaviários 
» Agência Nacional de Transportes Terrestres 
» Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) 
» Agência Nacional de Águas (Ana) 
» Agência Nacional do Cinema (Ancine) 
» Agência Nacional do Petróleo (ANP) 
	
Administração indireta
As empresas públicas são agentes do Governo Federal, administradas indiretamente, e, em sua maioria, vinculadas aos Ministérios. Embora consideradas de natureza jurídica de direito privado, seus empregados cumprem as regras constitucionais do serviço público. Atuam setorialmente, como o caso da Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobrás), na qual o Governo é detentor de 52,45% das ações.
Outro exemplo é o da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que tem a missão de viabilizar soluções para o desenvolvimento sustentável do agronegócio brasileiro por meio de geração, adaptação e transferência de conhecimentos e tecnologias, em benefício da sociedade.
	» Casa da Moeda do Brasil 
» Centrais de Abastecimento de Minas Gerais 
» Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobras) 
» Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos 
» Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) 
» Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) 
» Empresa Brasileira de Planejamento de Transportes (Geipot) 
» Empresa de Pesquisa Energética 
» Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) 
» Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre 
» Empresa Gerencial de Projetos Navais 
» Empresa Gestora de Ativos (Emgea) 
» Radiobrás - Empresa Brasileira de Comunicação 
» Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) 
Universidades públicas
	
A Educação Superior no Brasil se divide em sistema federal e sistemas estaduais. O sistema federal está sob a autoridade do Ministério da Educação e do Conselho Nacional de Educação (CNE) e os sistemas estaduais são regidos pelas Secretarias de Estado e Conselhos Estaduais de Educação (CEEs). Os dois tipos de sistemas têm liberdade relativa, porque precisam obedecer à Constituição Federal e à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB).
Exemplos: Universidade Federal de Pernambuco (Governo Federal) e Universidade de Pernambuco (Governo Estadual).
	Fundações
As Fundações, ligadas ao Governo Federal, executam as políticas setoriais, sendo vinculadas aos Ministérios. A Fundação Nacional do Índio (Funai), por exemplo, é o órgão do Ministério da Justiça que estabelece e executa a Política Indigenista no Brasil, dando cumprimento ao que determina a Constituição de 1988.
 
	» Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) 
» Fundação Alexandre de Gusmão 
» Fundação Biblioteca Nacional 
» Fundação Casa de Rui Barbosa 
» Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) 
» Fundação Cultural Palmares 
» Fundação Escola Nacional de Administração Pública 
» Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre 
» Fundação Habitacional do Exército (Poupex) 
» Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 
» Fundação Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) 
» Fundação Joaquim Nabuco