Técnicas Respiratórias e Incentivadores - Prática
10 pág.

Técnicas Respiratórias e Incentivadores - Prática


DisciplinaFisioterapia Respiratória6.044 materiais59.749 seguidores
Pré-visualização2 páginas
1. Exercícío Respiratório Diafragmático
Como deve fazer: é realizado aplicando estímulo manual na região abdominal, com leve compressão, solicitando-se inspiração nasal de forma suave e profunda com deslocamento anterior da região abdominal.
Comando: Puxar o ar enchendo a barriga e soltar elevando o tórax
Nunca permita que o paciente force a expiração, ou faça esta de maneira prolongada; deve ser relaxada e passiva, para não ocorrer broncoespasmo.
não permita que o paciente inicie a inspiração com os músculos acessórios e tórax superior.
permita que o paciente pratique respiração profunda por somente 3 ou 4 inspirações e expirações a cada vez, para evitar hiperventilação.
2. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM FRENO LABIAL
Como deve fazer: Consiste em realizar expirações suaves contra uma resistência imposta pelos lábios ou dentes semi-fechados, podendo o tempo expiratório ser curto ou longo.
Comando: Puxa o ar enchendo a barriga, na hora que soltar faz bico
melhora do padrão respiratório, com redução da FR se o tempo expiratório for prolongado.
Aumento do volume corrente com menor trabalho respiratório.
3. EXPANSÃO TORÁCICA INFERIOR UNILATERAL
Como deve fazer: É o exercício realizado com aplicação do estímulo manual na região inferior de um dos hemitórax. O paciente coloca a mão próximo a oitava costela.
inspiração profunda nasal, expandindo a região na qual está posicionada uma das mão, que deve exercer uma leve compressão no início da fase. 
A fase expiratória pode ser associada ao freno-labial e leve compressão da mão, na área apoiada contribuindo para a depressão das costelas.
4. EXPANSÃO TORÁCICA INFERIOR BILATERAL
Como deve fazer: 
A inspiração é nasal e profunda, atingindo CPT, e as mãos exercem suave compressão no início do movimento. 
A expiração pode estar associada a freno labial com compressão sobre o tórax no sentido de desinsuflação.
Obs: Durante a realização desse exercício pode ser alcançado altos volumes pulmonares, de 2 a 3 L.
Comando:
5. EXERCÍCIOS RESPIRATÓRIOS EM SUSPIROS
Objetivo: Aumenta o volume de ar, alvéolo se destende se aproxima do capilar e faz troca gasosa.
Melhorar a força dos músculos inspiratórios
Melhorar o endurance 
Aumentar a saturação de oxigênio
Aumentar volumes pulmonares 
Melhorar a distribuição da ventilação pulmonar de forma homogênea
Recrutamento alveolar 
Aumento de complacência pulmonar
Como deve fazer: Consiste em inspirações nasais breves, sucessivas e rápidas até atingir a capacidade inspiratória máxima. A expiração deve ser realizada com freno labial. Nesta técnica o tempo inspiratório é prolongado.
Comando: Puxa o ar, puxa o ar, puxa o ar, puxa o ar, agora solta fazendo biquinho
6. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO INSPIRAÇÃO EM TEMPOS
Como deve fazer: A inspiração é nasal, suave e curta, fracionando o tempo inspiratório total com pausas intermediárias. Expiração é lenta e suave com freno labial.
Comando: Puxa o ar e segura (pausa 2seg), Puxa o ar e segura (pausa 2seg), Puxa o ar e segura (pausa 2seg), solta fazendo biquinho
Cuidado: com o elevação do ombro do paciente!
Contra Indicação: DPOC, pois a expansibilidade desse paciente já está diminuída mas se usar a técnica pode comprimir veia cava e resultar em tontura e aumento de PA.
7. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM EXPIRAÇÃO ABREVIADA
Objetivos:
Aumentar o volume inspiratório
Expansão de áreas colapsadas
Prevenção de atelectasias
Melhora da relação ventilação/perfusão (V/Q)
Melhorar a hipoxemia
Como fazer:
Inicialmente, faz uma inspiração nasal de pequeno volume de ar seguida de expiração breve com freno labial (sem expirar todo volume inspirado).
Em seguida, realiza outra inspiração de médio volume pulmonar e nova expiração, também breve com freno labial (sem expirar todo volume inspirado).
Por último, realiza-se uma inspiração até a CPT e expira prolongadamente e de forma suave, com freno labial.
Comando: Puxa o ar - solta pouquinho; Puxa, Puxa \u2013 soltaa, soltaa; Puxa, Puxa, Puxa- soltaaa, soltaaa, soltaaa.
Indicação: DPOC pois melhora a expansibilidade e depois solta tudo!
12. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM INSPIRAÇÃO MÁXIMA SUSTENTADA
Como fazer: A inspiração sustentada máxima é realizada com esforço máximo, de forma lenta, pela via nasal, até atingir a máxima capacidade inspiratória com manutenção de 3 seg, seguida de expiração sem esforço com freno labial.
Comando: Puxa, puxa, puxa, puxa (máximo de ar), segura por 3s e solta fazendo biquinho
Obs: Na Expiração associa com cinseio respiratório como por exemplo o bastão.
13.TERAPIA EXPIRATÓRIA MANUAL PASSIVA LENTA (Temp Lento) * 
Objetivo: melhorar a elasticidade e complacência torácica pulmonar, diminuir a capacidade residual funcional, aumentar o fluxo expiratório e facilitar a desobstrução broncopulmonar. 
Essa técninca reverte bronquioespasmo \u2013 cibilo respiratório (O ar entra mas não consegue sair).
Como fazer: É a mobilização manual passiva da caixa torácica por compressão regional do tórax no final da fase expiratória (acompanhando o movimento de alça de balde das costelas inferiores).
Comando: Puxa o ar, com a mão em ápice ou base acompanha o mecanismo (sem compressão) para aumentar o fluxo. 
Exercícios de Higiene Brônquica
 14. TERAPIA EXPIRATORIA MANUAL PASSIVA (Temp) * 
Objetivo: melhorar a elasticidade e complacência torácica pulmonar, diminuir a capacidade residual funcional, aumentar o fluxo expiratório e facilitar a desobstrução broncopulmonar.
Como fazer: É a mobilização manual passiva da caixa torácica por compressão regional do tórax no final da fase expiratória (acompanhando o movimento de alça de balde das costelas inferiores).
Comando: Puxa o ar, com a mão em ápice ou base acompanha o mecanismo e no final da costela da um tranquinho. \u2013 Puxa o ar e dar um tranquinho!
17. TÉCNICA DE EXPIRAÇÃO FORÇADA 
Como deve fazer:
Combinação de 1 ou 2 expirações forçadas (Huffs).
Huff contínuo de baixo volume pulmonar \u2013 permitirá mobilizar secreções mais periféricas.
Huff de alto volume pulmonar \u2013 permitirá mobilizar secreções de vias aéreas mais proximais TEF associada a vibração torácica. 
Comando: Puxa o ar, puxa o ar com a boca aberta solta \u2013 pedir a tosse no final!
18.CICLO ATIVO DA RESPIRAÇÃO (+ difícil do paciente fazer!)
Como fazer: A técnica do ciclo ativo da respiração (TCAR) consiste na combinação de técnicas de controle da respiração, exercícios de expansão torácica associados ou não a vibração e percussão e técnica de expiração forçada. 
O paciente tem que ter consciência corporal para realizar
Dividido em 3 fases: Controle da respiração, expansão de caixa torácica e puxa e solta. 
1. Controle da respiração (respiração profunda, encorajando o uso do tórax inferior).....boca aberta e fluxo alto
2. Exercícios de expansão torácica (exercícios de respiração profunda com a expiração calma e relaxada)...... boca aberta e fluxo alto 
3. Técnica de expiração forçada (uma ou duas tosses forçadas, combinados com períodos de controle da respiração).....huffing/tosse
Contra Indicação: Não dá para usar em pacientes com comprometimento cognitivo, Alzheimer.
Comando: 
3 Curto: Puxa o ar pela boca aberta, mexe tórax inferior (abdominal) e solta
3 Médio: Puxa o ar pela boca, mais apical e solta
3 Longo: Puxa fundo e solta de uma vez pela boca aberta
Conseqüência: TOSSE!
19. DRENAGEM AUTOGÊNICA
Objetivo: é obter um fluxo expiratório máximo nas diferentes gerações dos brônquios e com isso deslocar a secreção das regiões mais distais do pulmão para as mais centrais onde poderá ser expectorada.
Como fazer: É forma de auto-drenagem, onde é utilizada uma sequência de técnicas respiratórias, alterando a velocidade e a profundidade da ventilação, promovendo oscilações dos calibres dos brônquios. 
A drenagem autogênica é dividida em 3 fases:
Desprender: o muco nas porções periféricas dos pulmões através de respirações com volume pulmonar muito baixo. 
Coletar: o muco nas vias aéreas médias por meio de respiração com volume pulmonar baixo. 
Eliminar: o muco para as vias aéreas centrais
Sara
Sara fez um comentário
Excelente Material. Recomendo.
0 aprovações
vivianoliver
vivianoliver fez um comentário
Material ótimo, só queria saber como consigo imprimir?
0 aprovações
Carregar mais