Escadas CONCRETO ARMADO

@desenho-aplicado-2 PUC GOIÁS
#CONCRETO#trabalho#Armado#escadas#aed

Pré-visualização

Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Goiânia, 07 de Outubro de 2013
Alunos: Marco Túlio, Matheus Santana, Sergio Resende, Ueber Silva
Professora: Silvia Santin, Turma: B01
Disciplina: Desenho Aplicado II

Trabalho AED
ESCADAS EM CONCRETO ARMADO

- HISTÓRICO
As escadas servem para unir por degraus sucessivos, os diferentes níveis de uma construção, permitindo a comunicação entre si e com o terreno exterior.
Na Idade Média, as escadas apenas eram pensadas a nível técnico e utilitário sendo por isso frequentemente realizadas com evidente negligência e descuido. Com a chegada do renascimento, as escadas ganharam um lugar digno no centro dos edifícios evidenciando-se principalmente nos palácios aristocratas italianos.
Uma enciclopédia que percorresse o decorrer do tempo não seria suficiente para reunir todos os modelos de escadas construídas no mundo até os dias de hoje, no entanto elas se tornaram um elemento familiar que se encontra em quase todos os edifícios de habitação e em numerosos locais públicos.
Apesar de tudo, e embora as escadas não sejam de modo geral muito “apreciadas”, existem ainda modelos que, pela sua beleza, pela natureza das suas linhas e pela perfeição dos seus acabamentos nos convidam a “subir” pelos degraus convenientes da admiração.

-FORMAS
A forma das escadas é determinada essencialmente pela função que irá desempenhar, pela importância do edifício em causa, pelo material e tipo de construções selecionadas e por outro lado, pelas dimensões disponíveis e pela altura a alcançar.
As formas existentes são muito diversificadas, podendo dividir-se em quatro grandes grupos: escadas retas, com ou sem patamar, escadas em caracol, escadas de quarto de volta e escadas giratórias. Algumas formas possuem significados especiais, sendo características de determinados locais. A escada de duas voltas é geralmente construída em edifícios de habitação coletiva. Por sua vez a escada de caracol está reservada a ligação quase intima entre dois espaços pertencentes a mesma unidade funcional, enquanto que a escada reta com três voltas, com patamar a meio, é característica de palácios ou edifícios públicos representativos.









-TIPOS DE MATERIAIS
As escadas podem ser feitas com diversos tipos de materiais, como por exemplo:
		- Madeira
		- Escada de pedra natural ou artificial
		- Escadas de ferro
		- Escadas em concreto armado (tema do nosso grupo)

No sentido do trabalho, iremos focar o assunto no que diz respeito a escadas em concreto armado.

Atualmente as escadas em concreto armado gozam de uma notável preferencia na construção civil, devido a sua segurança em caso de incêndio e a sua facilidade de adaptação às mais variadas formas.
Como com os outros materiais as escadas em concreto armado podem ser em viga à francesa, com cremalheira à inglesa de um só ou dois lados ou ainda com cremalheira central.
A principal característica das escadas em concreto armado é a lajeta de esteira. Esta pode ser feita num único bloco apresentando um perfil lateral em degraus ou pode ser recta suportando degraus independentes. A face inferior da lajeta pode ser plana ou curva, e a lajeta propriamente dita pode ser ampla ou recortada. 


As escadas em quarto de volta são geralmente monoblocos com lajeta ampla e compreendem, num só lance, degraus retos, degraus radicais, degraus compensados e, eventualmente patamares. Igualmente em monoblocos são feitas as escadas de lanços retos cuja lajeta pode ser ampla ou recortada. Por sua vez, as escadas helicoidais são realizadas quer em monoblocos ou por vários blocos, quer degrau a degrau através de degraus pré-fabricados.



As escadas em concreto armado podem ser com ou sem espelho e, por sua vez, estes podem ser direitos ou ligeiramente inclinados. A parte inferior dos degraus sem espelhos realizados em consola é geralmente prismática ou troncular de forma a associar o aspecto à resistência do material.
Existem numerosos tipos de escadas em concreto armado: Com lajeta simples, com um ou dois patamares, com lanços retos adjacentes, em quarto de volta ou helicoidais.
As de lajeta simples são frequentemente encontradas em caves, apoiando-se no topo sobre a parede e em baixo sobre uma camada de concreto grosso. São armadas quer longitudinal quer transversalmente com uma armadura de repartição.



	Para as lajes com patamar é necessário tomar uma precaução especial no que concerne à disposição da armadura. Na zona de intersecção de um lanço com um patamar as armaduras longitudinais e horizontais devem ser distintas pois, caso contrario,  a tração a que estão sujeitas daria origem a uma força que as puxaria para baixo.
	Um aspecto particular a ter em atenção é a junção lajetas/patamar, na qual pode eventualmente existir uma viga. É quase que uma regra geral a espessura do patamar ser considerável, em edifícios de habitação por exemplo é frequentemente usado e’=2e(figura abaixo).





Calculo de uma Escada
No cálculo de uma escada temos a considerar em primeiro lugar:
a) Altura do pé-direito;
b) Espessura do piso superior.
Somar a altura do pé direito com a espessura do piso superior ai teremos H + e.
 	Dividir o resultado encontrado pela altura escolhida para o espelho (h):
(H+e)/h = O resultado “n” será o número de degraus da escada:

Calcular em seguida, pela fórmula Blondell, a largura do piso do degrau (p).
“2e+p=63 ou 64”  onde e= 16 ou 17
Para completar o cálculo da escada devemos aumentar a distância em projeção horizontal entre o primeiro e o último degrau. Uma escada de “n” degraus possui n±1
pisos, logo, a distância d será igual ao produto da largura do piso encontrado pelo número de degraus menos um.


CODIGOS (BOMBEIRO/ACESSIBILIDADE E EDIFICAÇÕES)
	
O corrimão

O corrimão, também denominado mainel, é uma barra de superfície lisa e arredondada que acompanha as laterais das escadas e rampas, auxiliando quem caminha por elas. É um apoio para o corpo, que traz mais equilíbrio e segurança ao subir e descer os desníveis.

Corrimão instalado em escola e centro médico.

Este item de segurança é utilizado principalmente por crianças, mulheres grávidas, pessoas com criança de colo, idosos e portadores de necessidades especiais. Sua instalação nem sempre é obrigatória, mas sua importância é evidente.

Corrimão instalado dos dois lados de uma escada e em rampa.



Onde pode ser instalado?

Paredes: em corredores auxiliando no deslocamento (passagens);
Escadas: funcionando como apoio e segurança;
Rampas: auxiliando quem caminha e protegendo de quedas;

Corrimão fixo na parede / fixo nos degraus. Fonte: Portal Clique Arquitetura.

Detalhes Importantes

Conforme a NBR 9077 (Saídas de Emergência em Edifícios), rampas e escadas devem ter corrimão. A NBR 9050, que contém normas sobre acessibilidade, também traz informações importantes sobre este item de segurança. Como muitas vezes o uso de guarda-corpos está relacionado com o uso de corrimãos, abordamos abaixo alguns detalhes deste outro item de segurança:

Obrigatoriedade do Guarda-corpo

Segundo a NBR 9077, toda saída de emergência, como corredores, mezaninos, escadas, rampas, etc., deve ser protegida de ambos os lados por paredes ou guarda-corpos contínuos, sempre que houver qualquer desnível maior que 19cm. A altura de guardas internas deverá ser de 1,05m e em escadas internas a parede de proteção poderá ter 92cm de altura. Em locais com altura superior a 12m, o guarda-corpo deverá ter 1,30m de altura no mínimo.

Obrigatoriedade do Corrimão

Sua obrigatoriedade poderá ser verificada junto ao Departamento de Urbanismo da Prefeitura de cada cidade, já que as determinações podem sofrer variações de acordo com o município. Para ambientes comerciais você também poderá consultar o departamento responsável pela aprovação de projetos do Corpo de Bombeiros.


Medidas do Corrimão

Conforme a NBR 9077 e na NBR 9050:
Diâmetro - Corrimão com Acessibilidade: seção circular com diâmetro entre 3cm e 4,5cm (NBR9050)
Diâmetro:

Ainda não temos comentários aqui
Seja o primeiro!