Anato aula 8
10 pág.

Anato aula 8

Disciplina:Anatomia Humana19.405 materiais822.505 seguidores
Pré-visualização1 página
28/10/2013

1

Disciplina: Anatomia HumanaDisciplina: Anatomia Humana

Aula 8Aula 8

Sistema SensorialSistema Sensorial

OS ÓRGÃOS DOS SENTIDOS
• As terminações sensitivas do sistema nervoso
periférico são encontradas nos órgãos dos sentidos:
pele, ouvido, olhos, língua e fossas nasais.

•⧫ Portas de entrada para todas nossas ações;

•⧫ Capacidade de distinguir estímulos provenientes do
ambiente;

•⧫ Mecanismo de relacionamento com o ambiente.

Estímulo Cérebro Sensação

28/10/2013

2

A PELE
- A pele é a sede do tato;
- Possui corpúsculos táteis (receptores sensitivos).
-Relembrando...

- Epiderme (camada córnea, externa; queratina.)
- Derme, camada tátil. Tem: vasos sanguíneos e linfáticos; nervos;
glândulas sudoríferas, sebáceas e os corpúsculos táteis.

RECEPTORES SENSORIAIS

Mecanorreceptores
- Corpúsculos de Pacini
- Corpúsculos de Meissner
- Discos de Merkel
- Receptores de Krause
- Corpúlos de Ruffini
- Terminações nervosas livres

RECEPTORES SENSORIAIS

Mecanorreceptores
- Corpúsculos de Pacini: na hipoderme, membrana sinoviais; sente pressão
- Corpúsculos de Meissner e Discos de Merkel: na derme de partes sem pelo do

corpo, ex.: pontas dos dedos, genitais; movimentos suaves na superfície da pele;
- Receptores de Krause: na derme de lábios, boca e conjuntiva dos olhos; pressão

suave;

- Corpúlos de Ruffini: derme profunda; pressão profunda

GUSTAÇÃO

•A gustação é primariamente é uma função da
LÍNGUA, embora regiões da faringe, palato e
epiglote também tenham alguma sensibilidade.

28/10/2013

3

A LÍNGUA PAPILAS GUSTATIVAS
Apresentam botões gustativos, que são

quimiorreceptores

Memória Gustativa

• Mesmo sem enxergarmos,ao colocarmos um
alimento na boca, conseguimos associar o
sabor à imagem do alimento.

- A língua é o órgão responsável pelo
sentido da gustação.

- A língua é um músculo estriado
esquelético. Há elevações
microscópicas chamadas papilas
linguais. Cada papila é dotada de
terminações nervosas.

- As células presentes nas papilas
captam apenas cinco sensações
gustatórias: o doce, o salgado, o
azedo, o amargo e o umami.

28/10/2013

4

OLFATO OLFATO HUMANO

•

•

• O epitélio olfativo humano contém cerca de 20 milhões
de células sensoriais, cada qual com seis pêlos sensoriais
(um cachorro tem mais de 100 milhões de células
sensoriais, cada qual com pelo menos 100 pêlos
sensoriais). Os receptores olfativos são neurônios
genuínos, com receptores próprios que penetram no
sistema nervoso central.

GUSTAÇÃO E OLFATO RELAÇÃO ENTRE OLFATO E PALADAR!

•O gosto dos alimentos é uma combinação de
sabores e aromas. Quando comemos um alimento,

moléculas que conferem sabor aos alimentos
(moléculas sápidas) estimulam as papilas linguais e
moléculas aromáticas atingem as células olfatórias.

28/10/2013

5

AUDIÇÃO

O ouvido consiste em 3 partes básicas - o ouvido externo, médio e interno.
Cada parte serve para uma função específica para interpretar o som.

1. O. externo: pavilhão auditivo, canal auditivo. Serve para coletar o som e o
levar por um canal ao ouvido médio.

ESTRUTURA DO OUVIDO

AUDIÇÃO

2. O. médio ou caixa do tímpano: tímpano, ossículos (martelo, bigorna e
estribo), tuba auditiva. Serve para transformar a energia de uma onda sonora
em vibrações internas da estrutura óssea do ouvido médio e finalmente
transformar estas vibrações em uma onda de compressão ao ouvido interno.

ESTRUTURA DO OUVIDO

28/10/2013

6

AUDIÇÃO

3. O. interno ou labirinto: é cheia de líquido; vestíbulo, canais semicirculares,
cóclea ou caracol. Serve para transformar a energia da onda de compressão
dentro de um fluido em impulsos nervosos que podem ser transmitidos ao
cérebro.

ESTRUTURA DO OUVIDO

O caminho do som

SOM CANAL AUDITIVO TÍMPANO

OSSÍCULOS
ORELHA INTERNACÓCLEA

TERMINAÇÕES
NERVOSAS

NERVO VESTI-
BULOCOCLEAR

CÉREBRO
SOM

A VISÃO

•O olho é um órgão muito complexo. Tem
aproximadamente 2,54 cm de largura, 2,54 cm de

profundidade e 2,3 cm de altura.

28/10/2013

7

O OLHO HUMANO
MEMBRANAS DO OLHO

� ESCLERÓTICA: membrana mais externa do
olho. Cor branca.

� CORÓIDE: bastante vascularizada.

� RETINA: camada mais interna, escura e
sensível. É responsável pela transmissão das
imagens recebidas até o cérebro, através do
nervo óptico.

PARTES DO OLHO
•Córnea: estrutura transparente e resistente que permite a
passagem da luz para dentro do olho e ajuda a focalizá-la na
retina.

•Íris: parte que dá a cor dos olhos. Controla a entrada de luz
através da pupila.

•Pupila: abertura na íris que aumenta ou diminui, controlando a
quantidade de luz que penetra no olho.

Cristalino: É uma lente biconvexa que auxilia na
focalização da imagem sobre a retina.

28/10/2013

8

PARTE INTERNA DO OLHO

•�Humor aquoso: substância líquida que preenche o espaço
entre a córnea e o cristalino.

•�Humor vítreo: Fluido mais viscoso e gelatinoso que se situa
entre o cristalino e a retina, preenchendo a câmara posterior do
olho. Sua pressão mantém o globo ocular esférico.

• Ponto cego – insensível a luz.

• Mancha amarela(fóvea) – onde a imagem é formada.

- Há diferentes receptores responsáveis pela percepção da cor (os cones)
e pela percepção da luminosidade (os bastonetes).

A FORMAÇÃO DA IMAGEM A FORMAÇÃO DA IMAGEM

28/10/2013

9

ACOMODAÇÃO VISUAL

• O cristalino funciona como uma lente flexível e
transparente, que serve para tornar a imagem nítida.
Sua elasticidade lhe permite mudar de forma para
focalizar objetos situados a diferentes distâncias.

PROBLEMAS DE VISÃO

•� Miopia: olhos mais longos que o normal, imagem
formada antes da retina.

•� Hipermetropia: olhos menores que o normal,
imagem formada atrás da retina.

HIPERMETROPIA
Olho pequeno ou
cristalino achatado, a
imagem se forma depois
da retina

A formação da imagem depende:
Forma do globo ocular
Forma das lentes

MIOPIA
Olho alongado ou
cristalino arredondado,
a imagem se forma
antes da retina

lentes divergentes

lentes convergentes

O míope não enxerga bem os objetos distantes

O hipermétrope não enxerga bem os objetos próximos

PROBLEMAS DE VISÃO

• � Astigmatismo - defeito na curvatura da córnea e mais
raramente, do cristalino, o olho não é capaz de distinguir, ao
mesmo tempo, com a mesma nitidez, linhas verticais e
horizontais.

•� Estrabismo - os olhos se movimentam em direções
diferentes e não conseguem focalizar juntos o mesmo objeto.

•� Presbiopia - impossibilidade de o cristalino se acomodar
para visão de objetos próximos, lentes convergentes.

28/10/2013

10

Catarata
É a perda da transparência

do cristalino.

O sistema braile permite que os cegos
leiam

• As lágrimas não são compostas apenas de água. Numa
gota pode haver mais de 60 combinações protéicas, além
de minerais e substâncias bactericidas, que protegem o
olho de infecções. Quando piscamos, as lágrimas banham
os olhos, conservando a córnea úmida. O fluido é drenado
pelo canto interno do olho para um saco lacrimal e daí
para o nariz.