Anato aula 11
11 pág.

Anato aula 11

Disciplina:Anatomia Humana19.002 materiais814.827 seguidores
Pré-visualização2 páginas
28/10/2013

1

Disciplina: Anatomia HumanaDisciplina: Anatomia Humana

Aula 11Aula 11
Sistema Sistema

DigestórioDigestório

INTRODUÇÃO
Alimentos - fonte de matéria e energia

Organismos heterótrofos - obtém alimentos de forma
pronta (ex:bactérias, protozoários e animais).

Digestão: conjunto de processos que promove a
quebra dos nutrientes em partículas e moléculas
menores para que o organismo possa absorvê-los.

Organismos autótrofos - produzem o próprio alimento
(ex: bactérias, cianobactérias, algas e plantas).

Composição química dos alimentos
H2O
Sais minerais
Vitaminas

absorvidos
diretamente

Proteínas

Polissacarídeos

Lipídios

Ácidos Nucléicos

devem ser quebrados
em suas unidades
estruturais

Celulose – não digerida, nem absorvida pelo organismo humano

Proteínas aminoácidos

Unidades estruturais dos nutrientes

Polissacarídeos monossacarídeos

Lipídios ácidos graxos e glicerol

Ácidos Nucléicos nucleotídeos

28/10/2013

2

Processos da digestão

físicos

mastigação

deglutição

movimentos peristálticos

químicos
emulsificação de gorduras

hidrólise enzimática

Tipos de digestão

Intracelular: ocorre no interior da célula (formação
de vacúolos digestivos) não é o tipo de digestão que iremos tratar aqui.
Ex: protozoários, poríferos, cnidários e
platelmintes

Extracelular: ocorre no interior de uma cavidade
digestiva.

Ex: cnidários, platelmintes, nematelmintes,
anelídeos, moluscos, artrópodas, equinodermas
e cordados

Tipos de sistema digestório

Incompleto: com boca e sem ânus
Ex: cnidários e platelmintes

Completo: com boca e com ânus

Ex: nematelmintes, anelídeos, moluscos,
artrópodas, equinodermas e cordados

Este é o nosso tipo!!!

Divisão do sistema
digestório

Canal alimentar

Orgãos
anexos

Cavidade bucal

Faringe

Esôfago

Estômago

Intestinos (delgado e grosso)

Reto

ânus

Glândulas salivares

Fígado – vesícula biliar

Pâncreas

28/10/2013

3

Boca
Funções:
Paladar (língua)
Mastigação

Insalivação

Deglutição
Início da digestão de amido

Boca e cavidade bucal
A boca é formada pelas bochechas, pelos palatos duro e mole
e pela língua e os dentes.

Dentes:

Homem adulto

32 dentes

8 incisivos

4 caninos

8 pré-molares

12 molares

Primeira dentição- dentição de leite

20 dentes aparecem a
partir dos 6 meses de
idade

8 incisivos

4 caninos

8 molares

28/10/2013

4

Partes de um dente típico

Coroa

Colo

Raiz Esôfago

Conduz o alimento até
o estômago através de
movimentos peristálticos

Faringe

Auxilia na deglutição (contração muscular)

Estômago

Produz e secreta o suco
gástrico (em seu próprio
interior)
Local de digestão de
proteínas em pH ácido

Formação do quimo
(quimificação) – massa
de alimentos em fase de
digestão

As quatro partes do estômago são a
cárdia, o fundo, o corpo e a parte
pilórica

28/10/2013

5

ESTÔMAGO
� Órgão exócrino e endócrino que digere os alimentos e secreta

hormônios;

� É uma dilatação do tubo digestivo onde o bolo alimentar é
processado até formar um fluido viscoso – quimo;

� Digestão do alimento envolve Suco gástrico (água, HCl, pepsina,
lipase gástrica e muco protetor) e produção de hormônios
(gastrina, grelina, etc.);

� Glândulas gástricas – 2 a 3 litros de suco gástrico por dia;

Intestino delgado
Dividido em duodeno,
jejuno e íleo
Recebe o suco
pancreático e a bile
(duodeno), e produz
o suco entérico

Digestão de amido, proteínas,
lipídios, ácidos nucléicos, peptídeos,
dissacarídeos

Formação do quilo (quilificação)
Absorção dos nutrientes (vilosidades)

Intestino grosso

Absorção de H2O e
formação das fezes

Produção de vitamina K
e B12 (bactérias)

Reto

Produz o Reflexo da defecação

Ânus

Glândulas Anexas

Salivares

Produção da saliva

28/10/2013

6

Secreções do Sistema Digestório

Saliva

Umidificação dos alimentos

Contém a enzima amilase
salivar ou ptialina

amido maltose
ptialina

pH 7,0

Suco gástrico

Contém HCl (ação antimicrobiana e ativação de
enzimas) e enzimas digestivas.

proteínas peptídeos

pepsinogênio

pepsina

HCl

pH 2,0

PRODUÇÃO DE HCl PELAS CÉLULAS PARIETAIS

Estímulos para secreção do HCl:
� Cefálico (pensamento, cheiro, visão)
Impulsos parassimpáticos – acetilcolina – célula parietal

�Gástrico (presença de alimento no estômago)
Gastrina e histamina – célula parietal

� Intestinal (presença de alimento no intestino delgado)
Gastrina – células parietais

A ligação de qualquer destes sinalizadores nos receptores
da célula parietal inicia a síntese e liberação de HCl para
os canalículos da célula.

Fígado
Funções: Produção da bile, armazenamento de
glicogênio, produção de uréia, destruição de
hemáceas mortas, desintoxicação do organismo,
etc..

Um lóbulo consiste em
fileiras de hepatócitos
(células) que segregam
bile que, através de
canais hepáticos, vai
acumular-se na
vesícula biliar.

28/10/2013

7

Bile

Promove neutralização do pH (sais biliares) e
emulsificação de gorduras Bile – líquido viscoso, de cor amarelo-esverdeada, desinfectante. É

segregado no fígado, armazenado na vesícula biliar e libertado no
duodeno, durante as refeições. A bile não tem enzimas sendo a sua
função digestiva essencialmente física - neutraliza a acidez do quimo e
atua sobre os lípidos, emulsionando-os (função semelhante à do
sabão), isto é, dividindo-os em gotículas de pequenas dimensões –
emulsão dos lípidos – e permitindo, assim, uma melhor atuação das
lipases de outros sucos digestivos. A bile é ainda um bom lubrificante
intestinal.

Vesícula Biliar

Estrutura em forma de saco localizada por baixo
do fígado. A vesícula biliar armazena a bile que é
continuamente segregada pelo fígado. Na vesícula
a bile é concentrada e após cada refeição a
vesícula contrai-se lançando grandes quantidades
de bile no intestino delgado.

Pâncreas
Glândula anfícrina ou mista

Função exócrina – produção do suco pancreático

Função endócrina – produção de hormônios

28/10/2013

8

Pâncreas
Está localizado por baixo do estômago, mede entre 10 a
20cm de comprimento;

É uma glândula mista. Possui dois tipos de células:
- ilhotas pancreáticas ou de Langerhans: função endócrina

e produz os hormônios glucagon e insulina que lança no
sangue.

- na função exócrina segrega uma mistura de enzimas
digestivas denominado suco pancreático, conduzido
através de um canal excretor – canal pancreático – ao
intestino delgado (duodeno).

Suco pancreático

Contém íons bicarbonato (neutralização do pH) e
diversas enzimas digestivas (atuam em pH 8,0):

- Tripsina
- Amilase pancreática
- Lipase
- Nuclease

Suco pancreático

Ações das enzimas:

proteínas peptídeostripsina

amido maltose
amilase pancreática

lipídios ác. graxo e glicerol
lipase

ác. nucléicos nucleotídeosnucleases

Suco entérico

Produzido pelo próprio intestino delgado.
Contém enzimas digestivas:

- Peptidases
- Maltases
- Sacarases
- Lactases

28/10/2013

9

Suco entérico

Ações das enzimas:

peptídeos aminoácidos
peptidases

maltose 2 moléculas de
glicose

maltase

sacarose Glicose + frutose
sacarase

lactose glicose + galactoselactase

Controle hormonal da digestão

Gastrina: produzida pelo estômago, estimula a
secreção do suco gástrico

Secretina: produzida no intestino delgado, estimula
a secreção de bicarbonato

Colecistocinina: produzida pelo intestino delgado,
estimula a liberação da bile e enzimas digestivas
do pâncreas

Enterogastrona: produzida pelo intestino delgado,
inibe peristaltismo estomacal

Controle hormonal da digestão

Grelina: produzida pelo estômago, dá sensação de
fome

Glucagon: produzida no pâncreas, função é aumentar a
glicemia (nível de glicose no sangue),