CASOS CONCRETOS

@direito-constitucional-ii ESTÁCIO

Pré-visualização

independentemente de qualquer disciplina legal, de âmbito estadual, sobre o tema. 
Caso Concreto:

 A Lei n 9478/97 dispõe sobre a política energética nacional e as atividades relativas ao monopólio do petróleo, instituindo o Conselho Nacional de Política Energética e a Agência Nacional do Petróleo, além de outras providências pertinentes à matéria. 
Considerando a previsão da referida Lei, qual a entidade federativa que terá competência para dispor da exploração dos serviços locais de gás canalizado? 
R.:Os Estados federados, como dispõem o artigo 25, §2º daCF. 
Cabe os estados explorar diretamente ou mediante de concessão, os serviços locais de gá canalizado, na forma da lei, vedada a edição de medida provisória para a sua regulamentação - Redação determinada pelo EC nº 5, de 15/8/95


AULA 03

Prova: 27º Exame de Ordem - 1ª fase 

1 - Analise cada item a seguir e informe se as alternativas são VERDADEIRAS OU FALSAS: 

I) A chamada representação interventiva tem por objetivo garantir a observância dos princípios constitucionais sensíveis; 

II) A intervenção é medida excepcional que restringe a autonomia conferida pela Constituição aos Estados, ao DF e aos Municípios; 
III) O Superior Tribunal de Justiça é o órgão competente para apreciação do pedido de intervenção fundado em recusa à execução de lei federal; 
IV) A União pode intervir nos Municípios localizados em Território Federal; 
V) Na hipótese de representação interventiva, a apreciação do Congresso Nacional ou da Assembleia Legislativa deve se realizar no prazo de vinte e quatro horas. 

a) V; V; F; F; V 

b) V; V; V; V; F 
c) V; V; F; V; F 
d) F; V, F; V; F 



Prova: 22º Exame de Ordem - 1ª fase 

2 - Aponte, acerca da intervenção federal, a alternativa VÁLIDA: 

A. incumbe ao Presidente da República decretar a intervenção federal nos Estados, no Distrito Federal e nos Municípios localizados em Território Federal; 
B. a nomeação do interventor, no processo interventivo federal, será sempre obrigatória; 
C. constituindo medida excepcional em relação à autonomia das entidades federativas, a decretação da intervenção federal não está sujeita a lapso temporal prefixado; 
D. o decreto de intervenção federal será submetido, no prazo de cinco dias, a título de.controle político, à apreciação do Senado Federal, que o aprovará ou rejeitará

. 
Caso Concreto: 

(Cespe/DPE/ES/2006) 30 - A intervenção, como medida excepcional, ocorre apenas nas hipóteses e formas estabelecidas na Constituição Federal. Em se tratando de intervenção fundada em recusa a execução de lei federal, esta depende de provimento do STJ ou de representação do procurador-geral da República. Analise justificadamente a assertiva. 
R.: A intervenção federal dependerá de provimento do STF, e não do STJ, como requisito para a decretação de intervenção 
Art. 36. A decretação da intervenção dependerá: 
III - de provimento, pelo Supremo Tribunal Federal, de representação do Procurador-Geral da República, na hipótese do art. 34, VII, e no caso de recusa à execução de lei federal. (NR) (Redação dada ao inciso pela Emenda Constitucional nº 45, de 08.12.2004, DOU 31.12.2004) 



AULA 04 



Prova: 27º Exame de Ordem - 1ª fase 



1 - O poder reformador constitucional possui limitações de vários matizes. Assinale a única opção que não traduz uma dessas limitações: 

1. - A impossibilidade de um cidadão ser signatário de um projeto de emenda à Constituição 

2. - O quorum qualificado de dois terços para aprovação de projetos de emenda à Constituição 
3. - A proibição de apresentação de projetos de emenda à Constituição durante a vigência de estado de sítio 
4. - A necessidade de tramitação bicameral de todos os projetos de emenda à Constituição 

2 - Nomeie, com alusão à defesa do Estado e das instituições democráticas, a opção válida: 
A. Constituem pressupostos para a decretação do Estado de Sítio a comoção grave de repercussão nacional, a ocorrência de fatos que comprovem a ineficácia de medida tomada durante o Estado de Defesa e a declaração do Estado de Guerra ou resposta a agressão armada estrangeira; 
B. O Estado de Defesa, da mesma forma que o Estado de Sítio, só poderá ser decretado pelo Presidente da República, após autorização do Congresso Nacional; 
C. O tempo de duração do Estado de Defesa e do Estado de Sítio não poderá ser superior a 30 (trinta) dias improrrogáveis; 
D. Os atos praticados pelo executor da medida, durante o Estado de Defesa, não estão sujeitos, de vez que resultantes da instauração de um sistema de legalidade extraordinária, o controle judicial. 

Caso concreto: (ESAF/EPPGG-MPOG/2009) As imunidades de Deputados ou Senadores só podem subsistir durante o estado de sítio mediante o voto de dois terços dos membros da Casa respectiva, nos casos de atos praticados fora do recinto do Congresso Nacional, que sejam compatíveis com a execução da medida. Analise justificadamente a assertiva. 


R. A assertiva está errada, uma vez que as imunidades subsistirão em caso de sítio e só podem ser suspensas mediante o voto de dois terços da casa respectiva, e não ser mantida com os votos. Como prevê o art. 53, §8º: CF/88


CASO 5 



Com relação ao que dispõe a CF acerca da disciplina das forças armadas, assinale a opção incorreta. 
A- É garantida ao militar  a remuneração do trabalho noturno superior à do diurno.( art, 142, 3, lV)
B- A sindicalização é proibida ao militar.C 
C- Ao militar que esteja em serviço ativo é proibida a filiação a partido político.C 
D- Os eclesiásticos são isentos do serviço militar obrigatório em tempo de paz.C 


Caso Concreto: Um integrante da polícia militar de determinado estado da Federação pretende participar de processo eleitoral na condição de candidato a vereador do município onde reside. O militar conta com onze anos de serviço na polícia militar e não possui filiação partidária, mas entende que o art. 142, § 3.º, inciso V, da Constituição Federal, que proíbe que o militar, enquanto em serviço ativo, possa estar filiado a partido político, aplica-se apenas aos militares federais. Assim, ele pretende participar da convenção partidária que vai oficializar a relação de candidatos de determinado partido, orientado que foi no sentido de que o registro da candidatura suprirá a ausência de prévia filiação partidária. Nessas circunstâncias, o militar solicita aos seus superiores a condição de agregado, pois é sua intenção, se não for eleito, retornar aos quadros da corporação. 

Considerando a situação hipotética apresentada, responda, de forma fundamentada, às seguintes perguntas. 

a)Pode o policial militar ser candidato a vereador sem se afastar definitivamente da corporação? 
R. Sim, o militar com mais de dez anos, ficará agregado durante o período de campanha eleitoral e, sendo eleito, no ato da diplomação, passa para a reserva e o militar com menos tempo de serviço, será afastado do serviço. Art. 14, §8º c/c art. 42 da CF. 

b)Está correto o entendimento segundo o qual a vedação de filiação partidária, enquanto em serviço ativo, não se estende aos militares dos estados? 

R. Está errado, pois se aplica ao policial e bombeiro militar conforme o art. 142, §3º, V da CF. Princípio da simetria que leva para o plano estadual a proibição de filiação partidária.

c)Está correta a orientação no sentido de que o registro da candidatura suprirá a falta de filiação partidária? 
R. Correto, jurisprudência do STF, ele participa da convenção coletiva, sendo considerado membro do partido e  a partir do registro de sua candidatura, se torna agregado.
d)Poderá o militar, se não for eleito, retornar aos quadros da polícia militar? 
R. Pode, se o militar tiver mais de dez anos, ficará agregado durante o período de campanha eleitoral, podendo pedir o retorno a ativa. Se for eleito, passa para a reserva. ( art 14 , §8º, ll, CRF/88)


AULA 6 



1. (FCC/TJAA-TRT-SP/2008) Quanto ao Congresso Nacional, considere: 
I. O número total de Deputados, bem como
Gomes Sara fez um comentário
  • Direito constitucional II aula 16 alguém tem as respostas?
    • 0 aprovações
    Gomes Sara fez um comentário
  • Alguém tem a semana 16 de constitucional II da Estacio?
    • 0 aprovações
    Gomes Sara fez um comentário
  • Faltou a semana 16
    • 0 aprovações
    thayná fonseca fez um comentário
  • Art 139
    • 1 aprovações
    diane mota fez um comentário
  • Pode o governador de estado negar aplicação a lei votada pela assembléia legislativa
    • 0 aprovações
    Carregar mais