A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
91 pág.
apostila_php

Pré-visualização | Página 1 de 13

1 Introdução ao PHP
1.1. O que é PHP?
O PHP é uma linguagem que permite criar sites WEB dinâmicos, possibilitando uma interação com o usuário através de formulários, parâmetros da URL e links. A diferença de PHP com relação a linguagens semelhantes a Javascript é que o código PHP é executado no servidor, sendo enviado para o cliente apenas html puro.
Desta maneira é possível interagir com bancos de dados e aplicações existentes no servidor, com a vantagem de não expor o código fonte para o cliente. Isso pode ser útil quando o programa está lidando com senhas ou qualquer tipo de informação confidencial.
O que diferencia PHP de um script CGI escrito em C ou Perl é que o código PHP fica embutido no próprio HTML, enquanto no outro caso é necessário que o script CGI gere todo o código HTML, ou leia de um outro arquivo.
1.2. Como surgiu a linguagem PHP?
A linguagem PHP foi concebida durante o outono de 1994 por Rasmus Lerdorf. As primeiras versões não foram disponibilizadas, tendo sido utilizadas em sua home-page apenas para que ele pudesse ter informações sobre as visitas que estavam sendo feitas.
A primeira versão utilizada por outras pessoas foi disponibilizada em 1995, e ficou conhecida como “Personal Home Page Tools” (ferramentas para página pessoal). Era composta por um sistema bastante simples que interpretava algumas macros e alguns utilitários que rodavam “por trás” das home-pages: um livro de visitas, um contador e algumas outras coisas.
Em meados de 1995 o interpretador foi reescrito, e ganhou o nome de PHP/FI, o “FI” veio de um outro pacote escrito por Rasmus que interpretava dados de formulários HTML (Form Interpreter). Ele combinou os scripts do pacote Personal Home Page Tools com o FI e adicionou suporte a mSQL, nascendo assim o PHP/FI, que cresceu bastante, e as pessoas passaram a contribuir com o projeto.
Estima-se que em 1996, PHP/FI estava sendo usado por cerca de 15.000 sites pelo mundo, e em meados de 1997 esse número subiu para mais de 50.000. Nessa época houve uma mudança no desenvolvimento do PHP. Ele deixou de ser um projeto de Rasmus com contribuições de outras pessoas para ter uma equipe de desenvolvimento mais organizada. O interpretador foi reescrito por Zeev Suraski e Andi Gutmans. Esse novo interpretador foi à base para a versão 3.
O lançamento do PHP4, ocorrido em 22/05/2000, trouxe muitas novidades aos programadores de PHP. Uma das principais foi o suporte a sessões, bastante útil pra identificar o cliente que solicitou determinada informação. Além das mudanças referentes a sintaxe e novos recursos de programação, o PHP4 trouxe como novidade um otimizador chamado Zend, que permite a execução muito mais rápida de scripts PHP. Hoje, já se encontra disponível no mercado a versão 5.x do PHP.
1.3. Características da Linguagem PHP
· É uma linguagem de fácil aprendizado;
· Tem suporte a um grande número de bancos de dados como: dBase, Interbase, mSQL, mySQL, Oracle, Sybase, PostgreSQL e vários outros.
· Tem suporte a outros serviços através de protocolos como IMAP, SNMP, NNTP, POP3 e, logicamente, HTTP;
· É multiplataforma, tendo suporte aos sistemas Operacionais mais utilizados no mercado;
· Seu código é livre, não é preciso pagar por sua utilização e pode ser alterado pelo usuário na medida da necessidade de cada usuário;
· Não precisa ser compilado.
1.4. Comunicação cliente x servidor 
	Quando é digitado um endereço no navegador para acessar uma página na internet, o que acontece é uma requisição (request) do cliente (navegador) ao servidor web. O servidor processa essa requisição e retorna uma resposta (response) ao cliente, que por sua vez interpreta o código retornado e formata a página para a sua visualização. 
As páginas PHP devem ser salvas no diretório raiz do servidor. Para testes locais com o EasyPHP, essa pasta é: c:\Arquivos de programas\EasyPHP\www. 
Para acessar a página, deve-se abrir o browser Internet Explorer e digitar-se o nome do domínio (http://127.0.0.1) e o nome da página com extensão .php. Quando o EasyPHP está sendo executado, aparece um ícone com uma letra “e” ao lado do relógio do Windows.
Nos meus exemplos estarei usando o seguinte caminho: 
D:\Arquivos de programas\EasyPHP5.3.0\www.
2 Programando em PHP
	Vamos fazer nosso primeiro programa em PHP. Utilize o bloco de notas como editor de texto, e digite o seguinte:
<?php
phpinfo();
?>
	Salve com o arquivo com o seguinte nome: EX01.PHP. 
	Agora utilize o EasyPHP , clicando com botão direito do mouse no ícone do EasyPHP, e clique em Localhost, e em seguida, selecione o arquivo EX01.PHP.
 
Ex02.php
<html>
<body>
<?php
	//exemplo 02
	echo "<h2 align='center'>SITE PESSOAL </h2>";
	echo "centralizado com tamanho 2";
?>
</body>
</html>
2.1 Sintaxe Básica
Tags especiais indicam ao PHP onde estão os blocos de código. A tag de abertura é formada por um sinal de “menor que” (<), um sinal de interrogação (?) e a sigla php. A tag de fechamento é formada por um ponto interrogação (?) e sinal de “maior que” (>).
Ex:
<?php
...
?>
O sinal de ponto-e-vírgula (;) indica o final de um comando. 
	Podemos utilizar comentários (//).
Para iniciar uma seqüência de comentários, utilizaremos o (/*) para iniciar e depois finalizar com o (*/).
Ex.
/* este comentário vai ultrapassar a 
primeira linha */
	Quando quiser mostrar alguma informação na tela, podemos utilizar o comando ECHO.
Caso tente exibir o código fonte, vai receber a seguinte resposta:
<html>
<body>
<h2 align='center'>SITE PESSOAL </h2>centralizado com tamanho 2</body>
</html>
Como sabemos o PHP, roda no servidor. Toda a programação PHP é processada no servidor, que retorna somente o resultado final para o seu browser.
	
Ex03.php – mostrar a data atual, misturando HTML com PHP.
<html>
<body>
<?php
	$data_hoje = date("d/m/y",time())
?>
<p align="center"> Hoje é dia <?php echo $data_hoje; ?></p>
</body>
</html>
Ex04.php – comando ECHO.
<html>
<body>
<?php
	$salario = 1000;
	$desconto = 5.5;
	$resultado = $salario - ($salario * $desconto/100);
	echo $resultado;
?>
</body>
Ex05.php – Inclusão de uma variável dentro de outra variável.
<html>
<body>
<?php
	$mensagem = "Feliz Natal";
	$mensagem2 = "cuide-se bem";
	$mensagem3 = "Tenha um $mensagem e $mensagem2";
	echo $mensagem3; 
?>
</body>
2.2 Manipulando dados em PHP
2.2.1 Dados alfanuméricos (textos)
	As strings são sequências de caracteres que podem ser delimitadas por aspas simples (‘), aspas duplas (“) ou aspas invertidas (`). O PHP trata os dados alfanuméricos de forma diferente de acordo com o delimitador utilizado.
2.2.1.1 Aspas simples (‘)
	Observe os seguintes exemplos:
Ex06.php
<html>
<body>
<?php
	echo 'johns' ;	
?>
</body>
</html>
	Vamos tentar inserir a seguinte: john’s.
Ex07.php
<html>
<body>
<?php
	echo 'john's' ;	
?>
</body>
</html>
Iremos receber como retorno o seguinte:
Parse error: parse error, expecting `','' or `';'' in D:\Arquivos de programas\EasyPHP5.3.0\www\ex06.php on line 4
	Isso acontece, porque ele entendeu a segunda aspas simples como final do texto.
Ex08.php – Corrigido, colocando uma barra invertida (\).
<html>
<body>
<?php
	echo 'john\'s' ;	
?>
</body>
</html>
2.2.1.2 Aspas duplas (“)
Ex09.php
<html>
<body>
<?php
	echo "john's" ;
?>
</body>
</html>
	Não teremos problema com a finalização de texto.
Ex10.php
<html>
<body>
<?php
	echo "estou mostrando o caractere \" " ;
?>
</body>
</html>
Ex11.php – Utilizando a barra invertida para mostrar texto entre aspas.
<html>
<body>
<?php
	echo "usando \"aspas duplas\" " ; 	
?>
</body>
</html>
2.2.1.3 Aspas invertidas (`)
Ex12.php – ideal para mostrar comandos do Linux ou Windows .
<html>
<body>
<?php
	echo `dir *.php`; 
	
?>
</body>
</html>
2.3 Variáveis
	Com o objetivo de armazenar dados, podemos utilizar em qualquer ponto do programa.