A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
APOSTILA DE TERMINOLOGIA pdf.pdf

Pré-visualização | Página 7 de 8

Linha Horizontal Alemã : Vai do bordo inferior da orbita ao teto do MAE. O 
mesmo linha antropológica, l inha infra -orbito-meatal ou l inha de Frankfurt . 
94. Linha Horizontal Americana: Vai do canto externo da orbita ao meio do MAE. 
O mesmo que l inha meato orbitaria ou orbito -mentica. 
95. Linha Infra –Orbito- Meatica : Vai do bordo inferior da orbita ao teto do 
conduto audit ivo externo. O mesmo que l inha horizontal alemã, l inha antropológica 
ou l inha de Frankfurt . 
96. Linha Inter - Pupilar: Vai de uma pupila a outra. Coicide com a Linha inter -
orbitaria. 
97. Linha Meato - Orbitaria: Vai do canto externo da orbita ao meio do MAE. O 
mesmo que l inha horizontal americana ou l inha orbito -meatica 
98. Linha Nasio - meatal: Vai do nasion ao teto do MAE. 
99. Linha Orbita- Meatica : Vai do canto externo da orbita ao MAE. O mesmo que 
l inha horizontal americana ou l inha meato -orbitaria. 
100. Linha de Rheese : vai do bordo superior externo da orbita ao MAE do lado 
oposto. 
101. Linha Supra – Orbito - Meatica : vai do bordo superior da orbita ao teto do 
MAE. Coinxide com a l inha nasio -meatal , a mais uti l izada para o estudo do osso 
temporal . 
102. Linha Trágus - mentoniana: vai do tragus a protuberância mentoniana. 
103. Lordose: Desvio anter ior da coluna vertebral . 
104. Luvas Plumbiferas: Luvas uti l izadas na radioproteção, composta de borracha 
e chumbo em solução. 
105. mA: é o fator radiológico que representa a miliamperagem que penetra na 
ampola de raios – x . o mA é o responsável pelo grau de aquecimento do fi lame nto e 
pela quantidade de elétrons l iberados no catodo. Representa 1 mA = 1/1000 ampere. 
106. mAs: é o fator radiológico que representa a quantidade de raios -x . É o 
resultado da multiplicação do mA pelo tempo de exposição. 
107. Manobra de MULLER : É uma apnéia expiratória, forçando a expulsão do ar 
com a glote fechada. 
108. Manobra de Valsalva: É uma apneia inspiratória forçando a expulsão do ar 
com a glote fechada. 
[Digite texto] 
 
109. Mau Contato de Écran: imagens “flou” em determinadas regiões do fi lme que 
se repetem no mesmo lugar do chas sis em outras radiografias. 
110. Mesa de Comando : Mesa onde se l iga o aparelho e se gradua os fatores 
radiológicos: mA, t e kv. 
111. Mesa de Exame: Local onde se posiciona o paciente para a obtenmção de 
radiografias. 
112. Miliamperagem: o mesmo que mA. 
113. Molibidenio: Elemento uti l izado para construção do fi lamento e placa anodica 
da ampola de raios -x. Apresenta ponto de fusão mais baixo do que o Tungstênio. 
114. Negatoscopio: Disposit ivo com luz fluorescente ou branca para a visualização 
de radiografias. 
115. Ortostática: O mesmo que de pé ou em bipedestação. 
116. Placas de Chumbo: Placas para l imitar no f i lme o campo a ser radiografado. 
117. Planos (de): Os deferentes planos anatômicos servem como ponto de 
referencia para a execução de radiografias. 
- PLANO ANTROPOLÓGICO: Coincide com a l inha antropológica. O mesmo 
que plano horizontal alemão ou plano de Frankfurd. 
- Plano Blauricular: Passando verticalmente pelos condutos audit ivos 
extermnos, divide a cabeça em anterior e posterior. Coincide com o plano frontal ou 
coronal. 
- PLANO CORONÁRIO: Passando verticalmente pelos MAEs divide o corpo em 
anterior e posterior. Coincide com o plano biauricular ou coronário. 
- PLANO FRANKFURT: Coincide com a l inha de Frankfurt . O mesmo que plano 
horizontal alemão ou plano antropológico. 
- PLANO FRONTAL : Passando vert icalmente pelos MAEs divide o corpo em 
anterior e posterior. Coincide com o plano coronário ou biauricular. 
- PLANOHORIZONTAL ALEMÃO: Coincide com a l inha horizontal alemã. O 
mesmo que Plano Antropológico ou Plano de Frankfurt . 
- PLANO HORIZONTAL AMERICANO: Coincide com a l inha horizontal 
americana. O mesmo que Plano Meato -orbitário. 
- PLANO MEDIANO SAGITAL: Divide o corpo em duas metades (direita e 
esquerda) 
- PLANO DE RHESSE: Coincide com a l inha de Rhesse. Util izado no 
posicionamento para buraco ótico. 
- PLANO SAGITAL: Qualquer plano que passa paralelo ao mediano sagital . 
 
118. Plumbífero: o mesmo que “material à base de chumbo” 
119. Pneumotórax: ar entre a pleura que reveste internamente o tórax e o pulmão. 
120. Pneumoperitoneo: ar l ivre na cavidade abdominal e que nas radiogra fias em 
pe, se localiza logo abaixo dos diafragmas. 
121. Potter-Bucky : Grade antidifusora com mecanismo de movimento durante a 
exposição. 
122. Proximal : Em relaçaão com uma outra estrutura próxima, é a que está mais 
próxima do crânio. 
123. Radiação Primaria ou Direta : É a que sai diretamente do anodio, sem 
chocar-se com nenhum anteparo. 
124. Radiação Secundária ou Espalhada : É o resultado da reflexão ou refração da 
radiação primaria. 
125. Radiação Secundaria Espalhada : É o resultado da reflexão ou refração da 
radiação primaria – 
 
126. Radiografia : Representação gráfica e estática num filme de raios -x de uma 
determinada região a ser examinada. 
127. Radiografia Cinza : Geralmente quando teve excesso de kv nos fatores 
radiológicos, ou o fi lme que sofreu velamento químico ou físico. 
128. Radiografia Flou : Sem detalhe, sem definição. Normalmente por mau contato 
de écran, movimento do paciente do foco ou do fi lme no momento da exposição. 
129. Radiografia Fraca : Geralmente a causa é pouco kv (penetração) 
130. Radiografia Gradeada : quando feita com grade antidifusora fixa ou grade 
Potter -Buck que não tenha movimento na hora da exposição. 
[Digite texto] 
 
131. Radiografia Mofada : Filme que sofreu a ação da umidade. 
132. Radiografia Queimada : Geralmente por excesso de kv (penetração) 
133. Radiografia Respirada : Quando o paciente respira no momento da 
exposição.A imagem f ica sem definição (floucinetico) 
134. Radiografia Tremida : Quando acontece de movimentar no momento da 
exposição, o paciente, o foco ou o fi lme. 
135. Radiografia Velada : O fi lme que sofreu a ação de luz, calor , outras 
radiações, umidade ou outros agentes. 
136. Radioscopia : Representação dinâmica do corpo humano através de um ecram 
flouroscopico ou radioscópico. 
137. Região Alveolar : Onde se implantam os dentes. 
138. Retif icador : Válvula com a função de transformar a corrente alternada em 
continua. 
139. Saia Plumbífera : Acessório acoplado ao seriógrafo. São varias folhas de 
borracha plumbifera com finalidade de radioproteção. 
140. Seriografo : Aparelho manipulado pelo medico radiologista que, at ravés o 
ecram fluoroscopico, faz radiografias em ser ie. 
141. Técnica de Faril : É o exame radiológico que é responsável pela mensuração 
dos membros (geralmente os mesmbros inferiores). O mesmo que escanografia, 
escanometria, escanograma ou mensuração radiológica dos membros. 
142. Telerradiografia : ( tele, do grego= distancia) são radiografias fei tas a maiores 
distancias, geralmente acima de 1,50m até 2,00 m e normalmente a 1,80m. 
143. Tempo de Exposição : Fator radiológico expresso em segundos ou seus 
múltiplos, que associados ao mA obtemos o mAs (quantidade de Raios -x) 
144. Teste de Abel : Técnica em que o paciente faz uma hiperlateralização direita e 
esquerda do tronco, corresponde a um AP de coluna toraco -lombar para escoliose. 
145. Teste de Knutson : Técnica em que o paciente faz uma hiperflexão e uma 
hiperextensão do tronco; corresponde a um AP de coluna toraco -lombar para 
escoliose. 
146. Tomografia : É o método de exame radiológico que executa radiografias em 
planos pré-selecionados pelo operador . 
147. Transformador : Aparelho

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.