A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
SEMINÁRIO INTEGRADO EM SERVIÇO SOCIAL0001

Pré-visualização | Página 1 de 4

TOPICOS ESPECIAIS EM SERVIÇO SOCIAL AV- AVS 
4. O período de transição do Brasil monárquico para o período 
republicano é marcado pela continuidade das contradições na 
estrutura social. A crescente desigualdade e a opressão 
exercida pelos "coronéis" agravam mais ainda o quadro de 
miséria e desesperança. É nesse contexto que surgem os 
fenômenos sociais no campo conhecidos como: 
messianismo e banditismo. 
5. Embora fossem movimentos ligados a questão agrária e a 
falta de justiça no campo Canudos e o Cangaço possuem 
finalidades distintas. Em relação a esta diferenciação dos 
objetivos do Cangaço e de Canudos podemos afirmar como 
correto que: 
O cangaceiro não tinha nenhum fim social na sua prática, não 
busca a posse da terra e tampouco a justiça social. Luta 
simplesmente pela sobrevivência praticando a violência. 
6. Mesmo com o fim da Monarquia e a proclamação da República 
o abismo social continuou entre os pobres e os ricos no Brasil. 
Desesperançosos, desamparados na República e cansados dos 
jugos dos coronéis, a população do campo tinha apenas duas 
escolhas: aceitar resignadamente o status quo de desigualdade 
ou rebelar-se. A Guerra do Contestado, ocorreu entre a fronteira 
do Paraná e Santa Catarina, em uma área de terra reclamada 
pelos dois estados. Este movimento pode ser classificado como: 
movimento messiânico. 
7. Segundo a abordagem neopositivista, de fundamentação 
Durkheimiana, sobre os movimentos sociais, é correto afirmar 
que tratam-se de: 
desequilíbrios transitórios e momentâneos entre uma condição 
social e outra. 
8. Cite uma das características do Movimento Social Clássico: 
São contestadores do modelo social vigente e propõem a 
construção de uma nova sociedade, justa e igualitária. 
9. De modo geral, os movimentos sociais podem tanto buscar a 
transformação como a preservação das condições de opressão. 
Assim, podemos apontar alguns tipos de movimentos sociais. 
Sobre eles é correto dizer que: 
os movimentos sociais conservadores buscam preservar ou 
restaurar o status quo de opressão; 
10. os movimentos sociais são resultados das contradições 
inerentes à estrutura social, ou seja, a forma como a própria 
sociedade está organizada. No caso do modelo capitalista, sua 
principal contradição está no fato da riqueza ser socialmente 
produzida pelo trabalho, mas sua apropriação ser privada. Isso 
quer dizer que os operários produzem a riqueza, mas quem 
usufrui é a burguesia, por ser esta a dona dos meios de 
produção. Essa definição de Movimentos Sociais é pertinente a 
abordagem teórica denominada: 
histórica-estruturalista, defendida por Karl Marx. 
AULA 6 
1. As péssimas condições de vida e de trabalho são o retrato das 
contradições entre o tradicional e o moderno no Brasil. O 
mandonismo patriarcal do passado permanece no tratamento ao 
operariado em formação. Podemos apontar com fatores que 
contribuíram para a emergência do movimento operário 
brasileiro: 
a chegada de imigrantes italianos e o êxodo rural. 
2. A Coluna Prestes tendo adotado a tática de guerra de 
movimento não só garantiu a própria sobrevivência em 
----~_. ------------- 
condições que lhe eram extremamente desfavoráveis, como se 
transformou num exército com características populares cuja 
marcha pelo Brasil foi decisiva para que se mantivesse acesa a 
chama da revolução tenentistag (Anita leocádia IPrestes). 
http://professor.bio.br/historia A luta da Coluna Preste e dos 
demais movimentos tenentistas era dirigida contra: 
a política oligárquica. 
3. Na década de 30 no Brasil surge um Estado Totalitário que, 
nos moldes do Fascismo Italiano, desarticula a sociedade civil e 
mantém: , ~ 
o status quo de opressão da estrutura tradicional brasileira. ~ 
4. Depois da revolução constitucionalista de 1930, Getulio 
Vargas toma as seguintes medidas: 
Centraliza o poder no Executivo Federal, fecha o Congresso 
nacional e as Assembleias Estaduais; reduz as forças policiais e 
indica interventores nos Estados. 
5. Após o golpe militar de 1964, uma Carta Constitucional foi 
outorgada em 1967. Ela foi formalmente aprovada pelo 
Congresso, mas este estava de fato mutilado pela Ditadura. O 
objetivo era atribuir: 
legalidade ao regime, uma vez que esta não se confunde com 
leg itim idade. 
6. O latifúndio e a intensa exploração dos trabalhadores rurais 
dão origem às lutas no campo, que na década de 50 conduzem: 
as Ligas Camponesas e os Sindicatos Rurais. 
AULA 7 
1. Inicialmente precisamos entender que o processo 
constitucional decorre da manifestação de um poder social 
denominado Poder Constituinte (PC). Este é o poder de elaborar 
ou reformular uma Constituição. No primeiro caso é chamado de 
Poder Constituinte Originário (PCO), porque cria a nova ordem 
constitucional. Trata-se de um poder incondicionado, pois não 
possui nenhuma limitação em seu exercício. Já o segundo caso é 
chamado de Poder Constituinte Derivado (PCD), porque a sua 
possibilidade de alterar a Constituição encontra fundamento e 
limite na própria, por isso é condicionado por ela. Este último é 
subdividido em Poderes Reformador, Decorrente e Revisor. 
Sendo certo que: 
o Poder Constituinte Derivado Decorrente (PCDD): é o poder 
conferido aos Estados-membros de se estruturarem conforme a 
Constituição Nacional. 
2. O Princípio da Isonomia Constitucional previsto 
expressamente no artigo 5°, caput, afirma que i,Todos são iguais 
perante a lei ( ... )i,. O seu inciso I confirma que i,homens e 
mulheres são iguais em direitos e obrigações ( ... )i,. Trata-se de 
consagrar o direito à igualdade. Esta, por sua vez, pode ser 
considerada em duas dimensões: formal e substancial. Sobre 
este aspecto é correto afirmar que: 
igualdade substancial é aquela em que se trata igualmente os 
iguais e desigualmente os desiguais a fim de se atingir a 
verdadeira igualdade. 
3. Acerca da história constitucional do Brasil, assinale a opção 
correta. 
A ordem constitucional instaurada pela Constituição de 1946 foi 
rompida pelo golpe militar de 1964. 
4. A independência do Brasil em 1822 trouxe a necessidade de 
construção de uma ordem política e jurídica própria, capaz de 
organizar e regulamentar o Estado que nascia naquele 
momento. Uma Assembleia Constituinte fora reunida em 1823, 
porém o projeto inicial previa a limitação dos poderes do 
imperador. Diante disto, D. Pedro I dissolveu a Assembleia e em 
1824 outorgou a primeira Constituição brasileira. Esta 
Constituição consagrou: 
o absolutismo monárquico, a religião católica como oficial e a 
subordinação da Igreja ao Estado, o voto censitário (pela renda) 
e não secreto (aberto). 
5. As Constituições podem ser classificadas de diversas formas. 
Dentre elas: 
promulgada: decorre de um processo democrático legítimo. 
Uma Assembleia Constituinte elabora a Constituição. 
6. (TRT 158 RE 2009 - Técnico Administrativo) Sobre os 
princípios fundamentais da República Federativa do Brasil, é 
correto afirmar que: 
dentre seus objetivos está o de reduzir as desigualdades 
regionais. 
AULA 8 
1. A crise social e econômica brasileira em meados do século XX 
nunca foi exclusividade dos centros urbanos. De-sde o período 
colonial a produção agrária sempre foi importante para a 
economia do Brasil. Entretanto, os trabalhadores rurais jamais 
receberam amparo das autoridades públicas. Na transição da 
Monarquia para República, o poder das oligarquias rurais 
contaminou a estrutura moderna do Estado brasileiro com: 
o coronelismo e a política dos governadores. 
2. De acordo com a abordagem culturalista, de fundamentação 
weberiana, os Novos Movimentos Sociais transcendem à 
clássica dicotomia da luta de classes. Eles não estão reduzidos 
à lógica marxista em que a consciência de classe se sobrepõe à 
consciência do indivíduo, como ocorre na definição dos 
movimentos sociais

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.