A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
DIREITO CONSTITUCIONAL II   AVALIANDO O APRENDIZADO 2

Pré-visualização | Página 1 de 1

DIREITO CONSTITUCIONAL II
	Simulado: CCJ0020_SM_201602419833 V.1 
	
	
	Desempenho: 0,5 de 0,5
	Data: 20/09/2017 19:50:52 (Finalizada)
	 1a Questão (Ref.: 201602570394)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	O chamado quinto constitucional significa:
		
	
	Os honorários máximos que o advogado poderá cobrar em qualquer tipo de ação
	 
	A participação assegurada ao Ministério Público e aos Advogados nos Tribunais Estaduais, do Distrito Federal, dos Territórios e Tribunais Regionais Federais;
	
	O quorum necessário para aprovação dos projetos de Emenda Constitucional;
	
	A necessidade da assinatura de 1/5 dos cidadãos brasileiros, para propor projeto de lei no Congresso Nacional;
	
	A participação dos Juízes na Ordem dos Advogados do Brasil.
		
	
 2a Questão (Ref.: 201603060780)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Não compete privativamente à União legislar sobre: (a) direito civil, comercial, penal, processual, eleitoral, agrário, marítimo, aeronáutico, espacial e do trabalho; (b) águas, energia, informática, telecomunicações e radiodifusão; (c) juntas comerciais; (d) desapropriação; (e) serviço postal.
		
	
	RESPOSTA 2
	 
	RESPOSTA 3
	
	RESPOSTA 1
	
	RESPOSTA 4
	
	RESPOSTA 5
		
	
 3a Questão (Ref.: 201602536292)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	(Questão 56 - Exame 29 - OAB-RJ) - Em relação ao Poder Executivo brasileiro, aponte a opção errada:
		
	 
	No exercício do poder regulamentar, o presidente da República pode aprovar regulamentos e baixar decretos para a execução da lei e da Constituição, sendo válida a expedição de normas que disciplinem por inteiro as disposições constitucionais enquanto não sobrevier lei complementar ou ordinária, que as regulamente;
	
	A despeito das alterações no capítulo constitucional referente ao Presidente da República, o sistema constitucional brasileiro continua a não admitir candidaturas autônomas nem avulsas para os cargos de presidente e vice-presidente da República;
	
	João, Pedro e Antonio são candidatos à presidência da República. No fim da apuração dos votos do primeiro turno de votação, os dois primeiros resultaram os mais votados, mas nenhum deles logrou reunir os votos necessários à eleição desde logo. Antes da segunda votação, João veio a falecer. Nessa situação, deve realizar-se o segundo turno, para o qual Antonio deve ser convocado a disputar o cargo com Pedro;
	
	Adroaldo é o presidente da República e Anfilófio, o vice-presidente, eleitos para mandato de quatro anos, no período de 1º de janeiro de 2003 a 31 de dezembro de 2006. Dois meses após a posse, Adroaldo e Anfilófio falecem devido a contaminação por um vírus mutante desconhecido. Convocam-se novas eleições e são eleitos Álvaro e César para os cargos em questão, vindo estes a tomar posse em 1º de maio de 2003. Nessas condições, de conformidade com as normas constitucionais vigentes, o mandato dos novos eleitos findará em 31 de dezembro de 2006.
		
	 4a Questão (Ref.: 201602536343)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	(Questão 02 - Exame 114 Tipo 1 - OAB-SP) - Na responsabilização política do Presidente da República pela prática de atos atentatórios ao cumprimento de decisões do Poder Judiciário:
		
	 
	afastamento do Presidente da República de suas funções, pelo prazo de, no máximo, 180 dias.
	
	a Câmara dos Deputados poderá determinar a perda do cargo e a inabilitação por 8 anos para o exercício de função pública.
	
	impõe-se a prévia autorização do Senado Federal para o julgamento.
	
	o julgamento será realizado pelo Supremo Tribunal Federal.
		
	
	 5a Questão (Ref.: 201602535033)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	(Questão 38 - Exame 08 - OAB-RJ)- Indique a alternativa correta:
		
	 
	É da competência exclusiva do Congresso Nacional sustar os atos normativos do Poder Executivo que exorbitem do poder regulamentar ou dos limites da delegação legislativa;
	
	O Presidente e o Vice-Presidente da República não poderão, sem licença do Congresso Nacional, ausentar-se do País por período superior a dez dias, sob pena de perda do cargo;
	
	Os juizes de Direito gozam das garantias da vitaliciedade que, no segundo grau de jurisdição, só será adquirida após um ano de exercício, dependendo a perda do cargo, nesse período, de deliberação do tribunal a que o juiz estiver vinculado, da inamovibilidade, salvo motivo de interesse público, e da irredutibilidade de subsídios, com ressalvas da Constituição Federal.
	
	O controle externo, a cargo do Congresso Nacional, no que tange à fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da União e das entidades da administração direta e indireta, quanto à legalidade, legitimidade, economicidade, aplicação das subvenções e renúncia de receitas, será exercido com o auxílio do Tribunal de Contas da União, este como integrante da estrutura organizacional do Poder Judiciário;