A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
AVALIANDO ESTUDAR

Pré-visualização | Página 1 de 1

1a Questão (Ref.: 201102294221)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	
A Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece como requisitos essenciais da responsabilidade na gestão fiscal a instituição, previsão e efetiva arrecadação de todos os tributos da competência constitucional do ente da Federação (art. 11). Em relação a essa previsão legal, é correto afirmar que:
o Município, ente da Federação, não pode receber transferências voluntárias da União se se omite na arrecadação de suas taxas.
o Município não pode receber transferências voluntárias se não institui taxas sobre a prestação de serviços de transporte ocorrida em seu território.
a renúncia de receita é vedada na Lei de Responsabilidade Fiscal.
 
o Município não pode receber transferências voluntárias se não prevê a arrecadação do imposto sobre transmissão inter vivos de bens imóveis.
o Município, ente da Federação, não pode receber transferências voluntárias se não prevê a arrecadação do imposto sobre a propriedade territorial rural.
�
 2a Questão (Ref.: 201103287317)
Pontos: 0,1  / 0,1
Acerca do PPA, assinale a opção correta.
No âmbito da União, o projeto de lei do PPA é de iniciativa do Poder Executivo e a sua apreciação limita-se ao do Senado Federal.
A CF delegou aos diversos entes federados, em suas esferas de competência, a elaboração de normas sobre a vigência, os prazos, a elaboração e a organização de seus PPAs.
 
Não existe, atualmente, dispositivo de lei complementar nacional que disponha acerca de vigência, prazos, elaboração e organização dos PPAs.
No âmbito estadual, o prazo de vigência do PPA deve coincidir integralmente com o do mandato de governador, ou seja, quatro anos.
�
 3a Questão (Ref.: 201102977047)
Pontos: 0,1  / 0,1
¿Apesar de ser uma doença cada vez mais recorrente e seu tratamento evoluir a cada dia, a notícia do diagnóstico de câncer choca e amedronta. E o universo de pessoas que enfrentam essa luta tende a crescer. Artigo publicado em abril passado na revista médica The Lancet revelou que o Brasil terá um aumento de 38% no número de casos de câncer durante esta década. Em 2020, deverão ser mais de 500 mil novos casos por ano no país. O exercício de direitos previstos em lei e reconhecidos pela jurisprudência pode ser um estímulo ao paciente na busca por mais qualidade de vida e enquanto os sintomas perdurarem. Diversas normas brasileiras preveem tratamento diferenciado ao doente de câncer, como 73 isenção de tributos, aposentadoria antecipada e acesso a recursos financeiros especiais. A prioridade na tramitação de processos de interesse de pessoas com doenças graves, como o câncer, em todas as instâncias, está prevista no Código de Processo Civil (CPC). No Superior Tribunal de Justiça (STJ), a jurisprudência traz relatos de diversas teses que dizem respeito aos pacientes oncológicos.¿ (Atualidades do Direito, 18/11/2013). Considere as afirmações abaixo e em seguida responda: I. O STJ já tem jurisprudência firmada em recurso repetitivo no sentido de que o paciente oncológico faz jus à isenção do imposto sobre seus proventos, pois a doença está listada no artigo 6º, XIV, da Lei 7.713/88. II. O STJ definiu que o juiz é livre para apreciar as provas dos autos e não está adstrito ao laudo oficial para formação do seu convencimento sobre a ocorrência de câncer, na hipótese de pedido de isenção de IR. III. Para o STJ, sendo incontroversa a ocorrência da neoplasia maligna, é reconhecido o direito à isenção independentemente do estágio da doença, ou mesmo da ausência de sintomas.
 
Nenhuma das afirmações está correta.
 
só a afirmativa II está correta.
 
Todas as afirmações estão corretas.
 
Apenas as afirmações I e II estão corretas
 
Apenas a afirmação III é correta.
�
 4a Questão (Ref.: 201102294214)
Pontos: 0,1  / 0,1
As despesas destinadas à manutenção de serviços anteriormente criados, inclusive para obras de conservação , são classificadas como: Assinale a alternativa coreta:
 
despesas de custeio
inversões financeiras
despesas de capital.
investimentos.
�
 5a Questão (Ref.: 201102977049)
Pontos: 0,1  / 0,1
José, ao falecer, deixou legado ao Estado A, como gratidão pelo excelente tratamento que teve em hospital estadual. O Estado, ao aceitar o legado, recebeu:
indenização.
 
receita extraordinária.
receita tributária.
caução.
bem vacante.
 
	
	 1a Questão (Ref.: 201102407643)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Para que um Município crie um tributo, é necessário, além de competência para fazê-lo, o atendimento às normas limitadoras, que lhe são impostas
	
	 
	pela CRFB, pela constituição do respectivo Estado, pelas normas gerais tributárias e pela lei orgânica do próprio Município
	
	pela CRFB e pela constituição estadual, apenas
	
	pela CRFB, apenas
	
	Apenas por sua lei orgânica municipal
	
	pela CRFB e pela lei orgânica do próprio Município
	
	
	�
	 2a Questão (Ref.: 201102393769)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Sem um indivíduo é notificado a pagar um tributo, por natureza não vinculado, é correto afirmar que essa exação é um(a):
	
	
	empréstimo compulsório.
	
	taxa.
	 
	impostos.
	
	contribuição parafiscal.
	
	contribuição de melhoria.
	
	
	�
	 3a Questão (Ref.: 201102403539)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Diante da classificação de tributos a taxa é considerada:
	
	
	Tributo não vinculado e vinculado.
	
	Tributo vinculado dependendo do tipo de taxa.
	 
	Tributo vinculado.
	
	Tributo não vinculado dependendo da espécie de taxa.
	
	Tributo não vinculado.
	
	
	�
	 4a Questão (Ref.: 201102403505)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	De acordo com a Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, compete aos Municípios instituir impostos sobre:
	
	 
	a transmissão inter vivos, a qualquer título, por ato oneroso, de bens imóveis, por natureza ou acessão física, e de direitos reais sobre imóveis, exceto os de garantia, bem como cessão de direitos a sua aquisição.
	
	a propriedade de veículos automotores licenciados em seu território.
	
	operações relativas a prestação de serviços de transporte intermunicipal.
	
	a propriedade territorial rural.
	
	a transmissão causa mortis e doação, de quaisquer bens imóveis ou direitos a eles relativos, situado em seu território.
	
	
	�
	 5a Questão (Ref.: 201102391456)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	A competência tributária não se confunde com a capacidade tributária ativa. Aquela se traduz na aptidão para instituir tributos, enquanto esta é o exercício da competência, ou seja, a aptidão para cobrar tributos. Nesse sentido, é correto afirmar que:
	
	
	compete à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios instituir impostos, taxas, contribuições de melhoria, assim como as contribuições para o custeio do serviço de iluminação pública.
	
	compete ao Município instituir e cobrar o ITR (imposto territorial rural), e ficará com toda a receita arrecadada.
	
	a União pode instituir, via lei ordinária, impostos além dos previstos na Constituição, mediante dois requisitos: que eles sejam não cumulativos e que não tenham fato gerador próprio dos impostos já previstos constitucionalmente.
	
	em virtude do princípio federativo, que, entre outras consequências, delimita entre os entes políticos o poder de tributar, ao Distrito Federal compete apenas instituir espécies tributárias próprias dos Estados-membros da federação.
	 
	em Território Federal, os impostos estaduais são de competência da União. Caso o Território não seja dividido em Municípios, cumulativamente, os impostos municipais também são de competência da União.