A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
AV1 e AV2 de Ética na Saúde

Pré-visualização | Página 5 de 8

seu consentimento somente até o início da pesquisa.
	
	O sujeito, objeto da pesquisa, não pode cancelar seu consentimento em hipótese alguma.
	
	O sujeito, objeto da pesquisa, pode cancelar seu consentimento somente até três dias antes do início da pesquisa.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201101685175)
	Pontos: 1,0  / 1,0 
	Maria atua no setor de pediatria de um hospital e a equipe da qual faz parte se reúne duas vezes por semana para discutir os casos mais urgentes. O trabalho é integrado e interdependente. Já sua amiga Ana, atua em outra unidade hospitalar também no setor de pediatria, mas cada profissional trabalha de forma isolada , sem reuniões periódicas , interação ou trocas de saberes. Diante do exposto é correto afirmar que Maria e Ana atuam, respectivamente, em equipes do tipo:
		
	
	Multidisciplinar, Interdisciplinar
	
	Multiprofissional, Multipessoal
	
	Multidisciplinar, Multidisciplinar
	
	Interdisciplinar, Interdisciplinar
	
	Interdisciplinar, Multidisciplinar
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201101542144)
	Pontos: 1,2  / 1,5 
	Em um hospital geral, a equipe interdisciplinar do setor de neurocirurgia está com dificuldades de realizar seu trabalho adequadamente, pois duas vezes por semana há reunião de equipe para estudos de caso dos pacientes internados com a finalidade de oferecer um atendimento integrado que promova a recuperação da saúde, mas o novo médico, recém chegado ao hospital, se recusa a se reunir e colaborar com a equipe. Ofereça argumentos acerca da bioética para a relação em equipes interdisciplinares correlacionando com a sentença.
		
	
Resposta: Neste caso o medico em questão nao tem relação interdisciplinar com a equipe multidisciplinar nesta a linguagem é formal e nao ira haver discussao com outros profissionais. As discussoes bioeticas ressaltam que a base é o principal fundamento de uma atuação em equipe estão na colaboração de diferentes especialidades que apresentam conhecimentos e qualificação. estas diferenças no entanto precisam encontrar convergencias que possibilitem um atuação uniforme entre esses profissionais. 
	
Gabarito: As discussões bioéticas ressaltam que a base e o principal fundamento de uma atuação em equipe estão na colaboração de diferentes especialidades que apresentam conhecimentos e qualificações distintas. Estas diferenças, no entanto, precisam encontrar convergências que possibilitem uma atuação uniforme entre estes profissionais. Existem equipes de diferentes nomenclaturas e que correspondem a diferentes modelos de relação também. As principais são as equipes: interdisciplinar, multidisciplinar, intradisciplinar, transdisciplinar, intraprofissional e interprofissional. A equipe interdisciplinar é definida como um grupo de profissionais, com formações diversificadas que atuam de maneira interdependente, inter-relacionando-se num mesmo ambiente de trabalho, através de comunicações formais e informais. Na exemplificação da sentença proposta, a recusa do médico em participar das reuniões de equipe prejudica não só o desempenho da mesma como também os pacientes internados no setor, uma vez que a informação e a troca de saberes se faz relevante para intervenções adequadas por parte de todos os profissionais envolvidos no processo.
	
Fundamentação do(a) Professor(a): As discussões bioéticas ressaltam que a base e o principal fundamento de uma atuação em equipe estão na colaboração de diferentes especialidades que apresentam conhecimentos e qualificações distintas. Estas diferenças, no entanto, precisam encontrar convergências que possibilitem uma atuação uniforme entre estes profissionais. Existem equipes de diferentes nomenclaturas e que correspondem a diferentes modelos de relação também. As principais são as equipes: interdisciplinar, multidisciplinar, intradisciplinar, transdisciplinar, intraprofissional e interprofissional. A equipe interdisciplinar é definida como um grupo de profissionais, com formações diversificadas que atuam de maneira interdependente, inter-relacionando-se num mesmo ambiente de trabalho, através de comunicações formais e informais. Na exemplificação da sentença proposta, a recusa do médico em participar das reuniões de equipe prejudica não só o desempenho da mesma como também os pacientes internados no setor, uma vez que a informação e a troca de saberes se faz relevante para intervenções adequadas por parte de todos os profissionais envolvidos no processo.
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201101738000)
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	O modelo de assistência à saúde mental baseado no atendimento a pacientes com necessidades especiais em internações prolongadas ou permanentes foi, por muitos anos, o único disponível para o tratamento das pessoas que apresentavam transtornos psiquiátricos graves. Associado a essa realidade, destaca-se o processo de culpabilização das famílias dos pacientes psiquiátricos. Por muito tempo, acreditava-se que a família seria a responsável pelo adoecimento mental de um dos membros. O aparecimento do transtorno psiquiátrico representava uma denúncia das falhas da estrutura familiar e incapacidade dos pais de formar os filhos com sucesso. Essa culpabilização acarretou a exclusão das famílias do tratamento oferecido aos pacientes por serem consideradas prejudiciais à recuperação do paciente. Assim, a única opção aparentemente viável para tratar dos transtornos psiquiátricos era a institucionalização e o isolamento dessas pessoas de suas famílias e da sociedade. Com base no texto lido, marque a opção correta, sobre o atendimento a pacientes com necessidades especiais. 
		
	
	Dentre os diversos aspectos éticos envolvidos no atendimento a pacientes psiquiátricos, um tema de especial complexidade diz respeito à internação e tratamentos involuntários e sua conflitante prática com os princípios do consentimento informado e da autonomia do paciente e que tem relação a dois antigos pressupostos: Periculosidade destes pacientes, cronicidade de seus quadros clínicos, vulnerabilidade de incapaz e crime contra a saúde pública.
	
	Mediante aos diversos aspectos éticos e legais dos envolvidos no atendimento a pacientes psiquiátricos, um tema de especial complexidade diz respeito à internação e tratamentos involuntários e sua conflitante prática com os princípios do consentimento informado e da autonomia do paciente.
	
	Mediante aos diversos aspectos éticos e bioéticos envolvidos no atendimento a pacientes, um tema de especial complexidade diz respeito à internação e tratamentos involuntários e sua conflitante prática com os princípios do consentimento informado e da autonomia do paciente e que tem relação a dois antigos pressupostos: destes pacientes, de seus quadros clínicos, vulnerabilidade de incapaz , crime contra a saúde pública e não maleficência.
	
	Historicamente, a prática de aceitar a internação voluntária de doentes mentais não tem relação a dois antigos pressupostos: Periculosidade destes pacientes, cronicidade de seus quadros clínicos, vulnerabilidade de incapaz e crime contra a saúde pública.
	
	Dentre os diversos aspectos éticos envolvidos no atendimento a pacientes psiquiátricos, um tema de especial complexidade não diz respeito à internação e tratamentos involuntários e sua conflitante prática com os princípios do não consentimento informado e da autonomia do paciente.
	
		
	 
	Fechar
	Avaliação: SDE0083_AV1_ » ÉTICA NA SAÚDE
	Tipo de Avaliação: AV1 
	Professor:
	MICHEL SHPIELMAN
ANGELA MOREIRA UTCHITEL
THATIANA VALORY DOS SANTOS MELLO
	Turma: 9028/V
	Nota da Prova: 7,0 de 8,0         Nota do Trab.: 0        Nota de Partic.: 2        Data: 01/10/2014 09:19:30 
	
	 1a Questão (Ref.: 201101133466)
	Pontos: 0,5  / 0,5 
	Entre os pré-socráticos, por exemplo, Heráclito utiliza o vocábulo éthos para situar a condição do homem "como aquela que necessita de um lugar" ou "morada", também definido como:

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.