A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
Administração financeira e orçamentária

Pré-visualização | Página 1 de 8

E l z a S i l v a , C P F : 1 9 0 5 7 4 7 4 4 6 8
CURSO ON-LINE REGULAR - TEORIA E EXERCÍCIOS 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA 
PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 
 
www.pontodosconcursos.com.br 1
Aula 10 
RESOLUÇÃO DO SIMULADO 
 
 
Olá amigos! Como é bom estar aqui! 
 
É a nossa última aula. Espero de vocês animação e força de vontade nos 
estudos! Sei que não é fácil conciliar a vida cotidiana com a gama de matérias 
que se tem que estudar para um concurso. No final este sacrifício seu e de 
todos que estão a seu redor será muito recompensador. Todos nós já somos 
privilegiados simplesmente porque sabemos ler e porque temos objetivos na 
vida. E, por meio do estudo de cada aula, estamos subindo mais um degrau 
para alcançá-los. 
 
“Estou agradecido. 
Primeiro porque nunca fui roubado antes. 
Segundo porque, apesar de terem levado minha carteira, eles não me tiraram a 
vida. 
Terceiro, porque, apesar de terem levado tudo, não perdi muita coisa. 
E, quarto, porque não fui eu quem roubei”. 
(Matthew Henr) 
 
E vamos à resolução do nosso simulado apenas com questões de 2010. 
 
1) (ESAF – APO/MPOG – 2010) Considerando que o Plano Plurianual – PPA, a 
Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO e a Lei Orçamentária Anual – LOA são 
os principais instrumentos de planejamento do setor público definidos pela 
Constituição Federal, é correto afirmar: 
a) a integração do PPA com a LOA se dá por intermédio do programa, 
enquanto a LDO define as metas e prioridades da Administração Federal. 
b) os principais elementos de estruturação do PPA são a função e a subfunção 
de governo. 
E l z a S i l v a , C P F : 1 9 0 5 7 4 7 4 4 6 8
CURSO ON-LINE REGULAR - TEORIA E EXERCÍCIOS 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA 
PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 
 
www.pontodosconcursos.com.br 2
c) as propostas de alteração dos projetos de lei relativos ao PPA, a LDO e a 
LOA podem ser encaminhadas pelo Presidente da República e apreciadas pelo 
Congresso a qualquer tempo. 
d) os recursos que ficarem sem despesa correspondente em razão de veto ou 
rejeição do projeto de lei orçamentária deverão ser transferidos ao exercício 
seguinte. 
e) em razão da soberania do Congresso Nacional, a sua competência para 
alterar o projeto de lei orçamentária não sofre limitações. 
 
a) Correta. A organização das ações do Governo está sob a forma de 
programas, os quais são elementos centrais do PPA, integrando o Plano 
Plurianual aos orçamentos anuais, à execução e ao controle. A lei de 
diretrizes orçamentárias compreenderá as metas e prioridades da 
administração pública federal, incluindo as despesas de capital para o exercício 
financeiro subsequente, orientará a elaboração da lei orçamentária anual, 
disporá sobre as alterações na legislação tributária e estabelecerá a política de 
aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. 
b) Errada. Os principais elementos de estruturação do PPA são os programas. 
c) Errada. O Presidente da República poderá enviar mensagem ao Congresso 
Nacional para propor modificação nos projetos de lei relativos ao PPA, a LDO e 
a LOA enquanto não iniciada a votação, na Comissão mista, da parte cuja 
alteração é proposta. 
d) Errada. Os recursos que, em decorrência de veto, emenda ou rejeição do 
projeto de lei orçamentária anual, ficarem sem despesas correspondentes 
poderão ser utilizados, conforme o caso, mediante créditos especiais ou 
suplementares, com prévia e específica autorização legislativa. 
e) Errada. São diversas limitações. As emendas ao projeto de lei de diretrizes 
orçamentárias não poderão ser aprovadas quando incompatíveis com o PPA. 
As emendas ao projeto de lei do orçamento anual ou aos projetos que o 
modifiquem somente podem ser aprovadas caso: 
I – sejam compatíveis com o PPA e com a LDO; 
II – indiquem os recursos necessários, admitidos apenas os provenientes de 
anulação de despesa, excluídas as que incidam sobre: 
E l z a S i l v a , C P F : 1 9 0 5 7 4 7 4 4 6 8
CURSO ON-LINE REGULAR - TEORIA E EXERCÍCIOS 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA 
PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 
 
www.pontodosconcursos.com.br 3
a) dotações para pessoal e seus encargos; 
b) serviço da dívida; 
c) transferências tributárias constitucionais para Estados, Municípios e Distrito 
Federal; ou 
III – sejam relacionadas: 
a) com a correção de erros ou omissões; ou 
b) com os dispositivos do texto do projeto de lei (são chamadas de emendas de 
redação, pois visam melhorar o texto, tornando-lhe mais claro e preciso). 
Resposta: Letra A 
 
2) (FCC – Técnico de Controle Externo - TCM/PA – 2010) Sobre despesas com 
pessoal é INCORRETO afirmar que: 
(A) não são computadas nos limites as despesas relativas a incentivos à 
demissão voluntária. 
(B) haverá no Poder ou órgão a vedação de criação de cargo, emprego ou 
função, no caso de exceder a 95% do limite. 
(C) tem como limites para a União 60% da receita corrente líquida e para 
Estados, Distrito Federal e Municípios 50% da receita corrente líquida. 
(D) a despesa total com pessoal será apurada somando-se a realizada no mês 
de referência com as dos onze meses imediatamente anteriores. 
(E) os valores dos contratos de terceirização de mão de obra que se referem à 
substituição de servidores e empregados públicos são contabilizados como 
"outras despesas de pessoal". 
 
a) Correta. Na despesa total com pessoal, para fins de verificação dos limites 
definidos na LRF, não serão computadas, entre outras, as despesas relativas a 
incentivos à demissão voluntária. 
b) Correta. Se a despesa total com pessoal exceder o limite prudencial de 95%, 
são vedados ao Poder ou órgão que houver incorrido no excesso, entre outros, 
a criação de cargo, emprego ou função. 
c) É a incorreta. A despesa total com pessoal, em cada período de apuração e 
em cada ente da Federação, não poderá exceder os percentuais da receita 
corrente líquida, a seguir discriminados: União: 50% (cinquenta por cento); 
E l z a S i l v a , C P F : 1 9 0 5 7 4 7 4 4 6 8
CURSO ON-LINE REGULAR - TEORIA E EXERCÍCIOS 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA 
PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 
 
www.pontodosconcursos.com.br 4
Estados: 60% (sessenta por cento); Municípios: 60% (sessenta por cento). 
d) Correta. A despesa total com pessoal será apurada somando-se a realizada 
no mês em referência com as dos onze imediatamente anteriores, adotando-se 
o regime de competência. 
e) Correta. São também despesas com pessoal os valores dos contratos de 
terceirização de mão de obra que se referem à substituição de servidores e 
empregados públicos. Serão contabilizados como “Outras Despesas de 
Pessoal”. 
Resposta: Letra C 
 
3) (CESPE – Administrador – Ministério da Previdência Social – 2010) A 
execução orçamentária no Brasil, representada pelo modelo gerencial, 
caracteriza-se pelo controle rígido do objeto dos gastos, independentemente da 
consecução dos objetivos e das metas. 
 
A execução orçamentária no Brasil, representada pelo modelo gerencial, de 
acordo com o orçamento-programa, caracteriza-se pelo controle rígido do 
objetivo dos gastos, de acordo com a consecução dos objetivos e das metas. 
Resposta: Errada 
 
4) (CESGRANRIO – Planejamento, Orçamento e Finanças - IBGE – 2010) O 
Orçamento Geral da União (OGN) é composto por três orçamentos. Aquele que 
engloba os impostos e despesas da administração pública, aí incluídas as 
fundações mantidas pelo Estado e os três poderes, constitui o Orçamento: 
(A) de Investimento das Empresas Estatais. 
(B) da Seguridade Social. 
(C) Fiscal. 
(D) Plurianual. 
(E) Programa. 
 
A lei orçamentária anual compreenderá: 
I – o orçamento fiscal referente aos Poderes