A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
PROVA DE SEMINARIO EM S.S

Pré-visualização | Página 1 de 1

1a Questão (Ref.: 201603638150)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	A categoria movimentos sociais foi utilizada pela primeira vez em 1850 por Lorens Von Stein em seus estudos acerca dos conflitos entre capitalistas e operários na Europa, emergentes na consolidação da sociedade industrial. No que tange aos movimentos sociais é correto afirmar: I- São expressões das contradições existentes na sociedade II- É um importante objeto de estudo da sociologia. III-São formas de intervir criticamente na sociedade
		
	
	Somente as afirmações I e II estão corretas
	 
	As afirmações I, II e III estão corretas
	
	Somente a afirmação III está correta
	
	Somente a afirmação I está correta
	
	Somente a afirmação II está correta
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201603637944)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	De acordo com a abordagem histórico-estruturalista, os movimentos sociais são resultados das contradições inerentes à estrutura social, ou seja, a forma como a própria sociedade está organizada. Na sociedade capitalista, a contradição elementar encontra-se no fato da riqueza ser socialmente produzida pelo trabalho, mas ser apropriada pela burguesia que detém os meios de produção. Os movimentos sociais constituem:
		
	
	expressões da conformação da população ante a realidade.
	
	expressões da igualdade social, típica da sociedade capitalista
	 
	ferramentas de ações coletivas sobre a realidade
	
	ferramentas de ação individual.
	
	Instrumentos que ocultam as tensões existentes na sociedade
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201603573648)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Sobre as diferentes abordagens sociológicas a respeito dos movimentos sociais, é correto dizer:
		
	 
	segundo a abordagem culturalista, a consciência subjetiva do indivíduo é determinante em sua ação coletiva.;
	
	segundo a abordagem culturalista, a consciência de classe é determinante para a ação coletiva dos movimentos sociais;
	
	segundo a abordagem neopositivista, os movimentos sociais expressam os conflitos existentes em sociedade;
	
	segundo a abordagem histórico-estrutural, todo movimento social expressa a subjetividade do indivíduo.
	
	segundo a teoria marxista, não existem conflitos sociais, pois a sociedade não se contradiz;
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201603590425)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Como se classificam os movimentos socialistas?
		
	
	Reformistas, revolucionários, utópicos e carismáticos
	
	Referenciais, revolucionários, psicológicos e científicos
	 
	Reformistas, revolucionários, utópicos e científicos
	
	Reformistas, religiosos, utópicos e científicos
	
	Reformistas, revolucionários, utópicos e capialistas
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201603590423)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Porque o socialismo pode ser tomado como oposto ao capitalismo?
		
	
	Para os socialistas, o sistema capitalista modifica a estrutura histórica de dominação de classes.
	
	Porque o Socialismo cria novas formas de exploração e agrava as já existentes.
	
	Porque o Socialismo se constituiu como uma doutrina política e ideológica a favor das desigualdades sociais.
	 
	Porque o Socialismo preocupava-se com a questão social e a superação dos problemas oriundos do capitalismo.
	
	Porque no Socialismo a riqueza é socialmente produzida pelo trabalho, mas sua apropriação ser privada.
		
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201603590421)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Karl Marx compreendia o Movimento Social como:
		
	
	Para Marx os movimentos sociais constituem a consequência de uma sociedade sem conflito
	
	Para Marx os movimentos sociais são ilegítimos
	
	Para Marx os movimentos sociais constituem uma resposta subjetiva a demandas sociais.
	 
	Para Marx os movimentos sociais constituem uma resposta legítima às contradições de uma sociedade dividida em classes.
	
	Para Marx os movimentos sociais constituem uma resposta culturalista
		
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201603590430)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Porque o Movimento Social pode ser tomado como um exemplo de interação do homem com o mundo?
		
	
	Porque a história é contada pela primeira vez pelos vencedores, cabe aos vencidos tentar recontá-la.
	
	Porque há heróis oriundos das elites, nobres e militares.
	 
	Porque o homem, em suas relações sociais, constrói e reconstrói a sua sociedade.
	
	N.D.A. ¿ Nenhuma das anteriores!
	
	Porque o povo brasileiro é cordial e pacífico
		
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201604340155)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Embora a trajetória dos eventos sociais históricos, conhecidos como revoltas populares, mostrem uma sucessão de circunstâncias violentas praticadas contra as demandas populares, ainda é forte a ideia mítica de que o país tem tradição em estabelecer relações sociais pacíficas. A expressão que designa essa questão é conhecida como:
		
	 
	mito da passividade
	
	rito de desmascaramento
	
	mito da lavagem de dinheiro
	
	mito da violência
	
	falsidade crítica
		
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201603573690)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	A professora Maria Isaura Pereira de Queiroz, em seu livro "Messianismo no Brasil e no Mundo" aponta algumas características sociológicas destes movimentos. Dentre elas:
		
	 
	os movimentos messiânicos não são aberrações sociais, mas sim reações normais de sociedades tradicionais em momentos de crise;
	
	os líderes messiânicos seriam psicopatas megalômanos, dotados de qualificações intelectuais acima da média de seus liderados;
	
	o apelo a valores religiosos seria uma atitude alienada, uma expressão da revolta por meio do único canal possível no contexto cultural tradicional;
	
	os conflitos eventualmente deflagrados se devem à ignorância ou ao caráter retrógrado das massas ou de seus líderes,;
	
	os movimentos messiânicos comprovam que as sociedades patrimonialistas são estagnadas, e não possuem uma dinâmica interna própria,
		
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201603573684)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	A professora Maria Isaura Pereira de Queiroz, em seu livro "Messianismo no Brasil e no Mundo" aponta algumas características sociológicas destes movimentos. Dentre elas:
		
	
	os movimentos messiânicos comprovam que as sociedades patrimonialistas são estagnadas, e não possuem uma dinâmica interna própria,
	 
	os movimentos messiânicos não são aberrações sociais, mas sim reações normais de sociedades tradicionais em momentos de crise;
	
	o apelo a valores religiosos seria uma atitude alienada, uma expressão da revolta por meio do único canal possível no contexto cultural tradicional;
	
	os líderes messiânicos seriam psicopatas megalômanos, dotados de qualificações intelectuais acima da média de seus liderados;
	
	os conflitos eventualmente deflagrados se devem à ignorância ou ao caráter retrógrado das massas ou de seus líderes,;