FÍSICA TEÓRICA III
11 pág.

FÍSICA TEÓRICA III


DisciplinaFísica III16.113 materiais190.845 seguidores
Pré-visualização4 páginas
FÍSICA TEÓRICA III
Em um experimento de Eletricidade, um estudante abriu uma torneira, deixando cair um filete de água verticalmente. Em seguida, aproximou um bastão de vidro carregado negativamente do filete e notou que o filete se curvou ao encontro do bastão. Podemos atribuir a seguinte justificativa a este fato:
os momentos de dipolo das moléculas de águas se orientaram no campo elétrico produzido pelo bastão
Durante um experimento, um estudante realizou medidas em um determinado resistor, a uma temperatura constante. Essas medidas originaram um gráfico de diferença de potencial (V) versus corrente ( i ) ,que está mostrado abaixo. Com base ensses dados, podemos afirmar que para uma corrente de 0,3A, a resistência elétrica do resistor será igual a: 100\u3a9
A figura mostra a configuração das equipotenciais (linhas tracejadas) de um campo eletrostático. Uma carga de 0,02 C deve ser deslocada entre os pontos A e B, pela trajetória indicada por traço cheio, na figura. O trabalho realizado pelas forças eletrostáticas no deslocamento de A para B é de:
 0,08 J
A dona de uma casa onde as lâmpadas, ligadas a uma tensão de 110 V, queimam com muita frequência, pensa em adquirir lâmpadas de 220 V ao invés de 110 V como é habitual, supondo que estas terão maior durabilidade. Esse procedimento será
Válido, porém as lâmpadas terão luminosidade reduzida.
A linha de força é um ente geométrico que auxilia na indicação de um campo elétrico. O vetor campo elétrico é, em cada ponto, tangente à linha de força e esta tem o mesmo sentido do campo elétrico. Considere a situação abaixo onde temos as linhas de força radiais.
 Com relação à carga da partícula localizada na região central da figura é correto afirmar que:
é negativa
Considere o circuito com resistores abaixo: 
Se o valor de cada um dos resistores tiver um valor de 6 ohms, a resistência equivalente total será de:
 1,5 ohms
A distribuição de cargas elétricas ao longo de uma superfície, relacionada ao campo elétrico produzido em determinado ponto onde estão distribuídas essas cargas, é explicada pela lei de Gauss. Sobre esta teoria, é INCORRETO afirmar que:
 Para cargas negativas distribuídas em um determinado ponto, o vetor campo elétrico é orientado para fora da superfície
As propriedades magnéticas de materiais ferrosos já são conhecidas desde a Grécia antiga, onde já era conhecido um minério de ferro, a magnetita, que sendo um ímã permanente, atrai pequenos fragmentos de ferro. Porém podemos também induzir campo magnético através de passagem de corrente por um fio condutor reto, de seção transversal circular. Se colocarmos uma carga puntiforme de teste, sobre a qual atua uma força magnética, temos que essa força terá:
 Vetor perpendicular à direção da velocidade da carga e do campo magnético induzido
Numa residência onde a tensão da rede elétrica é de 110 V, está acesa uma lâmpada em cujo bulbo se lê 60 W - 110 V. Isso significa que
 a lâmpada dissipa 60 J de energia elétrica em cada segundo;
Duas esferas eletrizadas encontram-se no vácuo distantes horizontalmente 1m uma da outra. Sendo as cargas de cada uma delas igual a Q1 = 6x10-9 C e Q2= -2x10-8 C, podemos afirmar que a intensidade da força de interação eletrostática entre as duas esferas vale aproximadamente: (Considere a constante eletrostática no vácuo como 9 x10 9).
1x10-6 N
Uma carga puntiforme de 2x10-6 C é deslocada graças ao trabalho realizado por uma força elétrica, de um ponto de potencial 4x103 V até um ponto de potencial 2x103 V. Podemos afirmar que tal trabalho realizado pela força elétrica vale: 
 0,004 J
Durante um experimento, um eletricista aplicou uma ddp de 110 V nas extremidades de um fio de 10m de comprimento e secção transversal de área 2,2mm2. O eletricista então mediu a intensidade de corrente elétrica no fio, obtendo 10 A e calculou a resistividade do material que constitui o fio. Podemos afirmar que o valor encontrado pelo eletricista foi, em \u3a9.mm2/m, igual a:
2,4
No gráfico abaixo pode-se observar a variação da corrente elétrica i em função do tempo t através da secção transversal de um condutor. A partir dos dados fornecidos, podemos afirmar que a carga elétrica total que circulou por esta secção. Considere a carga do elétron = 1,6.10¿ 19 C. 
0,6C
Durante um experimento, um estudante realizou medidas em um determinado resistor, a uma temperatura constante. Essas medidas originaram um gráfico de diferença de potencial (V) versus corrente ( i ) ,que está mostrado abaixo. Com base ensses dados, podemos afirmar que para uma corrente de 0,3A, a resistência elétrica do resistor será igual a: 100\u3a9 
Três esferas condutoras idênticas I, II e III têm, respectivamente, as seguintes cargas elétricas: 4q, -2q e 3q. A esfera I é colocada em contato com a esfera II e, logo em seguida, é encostada à esfera III. Pode-se afirmar que a carga final da esfera I será: 
2q 
Na figura a seguir, um bastão carregado positivamente é aproximado de uma pequena esfera metálica (M) que pende na extremidade de um fio de seda. Observa-se que a esfera se afasta do bastão. Nesta situação, pode-se afirmar que a esfera possui uma carga elétrica total 
positiva. 
A figura a seguir representa a ligação de quatro dispositivos D1, D2, D3 e D4 de mesma resistência e que suportam, sem se danificarem, correntes elétricas máximas de 2A, 3A, 5A e 8A, respectivamente. Se chegar ao ponto P do circuito uma corrente de 25A, será(ão) danificado(s) 
apenas D1, D2 e D3. 
A figura mostra a configuração das equipotenciais (linhas tracejadas) de um campo eletrostático. Uma carga de 0,02 C deve ser deslocada entre os pontos A e B, pela trajetória indicada por traço cheio, na figura. O trabalho realizado pelas forças eletrostáticas no deslocamento de A para B é de: 
0,08 J 
A dona de uma casa onde as lâmpadas, ligadas a uma tensão de 110 V, queimam com muita frequência, pensa em adquirir lâmpadas de 220 V ao invés de 110 V como é habitual, supondo que estas terão maior durabilidade. Esse procedimento será 
Válido, porém as lâmpadas terão luminosidade reduzida. 
O fenômeno da indução eletromagnética é usado para gerar praticamente toda a energia elétrica que consumimos. Esse fenômeno consiste no aparecimento de uma força eletromotriz entre os extremos de um fio condutor submetido a um 
fluxo magnético variável; 
No gráfico abaixo é possível observar a variação da tensão elétrica em um resistor quando o mesmo é mantido a uma temperatura constante em função da corrente elétrica que passa por ele. Com base nas informações contidas no gráfico, podemos afirmar que: 
a resistência elétrica do resistor aumenta quando a corrente elétrica aumenta. 
Em um experimento de Física, um aluno dispunha de 4 esferas idênticas e condutoras (A, B, C e D), carregadas com cargas respectivamente iguais a -2Q, 4Q, 3Q e 6Q. O estudante então colocou a esfera em contato com a esfera B e a seguir com as esferas C e D sucessivamente. Ao final do processo feito pelo aluno, podemos afirmar que a carga adquirida pela esfera A foi: 
4Q 
Um cidadão que morava em Brasília, onde a voltagem é 220 V, mudou-se para o Rio, onde a voltagem é 110 V. Para que tenha a mesma potência no chuveiro elétrico, ele deverá modificar a resistência do mesmo para:
1/4 da resistência original
Uma carga elétrica puntiforme no laboratório de física, um estudante, utilizando uma luva de material isolante, encostou uma esfera metálica A, carregada com carga +8 \u3bcC, em outra esfera metálica B, idêntica e eletricamente neutra. Em seguida, encosta a esfera B em outra C, também idêntica e elétricamente neutra. Podemos afirmar que a carga de cada uma das esferas medida pelo estudante ao final dos processos descritos foi : 
+2 \u3bcC 
Considere a situação onde uma carga puntiforme Q, de 2x10-6 C e que está no vácuo, gera um campo elétrico. Podemos afirmar que, em um ponto A, situado a 2m da carga Q, é gerado um potencial elétrico de intensidade: (Considere k=9x 10 9N.m 2/C 2) 
9000V 
Os fusíveis devem ser colocados 
antes da
TIAGO
TIAGO fez um comentário
Quando se analisa a estrutura de custos de uma empresa, é possível perceber que os custos são divididos em duas categorias: custos fixos e custos variáveis. Os custos variáveis só ocorrem quando a produção inicia suas atividades: se a produção sobe, eles sobem junto e se a produção cai, eles caem na mesma proporção. Inclusive o raciocínio é válido para o caso de a produção parar, nesta situação não há custos variáveis ocorrendo. O pesadelo de todo gestor financeiro chama-se custo fixo, afinal, esse é o custo que acontece com produção alta, baixa e até sem nenhuma produção. É exatamente o custo fixo que precisa ser diminuído ao máximo e controlado diariamente, pois ele é capaz de consumir todo o lucro gerado pela operação em caso de descontrole. Exatamente pelo temor do peso do custo fixo na empresa, os gestores financeiros calculam periodicamente o índice de cobertura de pagamentos fixos, que tem a seguinte fórmula:... Veja mais
0 aprovações
Carregar mais