A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
Apostila direito processual administrativo e tributário

Pré-visualização | Página 1 de 4

[Escolha a data] [Edição 1, Volume 1] 
 
 
 
DIREITO PROCESSUAL ADMINISTRATIVO E 
TRIBUTÁRIO 
 
O direito processual administrativo 
e tributário em nada tem a ver com 
a função jurisdicional do Judiciário. 
Ele serve exatamente para 
promover a segurança dos atos 
administrativos. 
Quem possui o 
poder de 
Administrar é o 
Executivo. 
Lembrando da 
função 
tripartite do 
Estado, de uma 
maneira 
simplificada 
feita por 
Montesquieu: o Executivo 
administra e executa, o Legislativo 
legisla e o Judiciário julga, vê-se 
que quem possui a função típica de 
administrar é o Executivo, porém 
quando feito pelo Legislativo e 
Judiciário caracteriza a função 
atípica dos poderes. Neste sentido 
entende-se que o processo 
administrativo é a forma pela qual 
a Administração Pública registra 
seus atos, controla seus agentes 
públicos ou decide as 
controvérsias com os 
administrados e/ou 
administradores (servidores 
públicos) 
Por isso 
podemos 
dizer que 
processo 
administrativo é gênero, da qual 
as espécies mais frequentes são 
os processos tributários e 
processos disciplinares. A lei 
9784/99 surgiu no intuito de 
estabelecer as regras gerais para a 
Administração Pública nos seus 
processos e procedimentos a fim 
de que seja uma diretriz normativa 
para com a Administração Pública. 
 
PROCESSO E PROCEDIMENTO 
2º SEMESTRE 10º PERÍODO DE DIREITO 2017 – DOCENTE GABRIELLE SANTANGELO LEINER 
DIREITO PROCESSUAL ADMINISTRATIVO E TRIBUTÁRIO 
OBJETIVOS DO 
PROCESSO 
ADMINISTRATIVO 
Documentação: serve 
como 
documentação dos 
atos e fatos 
praticados pela 
Administração. 
Fundamentação: 
serve como 
fundamentação dos 
atos dos 
administrativos. 
Proteção aos 
Administrados e 
Servidores: na medida 
em que evita 
arbitrariedades por 
parte dos 
administrados 
públicos. 
Transparência: na 
medida em que 
possibilita a 
fiscalização da 
conduta da 
administração pelos 
administrados. 
 
O processo administrativo é a 
forma pela qual a Administração 
Pública registra seus atos, 
controla seus agentes públicos 
ou decide as controvérsias com 
os administrados e/ou 
administradores 
 
2º semestre 10º período de direito 2017 – docente Gabrielle Santangelo Leiner 
 
Processo é uma relação 
jurídica, razão pela qual 
“processo administrativo” 
significa o vínculo jurídico 
entre a Administração e o 
usuário, estabelecido para 
uma tomada de decisão. 
Ao passo que 
procedimento 
administrativo é a 
sequência ordenada de 
 
2º semestre 10º período de direito 2017 – docente Gabrielle Santangelo Leiner 
 
atos tendentes à tomada 
de decisão. Não esquecer: 
Ato administrativo: é a 
materialização da vontade 
pública através de um 
funcionário ou servidor. 
 
 
 
 
SERá FÁCIL PRO MoMo: 
Segurança Jurídica: 
Eficiência: deve-se otimizar os meios da Administração (fazer + com -) 
Razoabilidade: o administrador deve atuar dentro da razão, atos racionais. 
 
 
 
Finalidade: O administrado deve cumprir com a finalidade que a lei lhe outorgou. 
Ampla Defesa: o administrado alvo de processo deve ter o direito de se defender, 
devendo ser informado de todo o processo administrativo. 
Contraditório: deve-se dar direito ao contraditório e defesa sempre. 
Interesse Público: todo ato e decisão sempre visando a consagração do interesse 
público 
Legalidade: respeito à legislação em vigor 
Proporcionalidade: critérios de equilíbrio entre o ato praticado e a finalidade a ser 
perseguida. 
Oficialidade: há que se provocar a administração pública, ou provocada pela própria 
administração ou a requerimento da parte. A própria administração dá continuidade 
aos atos. 
Motivação: todos os atos devem ser fundamentados. 
Moralidade: deve-se respeitar a moralidade ética institucional 
 
 
P
ri
n
ci
p
io
s 
d
a 
A
d
m
in
is
tr
aç
ão
 
LI
M
P
E
Legalidade
Impessoalidade
Moralidade
Eficiência
 Princípios do Processo Administrativo: *Art. 37 
da CF: princípios básicos da Administração. 
LIMPE 
*Art. 2 da Lei 9784/99: lembrar que é rol 
exemplificativo dentre outros. 
SERÀ FÁCIL PrO MOMO 
 
 
2º semestre 10º período de direito 2017 – docente Gabrielle Santangelo Leiner 
 
A lei que regulamenta o processo administrativo federal é a Lei 9784/99. 
Quanto às aplicações dessa lei: 
a) Via de regra é utilizada na administração direta e indireta federal. 
b) Utilizada nos poderes administrativos e Judiciários em suas funções administrativas, ou seja, nas suas funções 
atípicas. 
c) Utilizada de forma subsidiária pelo DF, Estados e Municípios para procedimentos internos e atos administrativos. 
Obs: A regra é que a lei seja utilizada no âmbito federal, entretanto, será utilizada de forma subsidiária desde que 
haja previsão legal. 
 
Conceitos da lei: 
a) Orgão: não tem personalidade jurídica, mas faz parte da estrutura do Estado. Ex: secretaria de determinada 
entidade. 
b) Entidade: pessoa jurídica em si. Ex: União, autarquias. 
 c) Autoridade: os agentes públicos que julgam, que detém o poder decisório. Presidente de uma autarquia. 
 
FASES DO PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO GERAL 
 
Espécies de Processo de Administrativo
Processo Administrativo de Outorga: É um processo pelo qual se pleiteia algum direito ou 
situação individual perante a Administração. Em geral não há contraditório, excetos 
quando há oposição de terceiros ou do Poder Público. A concessão ou permissão de uso 
de bem público. 
Processo administrativo de Expediente: proveniente de provocação
Processo Administrativo de Controle: são processos onde a administração pública pode 
verificar, controlar o comportamento e a situação dos gestores púbicos. Exemplo: as contas 
dos administradores são prestadas perante o Tribunal de Contas
Processo administrativo de gestão: é uma série de atos realizados pela Administração 
Pública para exercer suas funções típicas. Exemplo: Concurso
Processo Administrativo de Punição: elaborado quando um ato realizaod pelo servidor, 
administrado ou contratado viola a lei. É feito com base no auto de infração, representação, 
denúncia ou peça equivalente. Exemplo: multa, demolição de obra, fechamento de 
estabelecimento público.
Processo Administrativo Disciplinar: A Administração apura e pune as faltas 
cometidas pelos servidores públicos no exercício de sua função administrativa. 
 
2º semestre 10º período de direito 2017 – docente Gabrielle Santangelo Leiner 
 
 
 
 
 
:DIREITOS E DEVERES DO ADMINISTRADO ART 3º E ART 4º DA LEI 
 
 
 
 
 
 
INSTAURAÇÃO
•A instauração pode ser feita de duas formas:
•a) por ofício: a própria administração pública devido ao ppio da oficialidade.
•b) a pedido de um interessado: qualquer pessoa, seja física, jurídica ou 
servidor público
INSTRUÇÃO
•É a fase onde há a produção de provas para elucidar os fatos 
narrados na primeira fase. As provas devem ser feitas via 
depoimento das partes, oitiva de testemunhas, inspeções, 
perícias e juntada de documentos, laudos pareceres.
RELATÓRIO
•Na fase do relatório é produzido um documento que sinteiza 
tudo o que foi apurado no processo administrativo. Pode ser 
feito pela autoridade responsável ou por comissão formada 
chamada de comissão processante. Geralmente possui uma 
sugestão de decisão, mas não inclui a decisão final.
JULGAMENTO
•A fase de decisão ou julgamento apresenta a decisão final a 
respeito do processo. Podendo ser tomada e concordância 
com a sugestão do relatorio ou não.
 
2º semestre 10º período