A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
40 pág.
1 peças direito trabalho MOD

Pré-visualização | Página 2 de 10

de valores. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
21 
 
 
 
 
Curso Preparatório para OAB 2ª Fase – Área Trabalhista 
Profs. Cleize C. Kohls e Luiz Henrique M. Dutra 
CADERNO DE PEÇAS 
 
PEÇA 04) ENUNCIADO – XI EXAME 
Contratado pela empresa Clínica das Amendoeiras, em razão de uma 
reclamação trabalhista proposta em 12.12.2012 pela empregada Jussara Péclis 
(número 1146-63.2012.5.18.0002, 2ª Vara do Trabalho de Goiânia), o advogado 
analisa a petição inicial, que contém os seguintes dados e pedidos: que a 
empregada foi admitida em 18.11.2000 e dispensada sem justa causa em 
15.07.2011 mediante aviso prévio trabalhado; que a homologação da ruptura 
aconteceu em 10.09.2011; que havia uma norma interna garantindo ao 
empregado com mais de 10 anos de serviço o direito a receber um relógio 
folheado a ouro do empregador, o que não foi observado; que a ex-empregada 
cumpria jornada de 2ª a 6ª feira das 15h às 19h sem intervalo; que recebia 
participação nos lucros (PL) 1 vez a cada semestre, mas ela não era integrada 
para fim algum. 
A autora postula o pagamento do aviso prévio proporcional ao tempo de 
serviço, já que ele foi concedido por 30 dias; multa do Art. 477 da CLT porque a 
homologação ocorreu a destempo; condenação em obrigação de fazer 
materializada na entrega de um relógio folheado a ouro; hora extra pela ausência 
de pausa alimentar; integração da PL nas verbas salariais, FGTS e aquelas 
devidas pela ruptura, com o pagamento das diferenças correlatas. 
A empresa entrega ao advogado cópia do recibo de depósito das verbas 
resilitórias na conta da trabalhadora ocorrido em 14.08.2011 e cópia dos 
regulamentos internos vigentes ao longo do tempo, em que existia previsão de 
concessão do relógio folheado a ouro, mas em fevereiro de 2000, foi substituído 
por um novo regulamento, que previu a entrega de uma foto do empregado com 
sua equipe. 
Analisando cuidadosamente a narrativa feita pela empresa e a 
documentação por ela fornecida, apresente a peça pertinente à defesa, em juízo, 
dos interesses dela, sem criar dados ou fatos não informados. (Valor: 5,0) 
27 
 
 
 
 
Curso Preparatório para OAB 2ª Fase – Área Trabalhista 
Profs. Cleize C. Kohls e Luiz Henrique M. Dutra 
CADERNO DE PEÇAS 
 
PEÇA 05) ENUNCIADO – XII EXAME 
Síntese da entrevista feita com Bruno Silva, brasileiro, solteiro, CTPS 0010, 
Identidade 0011, CPF 0012 e PIS 0013, filho de Valmor Silva e Helena Silva, 
nascido em 20.02.1990, domiciliado na Rua Oliveiras, 150 – Cuiabá – CEP 
20000- 000: que foi admitido em 05.07.2011 pela empresa Central de Legumes 
Ltda., situada na Rua das Acácias, 58 – Cuiabá – CEP 20000-010, e dispensado 
sem justa causa em 27.10.2013, quando recebeu corretamente as verbas da 
extinção contratual; que teve a CTPS assinada e exercia a função de 
empacotador, recebendo por último o salário de R$ 1.300,00 por mês; que sua 
tarefa consistia em empacotar congelados de legumes numa máquina adquirida 
para tal fim. 
Em 30.11.2011 sofreu acidente do trabalho na referida máquina, quando 
sua mão ficou presa no interior do equipamento, ficando afastado pelo INSS e 
recebendo auxílio doença acidentário até 20.05.2012, quando retornou ao 
serviço. No acidente, sofreu amputação traumática de um dedo da mão esquerda 
e se submeteu a tratamento médico e psicológico, gastando com os profissionais 
R$ 2.500,00 entre honorários profissionais e medicamentos, tendo levado 
consigo os recibos. 
No retorno, tendo sido comprovada pelos peritos do INSS a perda de 20% 
da sua capacidade laborativa, foi readaptado a outra função. A CIPA da 
empresa, convocada quando da ocorrência do acidente, verificou que a máquina 
havia sido alterada pela empresa, que retirou um dos componentes de 
segurança para que ela trabalhasse com maior rapidez e, assim, aumentasse a 
produtividade. Bruno costumava fazer digitação de trabalhos de conclusão de 
curso para universitários, ganhando em média R$200,00 por mês, mas no 
período em que esteve afastado pelo INSS não teve condição física de realizar 
esta atividade, que voltou a fazer tão logo retornou ao emprego. Analisando 
cuidadosamente o relato feito pelo trabalhador, apresente a peça pertinente à 
melhor defesa, em juízo, dos interesses dele, sem criar dados ou fatos não 
informados. (Valor: 5,0) A simples citação legal ou jurisprudencial pertinente não 
credencia pontuação. 
33 
 
 
 
 
Curso Preparatório para OAB 2ª Fase – Área Trabalhista 
Profs. Cleize C. Kohls e Luiz Henrique M. Dutra 
CADERNO DE PEÇAS 
 
PEÇA 06) ENUNCIADO – XIII EXAME (RESOLVIDO EM AULA AO VIVO) 
 
Rômulo Delgado Silva, brasileiro, viúvo, empresário, portador da identidade 
113, CPF 114, residente e domiciliado na Avenida Brás Montes, casa 72 – Boa 
Vista – Roraima – CEP 222, em entrevista com seu advogado, declara que foi 
sócio da pessoa jurídica Delgado Jornais e Revistas Ltda., tendo se retirado há 
2 anos e 8 meses da empresa; que foi surpreendido com a visita de um Oficial 
de Justiça em sua residência, que da primeira vez o citou para pagamento de 
uma dívida trabalhista de R$ 150.000,00, oriunda da 50ª Vara do Trabalho de 
Roraima, no Processo 0011250-27.2013.5.11.0050 e, em seguida, 48 horas 
depois, retornou e penhorou o imóvel em que reside, avaliando-o, pelo valor de 
mercado, em R$ 180.000,00; que tem apenas esse imóvel, no qual reside com 
sua filha, já que viúvo; que o Oficial de Justiça informou que há uma execução 
movida pela ex-empregada Sônia Cristina de Almeida contra a empresa que, por 
não ter adimplido a dívida, gerou o direcionamento da execução contra os sócios; 
que foi ao Fórum e fotocopiou todo o processo, agora entregue ao advogado; 
que nas contas homologadas, sem que a parte contrária tivesse vista, foi 
verificado que a correção monetária foi calculada considerando o mês da 
prestação dos serviços, ainda que a sentença fosse omissa a respeito; que, ao 
retornar para penhorar o imóvel, o oficial informou que a dívida havia aumentado 
em 10%, porque o juiz aplicou a multa do artigo 475-J, do CPC. 
Diante do que foi exposto, elabore a medida judicial adequada para a 
defesa dos interesses do entrevistado, sem criar dados ou fatos não informados. 
(Valor: 5,0) 
 
 
39 
 
 
 
 
Curso Preparatório para OAB 2ª Fase – Área Trabalhista 
Profs. Cleize C. Kohls e Luiz Henrique M. Dutra 
CADERNO DE PEÇAS 
 
PEÇA 07) ENUNCIADO - XIV EXAME 
Síntese da entrevista realizada com Heitor Samuel Santos, brasileiro, 
solteiro, desempregado, filho de Isaura Santos, portador da identidade 559, CPF 
202, residente e domiciliado na Rua Sete de Setembro, casa 18 – Manaus – 
Amazonas – CEP 999: 
Trabalhou na fábrica de componentes eletrônicos Nimbus S.A. situada na 
Rua Leonardo Malcher, 7.070 – Manaus – Amazonas – CEP 210), de 10.10.2012 
a 02.07.2014, oportunidade na qual foi dispensado sem justa causa e recebeu, 
corretamente, sua indenização; 
A empresa possui 220 empregados; 
É portador de deficiência e soube que, após a sua dispensa, não houve 
contratação de um substituto em condição semelhante; 
Seu e-mail pessoal era monitorado pela empresa porque, na admissão, 
estava ocorrendo um problema na plataforma institucional, daí porque a ex-
empregadora acordou com os empregados que o conteúdo de trabalho seria 
enviado ao e-mail particular de cada um, desde que pudesse fazer o 
monitoramento; que, em razão disso, o empregador teve acesso a diversos 
escritos e fotos particulares do depoente, inclusive conteúdo que ele não 
desejava expor a terceiros; 
Durante o contrato sofreu descontos a título de contribuição sindical e 
confederativa, mesmo não sendo sindicalizado; Teve a CTPS assinada

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.