UNIP QUESTÕES RESPONDIDAS SUCESSOES
6 pág.

UNIP QUESTÕES RESPONDIDAS SUCESSOES


DisciplinaDireito Civil VI3.032 materiais28.051 seguidores
Pré-visualização6 páginas
MÓDULO 1
Exercício 1:

A transferência, aos sucessores, da posse e da propriedade da herança, ocorre:

A) Com a propositura do processo de inventário.

B) Com a partilha de bens, seja no cartório de notas, seja judicial.

C) No momento da abertura da sucessão, que se dá no instante da morte do autor da herança.

Justificativa: Art. 1.784, CC/02: A sucessão causa mortis se abre com a morte do autor da herança. O instante

do falecimento é o exato momento da transmissão da herança.

D)No momento da ciência, por parte dos herdeiros, do falecimento do autor da herança.

E) Quando o juiz determina, na ação de inventário, o registro do testamento do de cujus.

Exercício 2:

Só com a morte do autor da herança e a abertura da sucessão pode haver a cessão de direitos hereditários.

Antes da morte do autor da herança, a cessão é considerada:

 A) Anulável, por ser pacto sucessório, contrato que tem por objeto a herança de pessoa viva, que nossa lei

proíbe.

B) Negócio nulo de pleno direito, proibido por norma cogente, que não admite disposição em sentido

contrário.

Justificativa: Antes, a cessão é pacto sucessório, contrato que tem por objeto a herança de pessoa viva, que

nossa lei proíbe (art. 426, CC) \u2013 e é negócio nulo de pleno direito (art. 166, II e VII, CC)

C) Lícita, porque o herdeiro tem autonomia para cuidar de seus próprios interesses, podendo fazer tudo o que

a lei não proíba expressamente.

D)Nula porque não pode a cessão ser feita antes da abertura do inventário.

E)Anulável porque a cessão não pode ser feita antes da partilha.

Exercício 3:

Com a partilha e finda a indivisão, não há cessão de direitos hereditários, pois cada herdeiro já é dono dos

seus bens e o que ocorre então é permuta, doação, venda etc. Assinale, quanto à cessão de direitos hereditários,

a alternativa incorreta:

A) O herdeiro cedente não precisa respeitar o direito de preferência dos demais herdeiros na cessão gratuita.

B) O direito de preferência pode ser exercido por mais de um herdeiro interessado na aquisição do quinhão

alienado, e cada um o adquire na proporção de suas quotas.

C) Ao ceder direitos hereditários, deve o cedente que aliena a título oneroso a terceiro respeitar o direito de

preferência dos demais coerdeiros.

D) A cessão de direitos hereditários não pode ser feita a terceiro a título gratuito.

Justificativa: O herdeiro pode efetuar a cessão gratuita ou onerosamente, equiparando-se à compra e venda,

no 1º caso, e à doação, no 2º - aplicam-se por analogia as normas que regem estes contratos, no que couber \u2013
e se o assunto não estiver diretamente regulado nos art. 1.793 a 1.795, CC.

E) A cessão de direitos hereditários a coerdeiro não depende de notificação para o exercício do direito de

preferência dos demais coerdeiros.

Exercício 4:

A administração provisória é conferida pelo juiz às pessoas do art. 1.797, do CC: cônjuge ou companheiro, se

com o outro convivia ao tempo da abertura da sucessão; ao herdeiro que estiver na posse e administração dos

bens, e, se houver mais de um nessas condições, ao mais velho; ao testamenteiro; a pessoa de confiança do

juiz, na falta ou escusa das indicadas nos incisos antecedentes, ou quando tiverem de ser afastadas por motivo

grave levado ao conhecimento do juiz.

Pode-se afirmar que:

 A) A ordem das pessoas estabelecida pela lei não pode ser modificada se o juiz considerar conveniente.

B) O administrador provisório pode ser mantido na administração do espólio se, em seguida, conforme o caso,

for nomeado inventariante.

Justificativa: Até a nomeação do inventariante, que presta compromisso assinando-o, até a homologação da

partilha, o espólio fica na posse do administrador provisório, que representa ativa e passivamente o espólio

(art. 613 e 614 do CPC/2015; art. 985 e 986, CPC).

C) O administrador provisório não pode assumir o cargo de inventariante se for cônjuge ou companheiro.

D) Não se admite em qualquer hipótese que o inventariante tenha sido o administrador provisório.

E) Não se admite escusa por parte de descendente nomeado pelo juiz para assumir o cargo de administrador

provisório.

Exercício 5:

Assinale a alternativa correta:

A) Ocorre sucessão simultaneamente legítima e testamentária quando o testamento abrange todos os seus

bens.

B) A sucessão não pode ser simultaneamente legítima e testamentária, pois o testamento deve abranger todos

os bens.

C) Os bens referidos no testamento se transmitem aos herdeiros testamentários e aos legatários, enquanto os

bens não alcançados pelas disposições testamentárias seguem à Fazenda Pública Municipal.

D) Todo sucessor testamentário é legatário, enquanto todo sucessor legítimo é herdeiro.

E) Ocorre a sucessão legítima quando não existe testamento, ou quando o testamento caducar ou for anulado

ou declarado nulo, pois nesses casos deixa de haver disposição de última vontade e a lei disciplina a sucessão.

Justificativa: Ocorre a sucessão legítima quando não existe testamento, ou quando o testamento

caducar ou for anulado ou declarado nulo, pois nesses casos deixa de haver disposição de última

vontade e a lei disciplina a sucessão (art. 1.788, CC).

Exercício 6:

O processo de inventário e partilha:

A) deve ser aberto dentro de 30 dias a contar da abertura da sucessão, ultimando-se nos 12 meses subsequentes,

podendo o juiz prorrogar tais prazos, de ofício ou a requerimento das partes.

B) deve ser aberto dentro de 2 meses a contar da abertura da sucessão, ultimando-se nos 12 meses

subsequentes, podendo o juiz prorrogar tais prazos, de ofício ou a requerimento das partes.

Justificativa: Ocorre que a reforma do art. 983, CPC/1973, conferida pela Lei nº 11.441/2007, estabelece

que o processo de inventário e partilha deve ser aberto dentro de 60 dias a contar da abertura da sucessão,

ultimando-se nos 12 meses subsequentes, podendo o juiz prorrogar tais prazos, de ofício ou a requerimento

das partes.

 O CPC/2015, em seu art. 611, determina que o processo de inventário e partilha deve ser aberto

dentro de 2 (dois) meses a contar da abertura da sucessão.

C) deve ser aberto dentro de 30 dias a contar da abertura da sucessão, ultimando-se nos 24 meses subsequentes,

podendo o juiz prorrogar tais prazos, de ofício ou a requerimento das partes.

D) deve ser aberto dentro de 60 dias a contar da abertura da sucessão, ultimando-se nos 24 meses subsequentes,

podendo o juiz prorrogar tais prazos, de ofício ou a requerimento das partes.

E) deve ser aberto dentro de 60 dias a contar da abertura da sucessão, ultimando-se nos 6 meses subsequentes,

podendo o juiz prorrogar tais prazos, de ofício ou a requerimento das partes.

MÓDULO 2

Exercício 1:

A regra geral de que estão legitimadas a suceder as pessoas nascidas ou já

concebidas no momento da abertura da sucessão:

A) Não encontra exceção.

B) Aplica-se aos herdeiros, mas não aos legatários.
C) Aplica-se à sucessão legítima, em que, pela lógica, o herdeiro tem de sobreviver

ao de cujus. É o princípio da coexistência, que não se aplica à sucessão
testamentária.

D) Aplica-se tanto à sucessão legítima como à sucessão testamentária.

Justificativa: Tal regra geral (supra) se aplica tanto à sucessão legítima como à sucessão

testamentária.

E) Aplica-se somente à sucessão testamentária.

Exercício 2:

Analise as proposições seguintes e assinale a alternativa correta:

I. A renúncia à herança é ato solene pelo qual uma pessoa, chamada à sucessão de

outra, declara que a não aceita.

II. A renúncia à herança deve ser pura e simples, não pode ter condição ou termo,
porque se a renúncia é modal, se nela há cláusulas criando ônus, ou se o renunciante

declara que deseja