Reservatórios
25 pág.

Reservatórios


DisciplinaSaneamento1.815 materiais6.853 seguidores
Pré-visualização1 página
*
 RESERVATÓRIOS
1 Considerações
   Nas cidades da maioria dos países europeus não são utilizados reservatórios prediais de água, abolidos pela eficiência dos serviços de abastecimento ao público.
 Entretanto, no Brasil, nenhuma cidade conta com uma rede pública de abastecimento que funcione 24 horas por dia com a vazão e pressão suficientes para chegar diretamente às torneiras das edificações verticais ou grandes consumidores. 
*
RESERVATÓRIOS
1 Considerações (continuação)
	Jornal O LIBERAL, Belém do Pará, domingo dia 25 de fevereiro de 1990 \u2013 \u201cQuatro pessoas de uma mesma família contraem leptospirose\u201d.
*
RESERVATÓRIOS
2 Finalidades
Regularizar a vazão: 
receber vazão de consumo igual a vazão média diária do dia de maior consumo;
atendimento das variações de consumo;
Definir plano de pressões na rede de distribuição.
Suprir vazões extras para combate a incêndio;
Permitir a continuidade do abastecimento quando ocorre interrupção no fornecimento de água;
*
2.1 Desvantagens
Custo elevado de implantação;
Ocupação de espaço;
Impacto ambiental
Possível deterioração da qualidade da água principalmente em grandes reservatórios.
RESERVATÓRIOS
*
3 Classificação dos reservatórios de distribuição
Quanto a posição relativa ao terreno
Enterrado;
Semi-enterrado;
Elevado;
Reservatório de jusante;
Reservatório de montante;
	De modo geral a altura útil do reservatório varia de 3 a 6 m.
	O dimensionamento das tubulações de entrada e saída do reservatório também são importantes, bem como a sua proteção sanitária.
RESERVATÓRIOS
*
3 Classificação dos reservatórios de distribuição
RESERVATÓRIOS
*
3 Classificação dos reservatórios de distribuição
De acordo com a localização no sistema: 
montante (antes da rede de distribuição); 
jusante ou de sobras (após a rede). 
Os reservatórios de montante caracterizam-se 
pelas seguintes particularidades: 
por ele passa toda a água distribuída a jusante; 
têm entrada por sobre o nível máximo da água e saída no nível mínimo (Figura 2); 
são dimensionados para manterem a vazão e a altura manométrica do sistema de adução constantes. 
RESERVATÓRIOS
*
3 Classificação dos reservatórios de distribuição
Os reservatórios de jusante caracterizam-se pelas seguintes particularidades: 
armazenam água nos períodos em que a capacidade da rede for superior a demanda simultânea para complementar o abastecimento quando a situação for inversa; 
reduzem a altura física e os diâmetros iniciais de montante da rede; 
têm uma só tubulação servindo como entrada e saída das vazões.
RESERVATÓRIOS
*
3 Classificação dos reservatórios de distribuição
RESERVATÓRIOS
*
3 Classificação dos reservatórios de distribuição
RESERVATÓRIOS
*
4. Cálculo do volume de reservação:
Volume para atender as variações de consumo de água;
Volume para combater incêndios;
Volume para emergências.
RESERVATÓRIOS
*
4.1	Quando se dispõe da curva de consumo	
Adução contínua
Volume de reservação
Adução contínua
Horas do dia
RESERVATÓRIOS
4. Cálculo do volume de reservação:
t1
t2
Vazão m3/dia
*
RESERVATÓRIOS
4 Cálculo do volume de reservação
4.2	Quando não se dispõe da curva 	de consumo
	Neste caso pode-se admitir a forma senoidal para a variação do consumo.
8
14
20
2
8
horas
Vazão m3/dia
*
RESERVATÓRIOS
4 Cálculo do volume de reservação
4.2	Quando não se dispõe da curva 	de consumo
	A equação da senóide é representada por:
	Q = (k2 \u2013 1) V/24 sen \uf070/12 + V/24;	(2)
O volume parcial que corresponde à capacidade mínima do reservatório de distribuição representado por uma das área hachuriadas é obtido integrando a equação (2) é dado pela expressão:
	C =(( k2 \u20131)/ \uf070)) . V
C = capacidade mínima do reservatório
K2 = coeficiente da hora de maior consumo
V = volume diário consumido
*
RESERVATÓRIOS
 
4 Cálculo do volume de reservação
4.3	Volume a ser adotado recomendado por norma.
	A (NBR 12217/94) estabelece entre outros o seguinte critério : 
Adução contínua: volume igual ou maior que 1/3 do volume do dia de maior consumo. ( Esse valor decorre do valor aproximado de 15 % deduzido da curva de consumo na forma de senóide acrescido de 15 % para eventuais emergências).
*
RESERVATÓRIOS 
4.4	Capacidade de reservatórios elevados
	Devido ao custo é comum adotar-se para o reservatório elevado um volume entre 10 e 20% do valor total da capacidade de reservação necessária.
A NBR12217/94 recomenda o volume mínimo igual a 1/30 do volume distribuído no dia de consumo máximo. Os reservatórios elevados em geral tem sua capacidade limitada a 1000 m3, por problemas econômicos e estéticos, sendo o mais comum o volume de 500 m3.
*
RESERVATÓRIOS 
5 Localização dos reservatórios.
Os reservatórios de distribuição de água devem ser localizados de modo a abastecer as redes de distribuição com os seguintes limites de pressão:
 pressão estática máxima: 500 kPa (50 mca);
 pressão dinâmica mínima: 100 kPa (10 mca);
*
RESERVATÓRIOS
6 Detalhes construtivos
	6.1 Material do reservatório
Concreto armado e protendido;
Alvenaria de tijolos ou pedras (pequenos);
Chapas de aço;
Madeira;
Terra com paredes revestidas;
Poliéster armado com fibras de vidro.
*
RESERVATÓRIOS
6 Detalhes construtivos
	6.2 Dimensões econômicas 
Fixado o tipo, a forma e a capacidade do reservatório é possível estudar dimensões que o tornem de mínimo custo, particularmente para os reservatórios de concreto armado. 
Um reservatório enterrado para o qual foram fixados a capacidade e a altura terá o menor comprimento das paredes em planta, inclusive a parede divisória, se for de seção horizontal circular. 
Um reservatório retangular em planta terá o menor comprimento de paredes se as suas dimensões, estiverem na relação: 
	x	= 3
	Y	 4	
			Figura 10.4\u2013 Dimensões econômicas 
*
RESERVATÓRIOS
6 Detalhes construtivos
	6.2 Dimensões econômicas 
	
Um reservatório elevado será mais econômico se sua seção horizontal for circular. As torres com forma cilíndrica têm dimensões econômicas quando a relação entre altura do reservatório propriamente dito e o seu diâmetro estiveram na relação 1:2.
O custo dos reservatórios pode depender de:
 
	- tipo de solo local. 
	- forma do reservatório. 
	- tipo de estrutura adotada, etc. 
*
RESERVATÓRIOS
7 Proteção dos reservatórios enterrados
Águas de inundações (a cota de fundo deverá situar-se pelo menos 0,50 m acima do nível de inundação \u2013NB-593/77);
Declividade na superfície do solo;
Áreas de fácil drenagem do sub-solo;
Afastamento do esgoto em uma faixa de 30 metros(terreno impermeável) e 45 m para terrenos impermeáveis- NB-593/77);
*
RESERVATÓRIOS
4.8 Proteção dos reservatórios enterrados (cont.)
Proteção da tubulação de descarga e extravasamento;
Sob o fundo do reservatório deverá existir um sistema drenante que descarregue em caixa visitáveis (área máxima de 500 m2 - NB-593/77);
*
RESERVATÓRIOS
4.9 Recomendações:
Divisão do reservatório (enterrado ou semi enterrado) em pelo menos dois compartimentos, cada um podendo funcionar independentemente do outros;
*
RESERVATÓRIOS
Exercício
Determinar a capacidade de um reservatório admitindo:
População: 25000 habitantes;
Per capita: 180 L/hab.dia;
K1=1,25 e k2=1,5
b) Detalhar o reservatório (planta e cortes \u2013 escala 1:100 ou 1:50), indicando:
Tubulações;
Detalhes construtivos recomendados
*
RESERVATÓRIOS
ESTUDAR
Capítulo 8
*
*
*