A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
Exemplo de Parecer Técnico

Pré-visualização | Página 2 de 4

mais apreciáveis 
com o passar do tempo, e depende fundamentalmente das condições de exposição do 
material (natureza e concentração dos reagentes presentes na água) e da qualidade e 
espessura inicial dessa camada protetora de zinco presente sobre a região da costura dos 
tubos. 
 
3.2 Estima-se que os tubos de aço carbono galvanizado novos e as conexões de ferro fundido 
maleável galvanizado novos, atualmente disponíveis no mercado, quando adequadamente 
instalados em Curitiba, tenham uma durabilidade de cerca de 12 anos a 15 anos de vida útil, 
no máximo. 
 
3.3 Entretanto, dado que o edifício está habitado há cerca de oito anos apenas, e portanto, esse 
deve ser o tempo de utilização da tubulação de recalque de água potável em apreço, o que 
vem comprovar que o material originalmente empregado para os seus tubos de aço carbono 
não foi de boa qualidade e nem de elevada durabilidade, e que, pelas razões mencionadas, 
agora se aproxima do fim de sua vida útil. 
 
3.4 Pode-se, em conseqüência, afirmar que ao menos os tubos de aço carbono galvanizado 
instalados na linha de recalque de água potável do edifício, nas presentes condições de 
exposição, independentemente da sua qualidade e da espessura inicial do filme interno de 
zinco protetor sobre as respectivas costuras, já está bastante comprometida e com limite de 
vida útil muito reduzido. 
 
3.5 Em conseqüência, pode-se aqui antecipar que futuros pontos de vazamento continuarão a 
surgir de forma aleatória ao longo da linha da costura dos tubos mencionados, com 
freqüência de aparecimento cada vez maior, tornando-se sua manutenção cada vez mais 
constante, onerosa e anti-econômica, podendo causar desde desconforto aos moradores de 
todo o edifício em razão de períodos de desabastecimento, até prejuízos materiais 
decorrentes de eventual alagamento ao apartamento de algum morador, a serem 
ressarcidos pelo Condomínio. 
 
 
4. MEDIDAS CORRETIVAS SUGERIDAS 
 
4.1 Dadas as conclusões tiradas acerca das condições de exposição e utilização dos tubos de 
aço carbono galvanizado na linha de recalque de água potável do edifício, é de nosso 
parecer que a atual tubulação seja desativada, dando-a por condenada, dado o grau de 
comprometimento à corrosão interna que tem evidenciado, e substituída por outra nova 
tubulação a ser instalada, desde o tê de junção das saídas de ambas as bombas de 
recalque na casa de bombas, até a rosca de montante de cada um dos registros de gaveta 
que aparecem na foto 17 ao final deste trabalho. 
 
4.2 Recomenda-se a sua imediata substituição por tubos novos de cobre soldável sem costura 
classe “E”, que atendam ao requisitos fixados pela norma NBR 13206 da ABNT, e conexões 
de bronze soldáveis, que atendam aos requisitos fixados pela norma NBR 11720 da ABNT, 
todos com diâmetro nominal DN 42mm (equivalente a 1.1/2”). 
. 
Rua Doutor Goulin, 615 – Juvevê – Curitiba – PR / cep 80040-280 / fone-fax (41) 3254-8713 / 9927-7523 gnipper@uol.com.br 
 
 GNIPPER 4 
 
4.3 As tubulações de cobre com conexões soldadas de bronze têm um expectativa de vida útil 
entre 80 e 100 anos quando bem executadas, adequadamente suportadas e devidamente 
protegidas contra agentes agressivos ao material base. 
 
4.4 Além disso, os tubos de cobre de DN 42 mm apresentam uma resistência interna à pressão 
de 24 kgf/cm² (240 mca ou 2,4 MPa), muito superior à máxima pressão estática verificada na 
tubulação de recalque de água potável, que no ponto mais desfavorável, imediatamente a 
jusante das respectivas bombas de recalque, é da ordem de 60 mca, e também superior à 
máxima pressão dinâmica, estimada em 90 mca nesse mesmo ponto, considerando uma 
sobrepressão de partida das bombas da ordem de 20 mca adicionais, e mais 10 mca como 
perda de carga durante o escoamento. 
 
4.5 O cobre é um material nobre, de alta durabilidade e de baixa rugosidade interna, equivalente 
à do PVC, e de fácil manutenção quando necessária, apesar do custo de aquisição e de 
instalação serem elevados. 
 
4.6 Além dessas vantagens, as paredes de cobre das tubulações acabam liberando para a água 
íons cobre em baixíssimas concentrações, suficientes, entretanto, para promover uma ação 
comprovadamente germicida e bactericida, contribuindo para a manutenção da sua 
qualidade sanitária e potabilidade ao longo do subseqüente sistema de reservação e 
distribuição predial. 
 
4.7 Cabe, entretanto, alertar que mesmo o cobre fica sujeito a processo de oxidação em 
conseqüência da presença de oxigênio dissolvido na água, em conjunto com elevados 
teores de dióxido de carbono, oriundo de reações químicas a partir de carbonatos e 
bicarbonatos em solução (abundantes na água de Curitiba), apesar das conseqüências 
desse processo oxidativo serem muito lentas e bem menos graves do que no caso do aço 
galvanizado, não havendo formação de tubérculos. 
 
4.8 As condições de utilização previstas para essa nova tubulação de recalque de água potável, 
entretanto, contra-indicam o emprego do PVC marrom soldável ou mesmo do PVC branco 
rosqueado, apesar de ser um material com baixo custo de aquisição e apresentar facilidade 
de instalação e de manutenção, pois a máxima pressão de serviço desse material é de 
apenas 4 kgf/cm² (40 mca ou 400 kPa). 
 
4.9 Ocorre que as bombas de recalque de água potável existentes, pelo próprio princípio de 
funcionamento, ao serem desativadas a cada ciclo normal de operação, acabam gerando 
transientes hidráulicos (flutuações momentâneas de pressão), conhecidos como "golpes de 
aríete", causados pelo fechamento instantâneo das respectivas válvulas de retenção a 
jusante. 
 
4.10 O golpe de aríete é caracterizado pelo surgimento de ondas sucessivas de sobrepressões e 
depressões no interior da tubulação de recalque, que percorrem toda sua extensão, de 
modo cíclico, até irem paulatinamente se amortecendo com o tempo., conforme ilustrado na 
figura 01, ao final deste trabalho. 
 
4.11 Os golpes de aríete são tão mais intensos quanto mais brusca for a interrupção do fluxo pela 
válvula de retenção que estiver eventualmente atuando quando da parada da bomba de 
recalque em operação. 
 
4.12 Portanto, imediatamente após a ocorrência de um golpe de aríete, um determinado trecho 
de tubulação fica submetido a uma pressão equivalente à sua pressão dinâmica normal, 
adicionada ao valor da sobrepressão causada pelo golpe de aríete, que em certos casos 
pode atingir valores expressivos, até mesmo superiores ao limite de resistência apresentado 
por tubos de PVC. 
. 
Rua Doutor Goulin, 615 – Juvevê – Curitiba – PR / cep 80040-280 / fone-fax (41) 3254-8713 / 9927-7523 gnipper@uol.com.br 
 
 GNIPPER 5 
 
 
4.13 Cabe informar que, durante a visita de inspeção à casa de bombas do edifício, não foi 
constatada ocorrência de golpes de aríete relevantes, que venham a causar ruptura de 
tubos de PVC, malgrado estes não suportarem as pressões vigentes nos trechos mais 
baixos da tubulação de recalque de água potável. 
 
4.14 Entretanto, o PVC, um típico polímero termoplástico, é especialmente sensível às variações 
cíclicas de tensões internas, fragilidade que é agravada quando submetido a elevadas 
pressões internas,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.