Buscar

ortiz uma cultura internacional popular

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Uma cultura internacional-popular
Renato Ortiz 
Uma analogia ao que acontece no mundo inteiro: pessoas viajam para lugares extremamente diferentes de seus países de origem, mas mesmo assim conseguem se identificar.
Exemplo: Enzensberger conta a história do executivo alemão que, viajando a negócios, incomodou-se com sua estadia na China, mudando de postura ao chegar a Hong Kong, passando a se sentir em casa.
O termo “não-lugar” que diz respeito às cidades que se desfazem de suas raízes, esvaziando-se de sua própria cultura, para serem preenchidas por uma identidade mundial qual se caracteriza pelo conceito de desterritorialização.
 
A desterritorialização também está ligada ao conceito de cultura internacional-popular, voltada para o mercado consumidor unificado e internacional, ao mesmo tempo. 
 	Exemplo: filmes de faroeste que, a princípio, profundamente associados ao cinema americano, perdem força em Hollywood e passam a fazer sucesso na Austrália e Itália. 
São vários os sinais de desterritorialização da cultura, uma forma de entender é com a produção de roupas, filmes e automóveis, no último acreditamos ser tudo fornecendo no país de origem para a produção de um carro, mas na verdade cada peça é elaborado em países diferentes.
O movimento de desterritorialização não se funde apenas na realização de produtos compostos, ele está na base da formação de uma cultura internacional- popular cujo eixo é o mercado consumidor. Há uma série de referências simbólicas que funcionam como sinais de distinção social no mercado. 
Segundo Renato Ortiz, a desterritorialização, que está na formação de uma cultura internacional, pode ser vista claramente nos western (filmes de faroeste), que tinham como origem o Oeste dos Estados Unidos, e que era considerado um símbolo do país por críticos de cinema.
Todos os filmes, provenientes do faroeste, eram considerados fracassos, tal qual os de cangaceiros, produzidos aqui no Brasil. Para críticos renomados, apenas os filme clássicos os mito americano estaria fielmente representado.
jjsss
Era Uma Vez no Oeste
Corisco e Dadá
Mesmo com todas as críticas aos ditos falsos filmes de faroeste sendo feitas a todo instante, não era entendível a receptividade do público aquele gênero, mesmo que não seguisse o padrão do mito do Oeste.
A desterritorialização se dá por conta de sua imagem e alusão, e não apenas pela sua realidade mítica, ela possui sua própria imagem e não se mantém, necessariamente, perto de sua origem histórica.
O autor se opõe de outros autores que dizem que a cultura mundializada seria impossível e afirma que, pensando assim, estamos nos refugiando em certezas de análises clássicas. 
Ortiz afirma que, já que essa hipótese de memória seletiva nacional não é real devido a desterritorialização vista nas páginas anteriores, estamos todos diantes da formação de uma memória coletiva internacional-popular e traz isso como objeto do mundo de consumo.
“Os gibis difundiram uma consciência do destino e das aspirações da América” (pág 121)
A memória nacional americana não é formada pelos elementos da tradição, mas sim pelo consumo, pela modernidade emergente com o mercado. Ser americano é estar integrado neste sistema de valores, é ser um consumidor.
A riqueza em bens materiais [dos EUA] acaba por realçar a pobreza de outros países.
O processo de globalização e desterritorialização rompe o vínculo entre memória nacional e os objetos, o que na opinião do autor, é um dos causadores da crise de identidade americana.
“A memória internacional-popular contém os traços da modernidade-mundo, ela é seu receptáculo” (pág 126)
A emergência da cultura dos bens ampliados dilatou o mecanismo da citação. Trazendo ao contexto das sociedades atuais a legitimação dos filmes B, os livros de bolso com histórias de detetive, dos seriados de televisão e da publicidade.

Outros materiais