A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
20 pág.
SIMULADO

Pré-visualização | Página 8 de 10

III - Os especificadores quanto à gravidade são: leve, moderado, grave e profundo. 
Está(ão) CORRETO(S): 
a) Somente o item I. 
b) Somente o item II. 
c) Somente os itens I e III. 
d) Somente os itens II e III. 
e) Todos os itens. 
78) (INSTITUTO AOCP, EBSERH, 2015) Em relação aos critérios diagnósticos do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – 5ª Edição (DSM-5) –, assinale a alternativa correta relacionada ao Transtorno de Estresse Pós-Traumático.
a) Necessariamente, a vivência do evento traumático ocorre de forma direta. Testemunhar pessoalmente o evento traumático ocorrido com outras pessoas não é levado em consideração para o diagnóstico desse transtorno.
b) A perturbação decorrente do evento traumático dura, no máximo, 15 dias.
c) Esse diagnóstico é excluído quando há alterações negativas em cognições e no humor associadas ao evento traumático, começando ou piorando depois da ocorrência de tal evento. O diagnóstico mais provável, então, passa a ser de um quadro demencial.
d) A perturbação não causa sofrimento clinicamente significativo e prejuízo social, profissional ou em outras áreas importantes na vida do indivíduo.
e) Há evitação persistente de estímulos associados ao evento traumático, começando após a ocorrência do evento.
79) (INSTITUTO AOCP, EBSERH, 2015) Os seguintes critérios diagnósticos:
a) Por um período de pelo menos seis meses, excitação sexual recorrente e intensa resultante do ato de ser humilhado, espancado, amarrado ou vítima de qualquer outro tipo de sofrimento, conforme manifestado por fantasias, impulsos ou comportamentos; b) As fantasias, os impulsos sexuais ou os comportamentos causam sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social, profissional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo. Correspondem a qual transtorno, segundo o DSM-5?
a) Transtorno do sadismo sexual.
b) Transtorno frotteurista.
c) Transtorno pedofílico.
d) Transtorno transvéstico.
e) Transtorno do masoquismo sexual.
80) (INSTITUTO AOCP, EBSERH, 2015) Ruptura da identidade caracterizada pela presença de dois ou mais estados de personalidade distintos, descrita em algumas culturas como uma experiência de possessão. A ruptura na identidade envolve descontinuidade acentuada no senso de si mesmo e de domínio das próprias ações, acompanhada por alterações relacionadas no afeto, no comportamento, na consciência, na memória, na percepção, na cognição e/ou no funcionamento sensório-motor. Esses sinais e sintomas podem ser observados por outros ou relatados pelo indivíduo. Segundo o DSM-5, esse critério faz parte do diagnóstico e é a característica definidora de qual dos transtornos relacionados a seguir?
a) Transtorno explosivo intermitente.
b) Disforia de gênero.
c) Transtorno dissociativo de identidade.
d) Transtorno da personalidade narcisista.
e) Transtorno da personalidade antissocial.
81) (VUNESP, Pref. São José dos Campos, 2015) A Terapia Comunitária tem sido utilizada frequentemente para o atendimento de indivíduos e famílias que enfrentam, no seu cotidiano, situações de exclusão social, violência, preconceito, solidão e isolamento. Esse tipo de abordagem
a) avalia a qualidade da saúde mental da população vulnerável, para a criação de políticas públicas mais abrangentes e eficazes.
b) promove a escuta das demandas da população carente, para oferecer assistência, buscar recursos e suprir suas necessidades.
c) contém os impulsos destrutivos dos indivíduos e famílias vulneráveis por meio da identificação dos líderes positivos da comunidade.
d) analisa os discursos dos indivíduos de uma comunidade para explicitar o conteúdo latente das manifestações que estão em desacordo com a ordem social.
e) reforça a construção de redes sociais solidárias que possibilitam a troca de experiências e o enfrentamento dos problemas com os quais se depara a comunidade.
82) (IDECAN, Pref. Natal, 2016) As contribuições do psicólogo atuais nas equipes multiprofissionais e interdisciplinares de saúde têm por objetivo facilitar a comunicação entre a equipe e os pacientes e/ou familiares, visando, inclusive, conscientizar os membros da equipe acerca da subjetividade do paciente, do seu cuidador e da família. A referida atuação é possível: I. Devido à transformação de sua formação, a qual passou a ser pautada em aprendizagem teórica, técnica, mas, sobretudo, comprometido socialmente, de modo a estar preparado para lidar com os problemas de saúde de sua região e ter condições de atuar em equipe com outros profissionais. PORQUE II. A inserção do psicólogo em equipes de saúde interdisciplinares em interlocução com os diversos saberes seria a maneira de oferecer um cuidado mais completo, eficaz e de acordo com as necessidades da população de um determinado contexto, história e cultura. PORTANTO III. Para que o psicólogo esteja capacitado a trabalhar em saúde, é imprescindível a constante reflexão acerca de sua formação e se esta fornece as bases fundamentais e necessárias a essa prática. Assinale a alternativa correta quanto a relação entre as proposições. 
a) As afirmativas I, II e III são verdadeiras, mas são desprovidas de quaisquer relações entre si. 
b) As afirmativas II e III são verdadeiras e a relação é de consequência conforme a conclusão evidenciada em III. 
c) As afirmativas I e II são verdadeiras e a relação é de causalidade, mas não guardam relação com a afirmativa III.
d) As afirmativas I e II são verdadeiras e guardam relação de causalidade explicitada pela conclusão observada em III.
83) (IDECAN, Pref. Natal, 2016) A atuação do psicólogo no âmbito da saúde no Brasil é influenciada diretamente pela psicologia social, principalmente a partir de década de 1980, momento marcado por transformações políticas, sociais e econômicas, sobretudo pela promulgação da carta magna do país, assegurando direitos aos cidadãos por parte do Estado, inclusive no que tange à saúde. Diante do exposto, é correto afirmar que 
a) ainda hoje o ingresso da psicologia nas políticas públicas de saúde é um processo lento, e que se constrói em um terreno de muitas controvérsias e lógicas pares. 
b) ainda hoje o ingresso da psicologia nas políticas públicas de saúde é marcado justamente porque seu pressuposto epistemológico, com atravessamentos do desenvolvimento social. 
c) a psicologia social viabilizou e ampliou a atuação do psicólogo por meio da abertura de caminhos para práticas associadas à implementação de políticas públicas de saúde e de desenvolvimento social. 
d) a psicologia social foi precursora no ingresso em políticas públicas justamente porque seu pressuposto epistemológico na origem era associado ao pensamento liberal das suas condições materiais de existência.
84) (IDECAN, UFPB, 2016) A respeito do recrutamento de pessoas para recursos humanos de uma empresa, pode-se afirmar sobre os candidatos, para qualquer que seja o cargo especificado, que estes poderão:
I. Estarem aplicados.
II. Estarem empregados.
III. Estarem desempregados.
Está(ão) correta(s) a(s) alternativa(s)
a) I, II e III.
b) I, apenas.
c) II, apenas.
d) III, apenas.
85) (IDECAN, UFPB, 2016) Sobre o termo absenteísmo, analise as afirmativas.
I. É um conceito referente à alternância de férias denominado pelo setor de RH de uma empresa.
II. Pode designar a soma dos períodos de ausência de um funcionário de seu ambiente de trabalho.
III. É um padrão habitual de ausências no processo de trabalho, dever ou obrigação, seja por falta ou atraso, devido a algum motivo interveniente.
Estão corretas as afirmativas
a) I, II e III.
b) I e II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
86) (IDECAN, UFPB, 2016) A cultura organizacional é, dos pressupostos básicos, o padrão mais difícil de entender. Ela é passada como a maneira correta de perceber, de imaginar e de sentir em uma organização. Uma cultura organizacional bem-sucedida resulta na sobrevivência; uma cultura que não funciona bem resulta no declínio ou na falência da organização. Partindo dessa afirmativa,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.