A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
37 pág.
IMPACTOS AMBIENTAIS

Pré-visualização | Página 2 de 2

técnicas 
operacionais
Prováveis 
efluentes, 
emissões, resíduos 
de energia
Empregos diretos 
e indiretos a serem 
gerados
ATIVIDADES TÉCNICAS
28
• II - Análise dos impactos ambientais do projeto e
de suas alternativas, através de identificação,
previsão da magnitude e interpretação da
importância dos prováveis impactos relevantes,
discriminando:
▫ Positivo e negativo,
▫ Direto e indireto,
▫ Imediato, médio e longo prazo,
▫ Temporário e permanente;
grau de 
reversibilidade
propriedades 
cumulativas e 
sinérgicas
distribuição dos 
ônus e benefícios 
sociais
ATIVIDADES TÉCNICAS
• III - Definição das medidas mitigadoras dos
impactos negativos, entre elas os equipamentos
de controle e sistemas de tratamento de
despejos, avaliando a eficiência de cada uma
delas.
• IV - Elaboração do programa de
acompanhamento e monitoramento (os
impactos positivos e negativos, indicando os
fatores e parâmetros a serem considerados.
29
Parágrafo Único - Ao 
determinar a execução do 
estudo de impacto 
Ambiental o órgão 
estadual competente; ou o 
IBAMA ou quando couber, 
o Município fornecerá as 
instruções adicionais 
que se fizerem 
necessárias, pelas 
peculiaridades do projeto 
e características 
ambientais da área.
30
Artigo 7º - O 
estudo de impacto 
ambiental será 
realizado por 
equipe 
multidisciplinar 
habilitada, não 
dependente direta 
ou indiretamente 
do proponente do 
projeto e que será 
responsável 
tecnicamente pelos 
resultados 
apresentados. 
31
Artigo 9º - O relatório 
de impacto ambiental 
- RIMA refletirá as 
conclusões do estudo 
de impacto ambiental 
e conterá, no mínimo:
Parágrafo único - O RIMA deve ser
apresentado de forma objetiva e
adequada a sua compreensão. As
informações devem ser traduzidas em
linguagem acessível, ilustradas por
mapas, cartas, quadros, gráficos e
demais técnicas de comunicação
visual, de modo que se possam
entender as vantagens e desvantagens
do projeto, bem como todas as
consequências ambientais de sua
implementação.
33
Avaliação de 
Impacto Ambiental
Resolução CONAMA 
n° 001/86
Licenciamento 
Ambiental
Resolução 
CONAMA n° 237/97
DEFINIÇÕES IMPORTANTES
I - Licenciamento Ambiental: procedimento
administrativo pelo qual o órgão ambiental
competente licencia a localização, instalação,
ampliação e a operação de empreendimentos e
atividades utilizadoras de recursos ambientais ,
consideradas efetiva ou potencialmente
poluidoras ou daquelas que, sob qualquer forma,
possam causar degradação ambiental,
considerando as disposições legais e
regulamentares e as normas técnicas aplicáveis ao
caso.
34
DEFINIÇÕES IMPORTANTES
II - Licença Ambiental: ato administrativo pelo
qual o órgão ambiental competente, estabelece as
condições, restrições e medidas de controle
ambiental que deverão ser obedecidas pelo
empreendedor, pessoa física ou jurídica, para
localizar, instalar, ampliar e operar
empreendimentos ou atividades utilizadoras dos
recursos ambientais consideradas efetiva ou
potencialmente poluidoras ou aquelas que, sob
qualquer forma, possam causar degradação
ambiental.
35
FASES DO LICENCIAMENTO AMBIENTAL
Licença Prévia (LP)
• Fase de
planejamento do
empreendimento;
• Aprova
localização,
tecnologia e
concepção;
• Atesta a
viabilidade
ambiental;
• Estabelece
requisitos básicos
e condicionantes
para as próximas
etapas;
• Validade: até 5
anos.
Licença de Instalação 
(LI)
• Autoriza a
instalação do
empreendimento;
• Conforme
especificações do
projeto aprovado,
incluindo medidas
de controle
ambiental e
demais
condicionantes;
• Validade: até 6
anos.
Licença de Operação 
(LO)
• Autoriza a 
operação do 
empreendimento;
• Após cumprimento
das exigências da
LP e LI e demais
medidas de
controle ambiental
e condicionantes
determinadas para
a operação;
• Validade: mínimo
4 anos e máximo
10 anos.
36
REFERÊNCIAS
BRASIL. Resolução CONAMA n° 001, de 23 de 
janeiro de 1986. Dispõe sobre critérios básicos e 
diretrizes gerais para a avaliação de impacto 
ambiental. Disponível em: 
<http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res86/re
s0186.html> Acesso em 03 abr. 2017.
BRASIL. Resolução CONAMA n° 237, de 22 de 
dezembro de 1997. Regulamenta os aspectos de 
licenciamento ambiental estabelecidos na Política 
Nacional do Meio Ambiente. Disponível em: 
<http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res97/re
s23797.html> Acesso em 03 abr. 2017.
37

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.