A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
48 pág.
gestao residuos

Pré-visualização | Página 1 de 9

Gestão de Resíduos
2012
Inhumas - GO
João Baptista Chieppe Júnior
INSTITUTO FEDERAL DE
EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Campus Inhumas
GOIÁS
RIO GRANDE
DO SUL
INSTITUTO
FEDERAL
Presidência da República Federativa do Brasil
Ministério da Educação
Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica
Chieppe Júnior, João Baptista
C533g Gestão de resíduos / João Baptista Chieppe Júnior. – – Inhumas: 
IFG; Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2011.
48 p. : il.
Bibliografia.
Caderno elaborado em parceria entre o Instituto Federal de
Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás/IFG-Inhumas e a
Universidade Federal de Santa Maria para o Sistema Escola 
Técnica Aberta do Brasil – e-Tec Brasil.
1. Cana-de-açúçar – Processamento industrial. 2. Resíduo
agrícola – Subprodutos. 3. Agroindústria sucroalcooleira. I. Título.
CDD 628.746
Equipe de Elaboração – Instituto Federal de 
Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás/
IFG-Inhumas
Reitor
Paulo César Pereira/IFG-Inhumas
Diretor Geral
Cleiton José da Silva/IFG-Inhumas
Coordenador Institucional
Daniel Aldo Soares/IFG-Inhumas
Professor-autor
João Baptista Chieppe Júnior/IFG-Inhumas
Equipe Técnica
Renata Luiza da Costa/IFG-Inhumas
Rodrigo Cândido Borges/IFG-Inhumas
Shirley Carmem da Silva/IFG-Inhumas 
Viviane Margarida Gomes/IFG-Inhumas
Comissão de Acompanhamento e Validação
Colégio Técnico Industrial de Santa Maria/CTISM
Coordenador Institucional
Paulo Roberto Colusso/CTISM 
Coordenação Técnica
Iza Neuza Teixeira Bohrer/CTISM
Coordenação de Design
Erika Goellner/CTISM
Revisão Pedagógica 
Andressa Rosemárie de Menezes Costa/CTISM
Francine Netto Martins Tadielo/CTISM
Marcia Migliore Freo/CTISM
Revisão Textual
Lourdes Maria Grotto de Moura/CTISM
Vera da Silva Oliveira/CTISM
Revisão Técnica
Eduardo Lehnhart Vargas/CTISM 
Maria Isabel da Silva Aude/UFSM
Diagramação
Gustavo Schwendler/CTISM
Leandro Felipe Aguilar Freitas/CTISM
Máuren Fernandes Massia/CTISM
© Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás
Este Caderno foi elaborado em parceria entre o Instituto Federal de Educação, 
Ciência e Tecnologia de Goiás/IFG-Inhumas e a Universidade Federal de Santa 
Maria para o Sistema Escola Técnica Aberta do Brasil – Rede e-Tec Brasil.
Ficha catalográfica elaborada por Maria Aparecida Rodrigues de Souza CRB 1/1497
e Maria Aparecida Castro CRB 1/2599 – bibliotecárias – IFG Campus Inhumas
e-Tec Brasil3
Apresentação e-Tec Brasil
Prezado estudante,
Bem-vindo ao e-Tec Brasil!
Você faz parte de uma rede nacional pública de ensino, a Escola Técnica Aberta 
do Brasil, instituída pelo Decreto nº 6.301, de 12 de dezembro 2007, com o 
objetivo de democratizar o acesso ao ensino técnico público, na modalidade 
a distância. O programa é resultado de uma parceria entre o Ministério da 
Educação, por meio das Secretarias de Educação a Distância (SEED) e de Edu-
cação Profissional e Tecnológica (SETEC), as universidades e escolas técnicas 
estaduais e federais.
A educação a distância no nosso país, de dimensões continentais e grande 
diversidade regional e cultural, longe de distanciar, aproxima as pessoas ao 
garantir acesso à educação de qualidade, e promover o fortalecimento da 
formação de jovens moradores de regiões distantes dos grandes centros 
geograficamente ou economicamente.
O e-Tec Brasil leva os cursos técnicos a locais distantes das instituições de ensino 
e para a periferia das grandes cidades, incentivando os jovens a concluir o 
ensino médio. Os cursos são ofertados pelas instituições públicas de ensino 
e o atendimento ao estudante é realizado em escolas-polo integrantes das 
redes públicas municipais e estaduais.
O Ministério da Educação, as instituições públicas de ensino técnico, seus 
servidores técnicos e professores acreditam que uma educação profissional 
qualificada – integradora do ensino médio e educação técnica, – é capaz de 
promover o cidadão com capacidades para produzir, mas também com auto-
nomia diante das diferentes dimensões da realidade: cultural, social, familiar, 
esportiva, política e ética.
Nós acreditamos em você!
Desejamos sucesso na sua formação profissional!
Ministério da Educação
Janeiro de 2010
Nosso contato
etecbrasil@mec.gov.br
e-Tec Brasil5
Indicação de ícones
Os ícones são elementos gráficos utilizados para ampliar as formas de 
linguagem e facilitar a organização e a leitura hipertextual.
Atenção: indica pontos de maior relevância no texto.
Saiba mais: oferece novas informações que enriquecem o 
assunto ou “curiosidades” e notícias recentes relacionadas ao 
tema estudado.
Glossário: indica a definição de um termo, palavra ou expressão 
utilizada no texto.
Mídias integradas: sempre que se desejar que os estudantes 
desenvolvam atividades empregando diferentes mídias: vídeos, 
filmes, jornais, ambiente AVEA e outras.
Atividades de aprendizagem: apresenta atividades em diferentes 
níveis de aprendizagem para que o estudante possa realizá-las e 
conferir o seu domínio do tema estudado. 
e-Tec Brasil7
Sumário
Palavra do professor-autor 9
Apresentação da disciplina 11
Projeto instrucional 13
Aula 1 – Diversificação do setor sucroalcooleiro 15
1.1 Tecnologia usada no processamento industrial da cana-de-açúcar 15
1.2 A diversificação do setor sucroalcooleiro 16
Aula 2 – Principais subprodutos 21
2.1 Bagaço da cana-de-açúcar 21
2.2 Materiais compósitos 24
2.3 Torta de filtro 27
2.4 Leveduras 28
2.5 Melaço ou mel final 29
2.6 Vinhaça 29
2.7 Óleo fúsel (álcoois superiores) 30
2.8 Gás carbônico (CO2) 30
2.9 Produção de bioetanol (segunda geração) 30
2.10 Plástico biodegradável 31
Aula 3 – Subprodutos da cana-de-açúcar na alimentação animal 33
3.1 Conceitos em alimentação animal 33
3.2 Principais características da cana-de-açúcar 36
3.3 Composição química da cana-de-açúcar 38
3.4 Anatomia do trato digestivo dos ruminantes 38
3.5 Formas de utilização da cana-de-açúcar na alimentação animal 42
Referências 46
Currículo do professor-autor 48
e-Tec Brasil9
Palavra do professor-autor
Na economia brasileira de hoje os setores de produção primária de alimen-
tos, fibras e fontes de energia juntamente com a indústria de insumos e a 
agroindústria de processamento, constituem um dos principais segmentos 
com importância tanto no abastecimento interno, como no desempenho 
exportador do país. Os resíduos gerados, se bem aproveitados, representam 
lucros para o setor produtivo, maior bem-estar para a sociedade e condições 
de preservação do meio ambiente.
O setor sucroalcooleiro tem mostrado experiências bem sucedidas na gestão 
de resíduos das usinas e destilarias, visando a integração das atividades para 
a sua correta utilização.
É importante e necessário ter conhecimentos gerais do sistema de produção, 
para identificar as possibilidades de integração na reutilização dos resíduos 
gerados no setor sucroalcooleiro.
O objetivo principal da disciplina de Gestão de Resíduos é estudar o proces-
samento industrial da cana-de-açúcar e a utilização de seus subprodutos e 
derivados como alternativa para o ganho de capital das agroindústrias sucro-
alcooleiras.
Tendo o domínio desse conteúdo, você poderá ajudar a responder indagações 
em relação ao mercado interno e externo, para o país enfrentar os desafios 
da gestão de resíduos como parte do negócio, considerando os aspectos 
econômicos, ecológicos e sociais. 
João Baptista Chieppe Júnior
e-Tec Brasil11
Apresentação da disciplina
Nesta disciplina, serão estudados os principais subprodutos da cana-de-açúcar, 
suas características, vantagens e desvantagens, suas formas de utilização na 
alimentação animal dos ruminantes. Esses conhecimentos