Vigas Gerber
5 pág.

Vigas Gerber


DisciplinaAnálise Estrutural I5.964 materiais45.379 seguidores
Pré-visualização1 página
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS 
Vigas Gerber 
Teoria das Estruturas \u2013 Prof. Valério Terra 
Gabriela Bayod Jolli 
25/02/2015 
 
 
 
A viga Gerber é uma associação de vigas com estabilidade própria com 
outras vigas apoiadas sobre as primeiras, que dão estabilidade ao conjunto. A 
ligação entre as partes componentes de uma viga Gerber ocorre através de 
rótulas internas, chamadas de dentes Gerber. 
Exemplo: 
 
 
 
 
 
 
Exemplos de dente Gerber. 
 
 
 
O aparecimento de vigas Gerber deu se por motivo estrutural e 
construtivo. Estas vigas são bastante utilizadas em estruturas pré-moldadas. As 
rótulas transmitem forças verticais e horizontais, mas não transmitem 
momento. Basta que um dos apoios resista a forças horizontais na viga Gerber. 
Apenas as cargas verticais provocam esforço cortante e momento fletor nas 
vigas, portanto, na decomposição não é necessário distinguir apoios do 1o ou 2o 
gênero. 
As vigas que compõem o conjunto são: vigas biapoiadas, vigas 
biapoiadas com extremidades em balanço ou vigas engastadas. Os vínculos 
entre as vigas não impedem rotações relativas. As reações nos vínculos internos 
são forças que se opõem aos deslocamentos lineares, sendo nulas as reações 
momentos. As reações em vigas Gerber são classificadas e reações internas 
(vínculos internos) e reações externas (apoios externos). Os vínculos não 
impedem a rotação entre as vigas 
 
Procedimentos de Análise: 
\uf0b7 Configuração 1: 
 
 
 
 
\uf0b7 Configuração 2: 
 
 
 
\uf0b7 Configuração 3: 
 
 
 
 
 
 
Reações de Apoio: 
\uf0b7 Determinação das Reações de Apoio Internas e Externas: 
 
- A viga Gerber deve ser decomposta nas vigas isostáticas que a formam (vigas 
apoiadas e vigas que dão apoio). 
- Deve ser construído o diagrama de corpo livre da estrutura decomposta, com 
apresentação das reações de apoio externas e internas. 
- A construção do diagrama de corpo livre deve ser feita por ordem decrescente 
de dependência estática: primeiro as vigas apoiadas, e depois as vigas que dão 
apoio. 
- Determinar as reações de apoio externas e internas, utilizando as equações de 
equilíbrio. 
 
Traçado do diagrama de esforços internos solicitantes 
\uf0b7 Os diagramas de esforços internos solicitantes podem ser traçados como 
para uma viga contínua, apenas observando-se que as articulações não 
transmitem momentos (Mart = 0) e o esforço cortante é contínuo. 
\uf0b7 Não há sentido preferencial para início do traçado dos diagramas de 
esforços internos solicitantes
Gabriel
Gabriel fez um comentário
Oi. gostaria de poder acessar seu arquivo, se for possível me permita. Desde já muito obrigado.
0 aprovações
Carregar mais