Exercício 3
1 pág.

Exercício 3


DisciplinaDireito Penal IV8.364 materiais55.726 seguidores
Pré-visualização1 página
U N I V E R S I D A D E
ESTÁCIO DE SÁ
Penal IV
Professor: Antônio José Martins Gabriel 
Aula 3 / Exercícios: 
1.ª Questão - o crime de desacato: 
a) pode ser cometido através de ofensa feita a funcionário público pelo telefone. 
b) só se caracteriza se o funcionário, estando no local, ouça ou veja a ofensa que lhe é dirigida, em razão de suas funções. 
c) caracteriza-se mesmo que a ofensa feita ao funcionário público não diga respeito ao exercício de suas funções. 
d) pode ser cometido por escrito, através de carta dirigida ao funcionário público. 
2.ª Questão: o chefe de Secretaria da 13.ª Vara Criminal, José Bedeu, soube que seu escrevente inutilizou determinado documento que continha requerimento do Ministério Público e, sabendo que referido escrevente passava por sérias dificuldades pessoais de alçada familiar, por indulgência, deixou de levar o fato ao conhecimento do Juiz Titular da Vara. Assinale a opção correta: 
a) José Bedeu pela nobreza de atitude não praticou crime algum. 
b) José Bedeu praticou o delito de prevaricação. 
c) José Bedeu praticou a condescendência criminosa. 
d) José Bedeu praticou o crime de advocacia administrativa. 
3.ª Questão: não constituem crimes praticados por particular contra a administração em geral: 
a) o desacato e a fraude de concorrência. 
b) a condescendência criminosa e a advocacia administrativa. 
c) a corrupção passiva e a sonegação de contribuição previdenciária. 
d) o tráfico de influência e a resistência 
4.ª Questão: um funcionário público que, sem opor assinatura e sem receber diretamente vantagem indevida, no exercício do cargo de fiscalização, confecciona uma defesa administrativa em favor de pessoa autuada pela fiscalização comete 
a) crime de advocacia administrativa; 
b) crime de prevaricação; 
c) crime de exercício funcional ilegal; 
d) crime de concussão; 
5.ª Questão: quid iuris, se acaso o escrevente interrogar o réu no lugar do juiz, com o seu consentimento, objetivando dar celeridade aos trabalhos forenses?
Escrivão: fato atípico. Ausência de dolo de usurpar a função pública (art. 328 do CP).