A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
206 pág.
LIVRO DE ECONOMIA RURAL Utilizado na UFRAACS - Livro gtz[1]

Pré-visualização | Página 15 de 50

a atividade mais lucrativa e adequada à produção em escala (Figura 2.11). 
2.3.2.1 Análise da oferta 
A oferta de carne de frango é determinada como uma relação positiva entre preço e 
quantidade ofertada. A equação de oferta é dada por: 
QF = 4,41 + 8 PF 
O coeficiente 4,41 indica que ao preço igual a zero são ofertados 4,41 kg por unidade 
produtiva. Este valor parece estranho a uma primeira observação, dado que ninguém estaria disposto 
a arcar com custos para produzir algo que não tem preço. No entanto, há a produção de pequenos 
produtores cujas decisões não estão atreladas a mercado e sim ao consumo da família. Esta 
quantidade de 4,41 kg representa, portanto, a produção dos criatórios tradicionais que se efetivarão 
independente do preço. 
O coeficiente associado ao preço do frango, igual a 8 kg, indica a magnitude de alteração na 
quantidade ofertada de carne de frango quando o preço aumenta de R$ 1,00/kg. 
 
 
32
 
 
Figura 2.11 – Representação de uma mudança na curva de oferta em função de mudança na 
tecnologia. 
 
 
2.3.3 Equilíbrio de mercado 
Compreendido o padrão de influências para o conjunto das forças que determinam a 
dinâmica de ajustamento da demanda e da oferta, passa-se a avaliar como essas forças conduzem a 
determinação do preço e da quantidade de equilíbrio do mercado. 
Equilíbrio de mercado: É uma situação em que as forças que atuam no mercado estão em 
equilíbrio, ou seja, é a posição em que a demanda e a oferta se igualam, gerando o preço de 
equilíbrio - Pe e a quantidade de equilíbrio - Qe do mercado de um produto ou serviço. 
Preço de equilíbrio – Pe: é o preço que satisfaz aos gostos e preferências para os consumidores que 
desejam e podem comprar o produto e às expectativas de lucro dos produtores que estão aptos a 
ofertar o produto no mercado. Uma vez atingido essa posição, as forças que influenciam a 
demanda e a oferta tendem a se anular, mantendo a situação de equilíbrio. 
Quantidade de equilíbrio – Qe: representa a quantidade do produto que é efetivamente 
transacionada no mercado, ou seja, a quantidade de equilíbrio indica que a quantidade 
demandada é exatamente igual à quantidade ofertada. 
O equilíbrio de mercado pode ser representado pelos dados do mercado de peixe da Tabela 
2.4. 
 
Tabela 2.4 – Situação simulada de oferta, demanda e equilíbrio do mercado de peixe. 
Quantidade demandada (kg) 16 11 8 6 4 2 1 
Quantidade ofertada (kg) 1 2 4 6 9 12 15 
Preço do peixe (R$/kg) 0 2 4 6 8 10 12 
Situação Excesso de demanda Equilíbrio Excesso de oferta 
 
 
- c 0 Q0 Q1 Qx/t 
P0 
O
O1 
Preço 
A equação de oferta, incluindo a 
mudança na tecnologia, é a seguinte: 
Qx = - c + d Px + t T 
Uma mudança na tecnologia (uso de 
irrigação, sementes melhoradas, 
implicam aumento de produtividade) 
produz redução no custo unitário e 
desloca a curva de oferta do O para 
O1, fazendo a quantidade ofertada, ao 
nível de preços P0, mudar de Q0 para 
Q1. 
Da mesma forma que a tecnologia, 
uma redução nos preços dos fatores 
de produção, redução dos preços dos 
produtos concorrentes, redução de 
impostos, levam deslocamento para a 
direita da curva de oferta. 
 
 
33
Pelo que se observa dos dados da tabela acima, o equilíbrio do mercado ocorre no ponto em 
que o preço é igual a R$ 6,00/kg. Isto significa que a esse preço, cada consumidor estaria satisfeito 
em comprar 6 kg de peixe por ano e os produtores a ofertar igual quantidade. A representação gráfica 
dessa situação é feita na Figura 2.12. 
Quando um mercado está em equilíbrio, o preço determina quais os consumidores e 
produtores que participam do mercado. Aqueles consumidores que atribuem ao produto um valor 
maior que seu preço e optam por comprar o produto. Igualmente, os produtores cujos custos são 
inferiores ao preço e optam por produzir e vender o produto. 
Preço abaixo do equilíbrio: O preço situado abaixo do preço de equilíbrio do mercado (Pi < 
Pe) leva a uma quantidade ofertada menor que a quantidade de equilíbrio (Qo < Qe) e a uma 
quantidade demandada maior que a quantidade de equilíbrio (Qd > Qe), gerando um excesso de 
demanda sobre a oferta de (Qd – Qo). 
Por que preços baixos tende a produzir excesso de demanda? Porque os consumidores 
percebem que seu poder de compra aumentou em relação ao produto. 
Preço acima do equilíbrio: O preço situado acima do preço de equilíbrio do mercado (Pj > 
Pe) leva a uma quantidade ofertada maior do que a quantidade de equilíbrio (Qo > Qe) e a uma 
quantidade demandada menor do que a quantidade de equilíbrio (Qd < Qe), gerando um excesso de 
oferta sobre a demanda de (Qo – Qd). 
Por que preços altos tende a produzir excesso de oferta? Porque os produtores criam 
expectativas positivas de obterem lucros e ampliam a produção. 
Para qualquer nível de preços diferentes de R$ 6,00/kg, há desequilíbrio entre a oferta e a 
demanda. Para níveis de preços de mercado abaixo de R$ 6,00/kg, tem-se uma demanda maior do 
que a oferta, criando um excesso de demanda no mercado de peixe, ou seja, a quantidade que os 
consumidores desejam e podem comprar é maior do que as quantidades que os produtores desejam 
e podem ofertar. 
Na situação inversa, para níveis de preços acima de R$ 6,00/kg, a oferta é maior do que a 
demanda, criando um excesso de oferta, ou seja, a esses preços a quantidade que os produtores 
estão dispostos a ofertar e maior do que as quantidades que os consumidores desejam e podem 
comprar. 
 
0
2
4
6
8
10
12
14
16
18
0 2 4 6 8 10 12 14
Preço do peixe (R$/kg)
Q
ua
nt
id
ad
e 
de
 p
ei
xe
 (k
g)
Demanda de peixe
Oferta de peixe
 
Figura 2.12 – Representação do equilíbrio de mercado de peixe. 
 
 
 
 
34
Na situação de excesso de demanda, não havendo desova de estoques reguladores ou 
importação de produto, o excesso de demanda cria uma pressão altista de preço (caracterizada a 
escassez de produto no mercado, os consumidores de maior poder aquisitivo passam a oferecer 
lances maiores pelo mesmo produto, criando um mercado “negro” se a situação demorar muito a ser 
solucionada) até que a posição de equilíbrio se restabeleça. 
Por outro lado, na situação de excesso de oferta, não havendo possibilidade de estocar ou de 
exportar, o excesso de produto cria uma pressão de queda do preço até o equilíbrio voltar a se 
estabelecer. 
Na Figura 2.12, ao nível de R$ 8,00/kg, a quantidade demandada é de 4 kg e a quantidade 
ofertada é de 9 kg, gerando um excesso de oferta de 5 kg, ceteris paribus. O excesso de oferta 
aumenta para 10 kg e para 14 kg quando o preço aumenta, respectivamente, para R$ 10,00/kg e 
R$12,00/kg. 
Na seqüência, apresenta-se a determinação matemática do equilíbrio de mercado. Na 
prática, o ponto de equilíbrio é uma situação de difícil observação, uma vez que as interações entre 
as forças que determinam a oferta e a demanda produzem um processo dinâmico no ajustamento em 
torno do equilíbrio, nos ínterins de tempo entre o curto e o longo prazo. 
Matematicamente, impõe-se a condição de equilíbrio ao mercado entre a demanda e a oferta, 
por meio de uma equação de identidade que torna a quantidade demandada igual à ofertada. Assim, 
o mercado será especificado por meio de três equações: duas comportamentais (demanda e oferta) e 
uma identidade (condição de equilíbrio), como no modelo teórico representado no esquema que 
segue. 
O preço R$ 5,88/kg satisfaz tanto aos consumidores quanto aos produtores, para uma 
quantidade transacionada (ofertada e demandada) igual a 6,98 kg. 
 
 
 
2.3.3.1 Aplicação e análise do conceito de equilíbrio 
Inicialmente, determina-se o equilíbrio do mercado da carne de frango e depois avaliam-se a 
influência da mudança na renda sobre o equilíbrio do mercado. 
Apresentam-se, então, as equações de demanda e oferta antes

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.