A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Pesquisa

Pré-visualização | Página 1 de 1

Registro Eng por Ano
	Resgistro de Engenheiro/Ano
	CREA	2014	2015	2016	2017
	Brasil	103,173	98,144	90,106	84,074
	*Obs.: o ano de 2017 representa uma projeção de tendência.
	Cenário Atual e Projeções para o Brasil
	 Levando em conta o número de profissionais registrados e o déficit de engenheiros (15.000/ano em 2012), a tendência para 2017 é que haja menos profissionais. Isso sem levar em conta quantos que dentre estes profissionais formados e registrados há aqueles que não estão exercendo sua profissão. Como pesquisa futura, infere-se que a grande crise financeira que o Brasil enfrenta desde 2014 tenha causado um êxodo e matriculas não preenchidas nas universidades. O Governo lançou em 2015 um projeto nomeado de Pró-Engenharia com o intuito de duplicar o número de engenheiros formados no país, onde das 302 mil vagas de engenharias ofertadas no mesmo ano pelas universidades, apenas 120 mil foram preenchidas (CONFEA, 2016). CONFEA, 2016. A falta de engenheiros. Net, 2016. Disponível em: <http://www.confea.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=15360&sid=1206>. Acesso em: 12 de setembro de 2017.
	Fonte: http://ws.confea.org.br:8080/EstatisticaSic/ModEstatistica/Pesquisa.jsp?vw=AnoRegistro
&"Times New Roman,Normal"&12&A	
&"Times New Roman,Normal"&12Página &P	
Engenheiros Ativos por Região
	Engenheiros Ativos por Região Brasileira
	Região	Quantidade	Porcentagem/Região
	CENTRO-OESTE	65,993	7.64%
	NORDESTE	117,054	13.55%
	NORTE	41,583	4.81%
	SUDESTE	495,594	57.37%
	SUL	143,658	16.63%
	TOTAL	863,882	100.00%
	Última atualização em 17/09/2017 às 05:10:46
	Cenário Brasileiro Atual 
	 Hoje, o sudeste possui mais da metade dos engenheiros ativos no Brasil. Há uma necessidade em não apenas aumentar a oferta de cursos nas outras regiões, também deve-se estender projetos sociais de ofertas de cursos. Por exemplo, alunos com os melhores rendimentos em exatas das escolas públicas serem indicados a conhecer universidades, aprendendo como é o dia a dia de um engenheiro e suas competências necessárias. Enfim, despertar o desejo pela procura do curso e oferecer bolsas para estes alunos.
	Fonte: http://ws.confea.org.br:8080/EstatisticaSic/ModEstatistica/Pesquisa.jsp?vw=EngAtivos
&"Times New Roman,Normal"&12&A	
&"Times New Roman,Normal"&12Página &P	
Matriculados nas Engenharias
	Matriculados nos cursos de Engenharia, Produção e Construção
	ENADE	2014	2015	2016	2017
	Brasil	6,532	7,126	7,720	8,314
	*Obs.: Pesquisas realizadas em 2014/2015. Projeções de dados feitas para os anos de 2016/2017. Os dados da sinopse de 2014 receberam sua sua última atualização em 07/05/2015 e de 2015, em 20/10/2016.
	Cenário Atual e Projeções para o Brasil
	 Dados obtidos correspondem a alunos de Graduação presencial e à distância, cursos de instituições públicas e privadas. Houve um pequeno aumento de alunos matriculados nos cursos de engenharias (594, segundo dados do ENADE) de 2014 à 2015. Há muito o que melhorar, pois para que o projeto Pró-Engenharia de duplicar o número de engenheiros formados no país possa obter êxito, deve-se procurar uma tendência de progressão geométrica. Aumentando-se exponencialmente (conforme simulação abaixo) a quantidade de engenheiros formados durante um certo período de anos, o país provavelmente saltará para o número ideal de profissionais necessários para preencher esta lacuna.
	Fonte: http://inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior
	Matriculados nos cursos de Engenharia, Produção e Construção
	ENADE	2016	2017	2018	2019
	Brasil	7,720	15,440	30,880	61,760
	*Obs.: Dados possivelmente ideais para o avanço do número de profissionais formados para o mercado de trabalho.
&"Times New Roman,Normal"&12&A	
&"Times New Roman,Normal"&12Página &P	
Evasão nos cursos de Eng
	Evasão em Todos os Cursos
	ENADE	2014	2015	2016
	Brasil	1,208,961	1,300,410	1,391,859
	*Obs.: Pesquisas realizadas em 2014/2015. Projeções de dados feitas para os anos de 2016/2017. Os dados da sinopse de 2014 receberam sua sua última atualização em 07/05/2015 e de 2015, em 20/10/2016.
	Cenário Atual e Projeções para o Brasil
	 Dados obtidos correspondem a alunos de Graduação presencial e à distância, cursos de instituições públicas e privadas. Houve aumento nas matrículas trancadas nas relações referentes aos anos de 2014 à 2015. Dados de 2016 inferidos. Como o PIB fechou negativo nos anos de 2015 e 2016 (-3,8% e -3,6%, respectivamente) e a previsão é de um PIB positivo para 2017 em torno de 0,39% a 0,40%, pode ser que haja uma estagnação ou baixa nos números de evasão (matriculas trancadas, no caso estudado) (G1 GLOBO, 2017). G1 GLOBO, 2016. PIB vai crescer menos de 0,5% em 2017, diz Meirelles. Net, página de economia, 2016. Disponível em: <https://g1.globo.com/economia/noticia/previsao-para-o-pib-de-2017-sera-revisada-para-baixo-diz-meirelles.ghtml>. Acesso em: 17 de setembro de 2017. 
	Fonte: http://inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior
&"Times New Roman,Normal"&12&A	
&"Times New Roman,Normal"&12Página &P

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.