RESUMO SOBRE A CRISE POLÍTICO ECONÔMICA DE 2008
2 pág.

RESUMO SOBRE A CRISE POLÍTICO ECONÔMICA DE 2008

Disciplina:Economia18.486 materiais134.382 seguidores
Pré-visualização1 página
ESCOLA ESTADUAL TANCREDO NEVES

Charles Chaves da Silva

RESUMO SOBRE A CRISE

POLÍTICO-ECONÔMICA DE 2008

ALMENARA-MG

2018

ECONOMIA

CRISE POLÍTICO-ECONÔMICA DE 2008

Crédito fácil e investimentos descontrolados são a raiz da crise de 2008. Um volume enorme

de empréstimo a muitos que não podiam pagar, inclusive desempregados e sem patrimônio,

conseguia ser aprovado pelos bancos em financiamentos. Vários bancos no mundo todo

quebraram inclusive o Lehman Brothers, nos Estados Unidos em setembro de 2008.

Para contornar o problema e quebradeiras em série, vários países criam planos de ajuda à

economia, injetando bilhões em bancos.

Mas a crise não ficou estacionada apenas no setor financeiro. Vários países, dentre eles o

Brasil entraram em recessão (Segundo o dicionário Aurélio DEPRESSÃO: “Período de baixo

crescimento ou de declínio da atividade produtiva e do mercado (menos severo do que numa

depressão)”). Os bancos privados cortaram o crédito e o governo do então presidente Lula,

colocou o BNDES, Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal para trabalhar e continuar a

prover dinheiro para a economia, o que fez com que a crise não se tornasse pior, ao ponto

de a iniciativa ser aplaudida no exterior. Em 2011, o plano continuou no governo seguinte,

não deu muito certo. O desemprego aumentou e muitas empresas abriram falência. Os

efeitos dessa crise ainda hoje, dez anos depois, são sentidos no mundo inteiro e os níveis de

emprego não voltaram aos níveis anteriores à crise.