A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
37 pág.
cromatografiaaplicada a toxicologia

Pré-visualização | Página 1 de 10

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS 
ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA 
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL 
 
Disciplina: SEMINÁRIOS APLICADOS 
 
 
 
 
 
 
 
 
APLICAÇÕES DAS TÉCNICAS DE CROMATOGRAFIA NO 
DIAGNÓSTICO TOXICOLÓGICO 
 
 
 
 
 
 
Daniel Silva Goulart 
Orientador: Maria Clorinda Soares Fioravanti 
 
 
 
 
 
 
 
 
GOIÂNIA 
2012 
ii 
 
DANIEL SILVA GOULART 
 
 
APLICAÇÕES DAS TÉCNICAS DE CROMATOGRAFIA NO 
DIAGNÓSTICO TOXICOLÓGICO 
 
 
 
Seminário apresentado junto à Disciplina 
Seminários Aplicados do Programa de Pós-
Graduação em Ciência Animal da Escola de 
Veterinária e Zootecnia da Universidade 
Federal de Goiás. Nível: Doutorado 
 
 
Área de concentração: 
Patologia Clínica e Cirurgia Animal 
 
Linha de Pesquisa: 
Alterações clínicas, metabólicas e toxêmicas 
dos animais e meios auxiliares de diagnóstico 
 
Orientador: 
Prof. Dr. Maria Clorinda Soares Fioravanti - UFG 
Comitê de Orientação: 
Prof. Dr. Emmanuel Arnhold - UFG 
Prof. Dr. Franklin Riet-Correa Amaral - UFCG 
 
 
 
GOIÂNIA 
2012 
iii 
 
LISTA DE ABREVIATURAS 
 
CCD cromatografia em camada delgada 
CG cromatografia gasosa 
CG-MS cromatografia gasosa acoplada a espectrofotometria de massa 
HPLC cromatografia líquida de alta eficiência 
HPLC-FI cromatografia líquida de alta eficiência com detecção de 
fluorescência 
HPLC-IR cromatografia liquida de alta eficiência acoplada a espectrofotometria 
de infravermelho 
HPLC-MS cromatografia liquida de alta eficiência acoplada a espectrofotometria 
de massa 
LC-MS cromatografia liquida acoplada a espectrofotometria de massa 
LC-MS/MS cromatografia liquida acoplada a espectrofotometria de massa 
acoplada a espectrofotometria de massa 
MF monofluoroacetato de sódio 
U-HPLC cromatografia líquida de ultra eficiência 
U-HPLC-MS/MS cromatografia liquida de alta eficiência acoplada a espectrofotometria 
de massa acoplada a espectrofotometria de massa 
UV ultravioleta 
WADA Word Anti-Doping Agency 
 
iv 
 
SUMÁRIO 
 
 
1 INTRODUÇÃO .................................................................................................... 1 
2 REVISÃO DE LITERATURA ............................................................................... 3 
2.1 Breve histórico .................................................................................................. 3 
2.2 Principais tipos de cromatografia ..................................................................... 4 
2.2.1 Cromatografia em papel ................................................................................ 4 
2.2.2 Cromatografia em camada delgada .............................................................. 5 
2.2.3 Cromatografia gasosa ................................................................................... 5 
2.2.4 Cromatografia líquida de alta eficiência......................................................... 6 
2.2.5 Cromatografia multidimensional .................................................................... 7 
2.3 Principais usos da cromatografia ..................................................................... 8 
2.4 Uso da cromatografia na toxicologia ................................................................ 9 
2.4.1 A cromatografia na toxicologia forense ......................................................... 9 
2.4.2 A cromatografia na toxicologia veterinária ................................................... 13 
2.4.3 A cromatografia para identificação de substâncias nocivas em alimentos .. 19 
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS .............................................................................. 23 
REFERÊNCIAS .................................................................................................... 24 
1 INTRODUÇÃO 
 
A cromatografia é uma técnica relatada cientificamente há pouco mais 
de cem anos e baseia-se na migração de componentes de uma mistura entre 
duas fases: a fase estacionária que retém elementos e a fase móvel que conduz a 
mistura por meio de um soluto através da fase estacionária. É uma técnica que 
pode ser utilizada para purificação de substâncias, na detecção de substâncias ou 
auxiliar a separação de substâncias indesejáveis. 
As técnicas cromatográficas podem ser divididas principalmente em 
cromatografia em papel, cromatografia em camada delgada (CCD), cromatografia 
gasosa (CG), cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC), e mais atualmente a 
cromatografia líquida de ultra-eficiência (U-HPLC). Os métodos cromatográficos 
podem ser utilizados separadamente ou em conjunto dependendo dos 
componentes a serem separados ou identificados. 
A cromatografia tem sido desenvolvida e utilizada em diversos meios 
da ciência. A química é a área mais atuante no desenvolvimento de métodos 
cromatográficos, mas outras áreas da ciência também utilizam dessas técnicas, 
sendo elas muito difundidas na área farmacêutica e médica. 
Devido à alta precisão e confiabilidade dessas técnicas, elas são muito 
utilizadas na detecção ou separação de substâncias que estão em pequenas 
quantidades em uma mistura. Assim, na área médica a cromatografia tem grande 
utilização na toxicologia, seja para monitorar o uso de medicamento ou para o seu 
uso na ciência forense, dosando drogas de abuso e auxiliando a elucidar crimes. 
Da mesma forma que ocorre na medicina, na medicina veterinária as 
técnicas cromatográficas podem ser empregadas no diagnóstico de doenças e em 
estudos de farmacocinética, mas é na toxicologia que a técnica ganha maior 
destaque. O estudo toxicológico envolve a identificação de substâncias, seja após 
a intoxicação ou em estudos experimentais quando essa identificação pode ser 
realizada previamente, certificando que a quantidade de princípio ativo a ser 
utilizada esteja correta. 
Outro grande interesse para o uso das técnicas cromatográficas na 
medicina veterinária é na identificação de resíduos de drogas em produtos de 
origem animal. Sabe-se que esses resíduos podem prejudicar o consumidor final, 
2 
 
e causar descrédito à cadeia produtiva, assim o monitoramento destes produtos 
torna-se de fundamental importância. 
Diante da versatilidade do uso da cromatografia e do potencial de sua 
utilização na toxicologia, essa revisão teve o intuito de relatar as diferentes 
aplicações de métodos cromatográficos no diagnóstico toxicológico, bem como 
esclarecer seus usos na toxicologia veterinária. 
 
3 
 
2 REVISÃO DE LITERATURA 
 
2.1 Breve histórico 
 
A cromatografia foi relatada pela primeira vez há pouco mais de 100 
anos por Mikhail Semenovich Tswett (1872-1919). No período de 1899 à 1901 
Tswett trabalhou em sua primeira pesquisa com a estrutura físico-química da 
clorofila das plantas, sendo que no ano de 1903 relatou uma nova categoria de 
análise adsortiva (ETTRE, 2000). O trabalho de Tswett foi apresentado em forma 
de tratado para a Sociedade de Ciências de Varsóvia, no qual descreveu os 
resultados preliminares de suas pesquisas com extrato de folhas, utilizando uma 
coluna de vidro recheada com carbonato de cálcio, separando os constituintes do 
extrato pela passagem de éter dietílico (COLLINS, 2006). 
No entanto, as denominações de cromatografia e cromatograma 
somente surgiram no segundo trabalho de Tswett, publicado em 1906. A palavra 
cromatografia designava o processo de separação, tendo sua origem do grego 
chroma, com o significado de ―cor‖, e também do grego graphe, significando 
―escrever‖. Já a palavra cromatograma refere-se às bandas separadas na coluna 
(COLLINS, 2006; NOGUEIRA, 2006).