UFC   Quimica Geral   Resolução Lista 5   Cinetica e Equilibrio   2017
59 pág.

UFC Quimica Geral Resolução Lista 5 Cinetica e Equilibrio 2017

Pré-visualização5 páginas
+ CO(aq) \u21cc HbCO(aq) + O2(aq). 
Use as reações abaixo e suas respectivas constantes de equilíbrio (temperatura 
corporal) para determinar a constante de equilíbrio da reação acima. 
Hb(aq)+ O2(aq) \u21cc HbO2(aq) Kc = 1,8 
Hb(aq) + CO(aq) \u21cc HbCO(aq) Kc= 306 
Suponha que um ambiente com o ar poluído contendo 0,10% de de CO. Assumindo 
que no ar contém 20% O2 e que a razão de O2 e CO dissolvidos no sangue é a mesma 
presente no ar. Qual é a razão de HbCO e HbO2 no sangue. 
Hb(aq) + O2(aq) \u21cc HbO2(aq) Kc = 1,8 
Hb(aq) + CO(aq) \u21cc HbCO(aq) Kc= 306 
 
HbO2(aq) \u21cc Hb(aq) + O2(aq) K= 1/ 1,8 
Hb(aq) + CO(aq) \u21cc HbCO(aq) K= 306 
 
HbO2(aq) + CO(aq) \u21cc HbCO(aq) + O2(aq) Kc=306/1,8 
Kc= 306/1,8= 170 
30º Questão \u2013 Verifica-se que 54,8% de uma amostra de 1,0 mol de CO2 em 
recipiente de 1,0 L se decompõem em CO e O2 a 3000 K. Calcule o valor de Kc. 
2CO2(g) \u21cc 2CO(g) + O2(g). 
2CO2(g) \u21cc 2CO(g) + O2(g) 
 1 0 0 
-2x 2x x 
 
1 - 2x 2x x 
1- 0,548 0,548 0,274 
0,452 0,548 0,274 
 
2X = 0,548 
\uf05b \uf05d\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d
406,0
45,0
548,0274,0
2
2
2
2
2
2
\uf03d\uf03d
\uf03d
C
C
K
CO
COO
K
31º Questão - Os seguintes dados se aplicam a equação não balanceada: A(g) \uf044 B(g) 
Tempo (s) 0 50 100 150 200 250 
PA (atm) 2,00 1,25 0,95 0,80 0,71 0,68 
PB(atm) 0,10 0,60 0,80 0,90 0,96 0,98 
Com base nesses dados, balanceie a equação. O sistema atingiu o equilíbrio? Explique 
a A(g) \uf044 b B(g) 
início 2 0,10 
 
Com o tempo a pressão de A diminui e a pressão de B aumenta 
 
equilíbrio 
 
2 - ax 
 
0,10 + bx 
Como foi a variação das concentrações entre o tempo 0s e o tempo 50s? 
32º Questão -A reação 2 NOBr(g) \uf044 2 NO(g) + Br2(g) atinge o equilíbrio quando 34% 
do NOBr está dissociado. Sabendo-se que a pressão total do sistema em equilíbrio é 
0,25 atm e que a reação ocorre a 150°C calcule o valor de Kc 
 
2 NOBr(g) \uf044 2 NO(g) + Br2(g) 
início a - - 
equilíbrio a \u2013 2x 2x x 
34% dissociado significa \uf0f0 (a \u2013 2x = 0,66a) 
R= 0,0821 L. atm/K.mol 
equilíbrio 0,66a 0,34a 0,17a 
c
n
p
kRTk \uf044\uf03d )(R: 2,67 x 10
-4 
Ptotal = 0,25 = 0,66a + 0,34a + 0,17a 
equilíbrio 0,14atm 0,0714atm 0,0357atm 
3
2
2
103,9
)(
)()(
2 \uf02d\uf03d\uf03d x
P
PP
K
NOBr
BrNO
p
33º Questão -Cloreto de iodo decompõe em alta temperatura em iodo e cloro 
 2 ICl(g) \uf044 I2(g) + Cl2(g) 
 O Equilíbrio é estabelecido quando as pressões parciais de ICl, I2 e Cl2 são 
respectivamente 0,43, 0,16 e 0,27 (em atmosferas). 
 A) Calcule Kp. 
B) Se uma quantidade de I2 condensa decrescendo sua pressão parcial para 0,10 
atm em qual direção a reação prosseguirá? Quais as novas pressões de equilíbrio? 
23,0
)(
))((
2
22 \uf03d\uf03d
ICl
ClI
p
P
PP
K
2 ICl(g) \uf044 I2(g) + Cl2(g) 
Situação 1 0,43 0,16 0,27 
Situação 2 0,43 0,10 0,27 
 
Novo equil. 0,43-2x 0,10+x 0,27+x 
Resposta 
PICl = 0,375 atm PI2 = 0,1275 atm PCl2 = 0,2975 atm 
34º Questão O poluente presente no ar, NO, é produzido pelos automóveis através 
da reação: 
 N2(g) + O2(g) \u21cc 2NO(g) sendo Kc= 1,7 x 10
-3 a 2300 K. Se as concentrações iniciais de 
N2 e O2 nessa temperatura são ambas 1,40 mol.L
-1 qual a concentração das três 
espécies quando o sistema atinge equilíbrio? 
 N2(g) + O2 \u21cc 2NO(g) 
 1,40 1,40 0 
 -x -x 2x 
1,40-x 1,40-x 2x 
 
\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d\uf05b \uf05d
\uf028 \uf029
\uf028 \uf029\uf028 \uf029
\uf028 \uf029
\uf028 \uf029
\uf028 \uf029
Lmolx
xx
xx
x
x
xx
x
CON
NO
KC
/028,0
041,2
058,0
2041,0058,0
240,1041,0
40,1
2
107,1
40,140,1
2
107,1
107,1
3
2
3
22
2
3
\uf03d\uf03d
\uf03d\uf02d
\uf03d\uf02d
\uf02d
\uf03d\uf0b4
\uf02d\uf02d
\uf03d\uf0b4
\uf03d\uf0b4\uf03d
\uf02d
\uf02d
\uf02d
\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d \uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d LmolNO
ON
LmolN
/056,0028,02
/37,1028,040,1
22
2
\uf03d\uf0b4\uf03d
\uf03d
\uf03d\uf02d\uf03d
35ª Questão - A 1000K, Kp= 19,9 para a reação Fe2O3(s)+ 3CO(g) \uf044 2 Fe(s) + 3CO2(g). 
Qual a pressão parcial no equilíbrio de CO e CO2, se CO é o único gás presente 
inicialmente com pressão parcial de 0,98 atm?. 
Fe2O3(s) + 3CO(g) \uf044 2 Fe(s) + 3CO2 (g) 
Início 0,98 - 
equilíbrio 0,98 \u2013 3x 3x 
238,0
)398,0(
)3(
)(
)(
3
3
3
3
2 \uf03d\uf03d
\uf02d
\uf03d\uf03d x
x
x
P
P
K
CO
CO
p
Resposta 
PCO = 0,26 atm 
PCO2 = 0,72 atm 
36ª Questão - A 1000K o valor de Kc para reação PCl5(g) \uf044 PCl3(g) + Cl2(g) é 4,0x10
-2. 
Os compostos foram colocados em um recipiente de maneira que as concentrações 
iniciais de cada composto eram: [PCl5]=2x10
-2 molL-1; [PCl3]=3x10
-2molL-1 e [Cl2] = 
5x10-2molL-1. Baseado nessas informações descubra se o sistema se encontra em 
equilíbrio e em caso negativo determine as concentrações dos compostos quando o 
equilíbrio for atingido 
PCl5(g) \uf044 PCl3(g) + Cl2(g 
início 2 x 10-2 3 x 10-2 5 x 10-2 
Q > Kc 
equilíbrio 2 x 10-2 + x 3 x 10-2 - x 5 x 10-2 - x 
Resposta 
[PCl5] = 0,026 mol.L
-1 [PCl3] = 0,024 mol.L
-1 [Cl2] = 0,044 mol.L
-1 
37º Questão Na reação 2SO2(g) + O2(g) \u21cc 2 SO3(g), 0,455 mol de SO2, 0,183 mol de O2, 
e 0,568 mol de SO3 são introduzidos simultaneamente em um recipiente de 1,9 L a 
1000 K. Se Kc é 2,8 x 10
2, essa mistura está em equilíbrio? Se não está, em qual 
direção deve ocorrer uma mudança? 
 2SO2(g) + O2 \u21cc 2SO3(g) 
 0,239 0,096 0,299 
 -2x -x 2x 
0,239-x 0,096-x 0,299+2x 
 \uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d \uf05b \uf05d
\uf028 \uf029
\uf028 \uf029 \uf028 \uf029
produto o para se-desloca Sistema
 
280
3,16
096,0239,0
299,0
2
2
2
2
2
2
3
CC
C
C
C
KQ
K
Q
OSO
SO
Q
\uf03c
\uf03d
\uf03d
\uf03d\uf03d
\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d LmolSO
LmolO
LmolSO
/299,0
9,1
568,0
/096,0
9,1
183,0
/239,0
9,1
455,0
3
2
2
\uf03d\uf03d
\uf03d\uf03d
\uf03d\uf03d
\uf028 \uf029
\uf028 \uf029 \uf028 \uf029xx
x
x
x
x
eqso
eqo
eqso
\uf02d\uf02d
\uf02b
\uf03d
\uf02b\uf03d
\uf02d\uf03d
\uf02d\uf03d
096,02239,0
2299,0
280
299,0P
096,0P
2239,0P
2
2
 
 
 
3
2
2
38º Questão A reação de decomposição do HF ocorre de acordo com a reação: 
2HF(g) \u21cc H2(g) + F2(g) 
Quando o sistema reacional atinge o equilíbrio as concentrações dos compostos são 
[H2]= 0,05mol L
-1, [F2] = 0,01 mol L
-1 e [HF] = 0,40 mol L-1. Se 0,20 mol de F2 é 
adicionado à mistura em equilíbrio quais devem ser as novas concentrações dos 
compostos quando o equilíbrio for novamente atingido? Considere o volume do 
recipiente reacional igual a 5,0 L. 2HF(g) \u21cc H2(g) + F2(g) 
 0,40 0,05 0,01 
 0 0 0,04 
 0,40 0,05 0,05 
 +2x -x -x 
0,40+2x 0,05-x 0,05-x 
 
\uf05b \uf05d Lmol
L
mol
F
Adicionado
/04,0
5
2,0
sistema ao adicionado é F de mol 0,20 Se
2
2
\uf03d\uf03d
\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d
\uf05b \uf05d
\uf028 \uf029\uf028 \uf029
\uf028 \uf029
3
2
2
2
10125,3
4,0
01,005,0
/40,0
/01,0
/05,0
\uf02d\uf0b4\uf03d\uf03d
\uf03d
\uf03d
\uf03d
CK
LmolHF
LmolF
LmolH
\uf028 \uf029
\uf028 \uf029
Lmolx
x
xx
x
x
x
x
/025,0
028,0112,1
05,0112,0022,0
240,0
05,0
056,0
240,0
05,0
103,125
2
2
3-
\uf03d
\uf03d
\uf02d\uf03d\uf02b
\uf02b
\uf02d
\uf03d
\uf02b
\uf02d
\uf03d\uf0b4
39º Questão Quando a reação H2(g) + I2(g) \u21cc 2HI(g) está em equilíbrio a 175 K as 
pressões parciais de H2, I2 e HI são, respectivamente, 0,958, 0,877 e 0,02 atm. Qual 
será a massa de HI (no equilíbrio) obtida a partir da mistura de 126,9g