Resumo agentes públicos
20 pág.

Resumo agentes públicos


DisciplinaDireito Administrativo I54.728 materiais994.475 seguidores
Pré-visualização4 páginas
Coisas de prova:
RESUMÃO:
Hely: 
Agentes políticos: Legislativo / Chefe do Executivo e auxiliares diretos / Somente magistrados / Carreira diplomática
Agentes administrativos: Estatutário / CLT / Temporário / Resto do Judiciário
Agentes honoríficos: Tribunal do Júri / Mesários
Agentes delegados: Concessionários / Permissionários / Autorizados/ Tabelião / Leiloeiro / Intérprete
Agentes credenciados: Representantes do Estado / Advogados contratados pelo Estado
Di Pietro:
Agentes políticos: Legislativo / Chefe do Executivo e auxiliares diretos
Servidores públicos: Estatutários / CLT / Temporário / Todos do Judiciário / Magistrados e MP (especiais)
Militares: Militares federais e dos estados
Particulares em colaboração: Delegados + Credenciados do Hely
DICA: AGENTE PÚBLICO É GÊNERO, que inclui todos os outros subgêneros, então, se a questão já vier perguntando quem é agente público, praticamente todo mundo que presta algum serviço público vai ser agente (de acordo com a definição da lei 8429).
E É SOMENTE PESSOA FÍSICA!
Q305161 A sociedade empresária privada em colaboração com o poder público, o jurado e o militar são exemplos de agentes públicos. 
Parte superior do formulário
FALSO. Sociedade empresaria não vai ser agente público POIS AGENTE PÚBLICO SOMENTE PESSOA FÍSICA!
Q377392 Apenas por meio de prévia aprovação em concurso de provas ou de provas e títulos, poderá o cidadão brasileiro ter acesso aos cargos e empregos públicos.
FALSO. Essa é uma pegadinha clássica:
I) NEM TODO cargo público depende de concurso, porque existem cargos públicos em comissão.
II) Entretanto TODO emprego público depende de concurso.
Q372654 O militar é considerado agente público para efeito da Lei de Improbidade Administrativa. Todavia, não é considerado servidor público para efeito de regime jurídico.
CORRETO. Lembrar que 8112 é RJ dos servidores CIVIS 
I) Se for militar não é servidor público não , chama de \u201cmilitar\u201d mesmo.
Cargo, Emprego, Função
Definições
Cargo público: é o conjunto de atribuições e responsabilidades previstas na estrutura organizacional que devem ser cometidas a um SERVIDOR.
Q601950 O cargo público, definido como o conjunto de atribuições e responsabilidades incumbidas ao servidor, é criado por lei para provimento em caráter efetivo ou em comissão.
Q162328 Na administração pública, os cargos públicos podem ser classificados como cargo em comissão, cargo efetivo e cargo vitalício. São exemplos de cargos vitalícios os de juiz e de promotor de justiça
Q134835 O cargo público é renunciável a qualquer tempo. Sendo assim, o servidor pode exonerar-se do cargo efetivo que ocupa quando julgar conveniente, não cabendo à administração questioná-lo a respeito dos motivos que o levaram a tomar esta atitude
Q381831 Todo cargo público é condicionado à adoção de regime jurídico estatutário.
Deu CORRETO. Ou seja , CESPE está adotando aqui o sentido estrito \u2013 cargo público é aquela definição da lei 8112 e acabou.
I) CARGO público é ocupado por SERVIDOR público. 
II) EMPREGO público é ocupado por EMPREGADO público.
Q351135 CESPE considera que é VEDADO criar cargo em comissão para funções eminentemente técnicas 
Para tal deve-se usar cargos de provimento efetivo.
Q305151 É inconstitucional lei distrital que crie cargos em comissão para o desempenho de atividades da administração pública, sejam elas rotineiras ou meramente técnicas. 
CORRETO. Mais uma para confirmar essa visão que é vedado criar cargo em comissão para atividades rotineiras ou eminentemente técnicas.
O emprego público é uma unidade de atribuições que se distingue do cargo público principalmente por vincular o agente ao Estado por um contrato de trabalho sob o regime celetista.
Q279984 O emprego público é uma unidade de atribuições que se distingue do cargo público principalmente por vincular o agente ao Estado por um contrato de trabalho sob o regime celetista
Q487392 O empregado público, admitido mediante concurso público, não está sujeito a estágio probatório nem a demissão sem justa causa.
CORRETO. Estágio probatório é certo que não tem, pois só adquire estabilidade servidor público. Demissão sem justa causa é porque o STF diz que a demissão de empregado público deve ser MOTIVADA.
Q274836 Diferentemente do ocupante de cargo público efetivo, que possui vínculo estatutário com a administração pública, o ocupante de emprego público tem com a administração um vínculo contratual, sob a regência da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
CORRETO. Aqui mostra como o CESPE diferencia cargo público de emprego público. (Falou Cargo = ESTATUÁRIO).
Função pública: É assim denominado o conjunto de responsabilidades e atividades a serem desempenhadas por um agente público, às quais não corresponde necessariamente um cargo, emprego ou mandato público
O que mais cai em prova sobre função pública são os servidores TEMPORÁRIOS. Eles sim são ocupantes de funções públicas.
Investidura, Posse
INVESTIDURA E POSSE
CF art. 37 
I -  os cargos, empregos e funções públicas são acessíveis aos brasileiros que preencham os requisitos estabelecidos em lei, assim como aos estrangeiros, na forma da lei;
II -  a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração;
V -  as funções de confiança, exercidas exclusivamente por servidores ocupantes de cargo efetivo, e os cargos em comissão, a serem preenchidos por servidores de carreira nos casos, condições e percentuais mínimos previstos em lei, destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e assessoramento;
Lei 8112 Parágrafo único.  Os cargos públicos, acessíveis a todos os brasileiros, SÃO CRIADOS POR LEI, com denominação própria e vencimento pago pelos cofres públicos, para provimento em caráter efetivo ou em comissão.
Na 8112: Art. 5º São requisitos básicos para investidura em cargo público:
I - a nacionalidade brasileira;
II - o gozo dos direitos políticos;
III - a quitação com as obrigações militares e eleitorais;
IV - o nível de escolaridade exigido para o exercício do cargo;
V - a idade mínima de 18 anos;
VI - aptidão física e mental
Q320729 Apesar de cargo, emprego e função designarem realidades diversas, a investidura, em qualquer uma dessas hipóteses, depende da aprovação em concurso público
FALSO. O CESPE COBRA MUITO essa mesma pegadinha. Sempre coloca \u201cfunção no meio\u201d. Não existe nomeação para função, muito menos concurso para função.
Q294611 Os cargos públicos, acessíveis a todos os brasileiros, são criados por lei, com denominação própria e vencimento pago pelos cofres públicos, para provimento em caráter efetivo ou em comissão
Extinção do cargo
SOBRE A EXTINÇÃO DO CARGO OU DEMISSÃO POR EXCESSO DE DESPESA
§ 3º Extinto o cargo ou declarada a sua desnecessidade, o servidor ESTÁVEL ficará em disponibilidade, com remuneração proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado aproveitamento em outro cargo.
Art. 169 § 3º Para o cumprimento dos limites estabelecidos com base neste artigo, durante o prazo fixado na lei complementar referida no caput, a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios adotarão as seguintes providências: 
I - redução em pelo menos vinte por cento das despesas com cargos em comissão e funções de confiança; 
II - exoneração dos servidores não estáveis. 
§ 4º Se as medidas adotadas com base no parágrafo anterior não forem suficientes para assegurar o cumprimento da determinação da lei complementar referida neste artigo, o servidor ESTÁVEL poderá perder o cargo, desde que ato normativo motivado de cada um dos Poderes especifique a atividade funcional, o órgão ou unidade administrativa objeto da redução de pessoal
Q150753 O cargo público ocupado por servidor concursado e estável pode ser