A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
166 pág.
Manual de Arborização web

Pré-visualização | Página 19 de 31

que a salinidade provoca uma série de efeitos negativos às es-
truturas metálicas e de alvenaria como corrosão, menor tem-
po de vida dos materiais e maior necessidade de manutenção. 
Além das construções, o ambiente litorâneo representa tam-
bém adversidades para as plantas: ventos fortes, alta sa- 
linidade, inundações salinas ocasionais ou periódicas, solos 
arenosos pobres em nutrientes e que permitem o rápido es-
coamento da água. Por esses motivos a seleção das espécies 
para o plantio na orla marítima deve ser ainda mais criterio-
sa. Apenas as árvores originárias de restinga (veja o item da 
vegetação natural de Salvador) devem ser cultivadas, porque 
elas apresentam diversas adaptações aos estresses ambientais 
litorâneos. 
Este manual indica muitas espécies tanto de pequeno como 
médio e grande porte que podem ser plantadas na orla de Sal-
vador, além de palmeiras para compor o paisagismo. Muito 
importante é que as mudas a serem plantadas na orla venham 
de sementes de árvores (espécimes) que vivem em ambiente 
litorâneo. 
Além da seleção de espécies oriundas da restinga, outros 
cuidados poderão ser necessários para as mudas plantadas à 
beira-mar, como a instalação de tutor mais forte para susten-
tar a planta diante dos ventos e a colocação de cobertura mor-
ta para manter a umidade do solo e evitar o seu ressecamento. 
87
88
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Araçazinho
(Calycolpus legrandii)
Família: MYRTACEAE
Ambiente de origem: restinga
Folhagem: perene
Porte: pequeno (cerca de 3m de altura)
Locais de plantio: ruas, praças, jardins e orla marítima.
Delicada arvoreta com tronco avermelhado, folhas simples, 
cartáceas e lustrosas, flores brancas com sépalas (parte da 
flor normalmente verde) persistentes, que adquirem co-
loração avermelhada após a queda das pétalas; os frutos 
(pequenas goiabas) são indeiscentes e consumidos pela fauna 
silvestre. 
89
Angelim-da-Praia
(Andira nitida)
Família: LEGUMINOSAE
Ambiente de origem: florestas estacional semidecidual e om-
brófila; restinga
Folhagem: perene
Porte: pequeno a médio (5 a 12 m de altura)
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, estacionamentos, orla 
marítima.
Sua copa globosa, com folhas compostas por folíolos cartá-
ceos, glabros e brilhantes, proporciona sombra densa e bele-
za aos olhos dos apreciadores; as flores róseas são delicadas 
e os frutos são consumidos por morcegos, que fazem a dis-
persão das sementes.
90
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Baba-de-Boi
(Cordia superba)
Família: BORAGINACEAE
Ambiente de origem: floresta ombrófila
Folhagem: perene
Porte: pequeno a médio (4 a 10 m de altura)
Locais de plantio: ruas estreitas ou amplas, praças, parques e 
jardins.
Graciosa é um dos adjetivos desta árvore com copa globosa, 
folhas simples, belas flores brancas brilhantes e frutos globo-
sos, comestíveis, com mucilagem pegajosa, daí o seu nome 
comum.
91
Cajueiro
(Anacardium occidentale)
Família: ANACARDIACEAE
Ambiente de origem: restinga
Folhagem: perene
Porte: pequeno a médio (5 a 10 m de altura)
Locais de plantio: praças, jardins, orla marítima, em grandes 
áreas pelo fato de ser esgalhada; mas mediante podas pode 
ser plantada em ruas.
Árvore normalmente esgalhada e com tronco curto, folhas 
simples com forte odor de terebintina; as flores brancas ou 
rosadas são delicadas e perfumadas; os cajus (pseudofrutos) 
apresentam variada coloração e são comestíveis, assim como 
os frutos torrados, a castanha-de-caju.
92
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Camboatã-de-Restinga
(Matayba discolor)
Família: SAPINDACEAE
Ambiente de origem: floresta ombrófila; restinga
Folhagem: perene
Porte: pequeno a médio (4 a 8m de altura)
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, orla marítima.
Árvore com sombra densa formada por folhas compostas 
brilhantes, os ramos podem ser muito baixos e caídos, ne-
cessitando de podas quando plantada em vias públicas. As 
flores são pequenas e os frutos são deiscentes e mostram 
sementes com mucilagem apreciadas pela avifauna.
93
Cambuí
(Myrcia guianensis)
Família: MYRTACEAE
Ambiente de origem: restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno a médio (6 a 12 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, orla marítima.
Árvore com tronco estriado e copa elipsoide (altura 
maior do que o diâmetro, o que facilita a combinação com 
outras espécies, de copa aberta); folhas simples, cartáceas; 
flores brancas e frutos que atraem a avifauna. 
94
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Carobinha
(Jacaranda obovata)
Família: BIGNONIACEAE
Ambiente de origem: restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno porte (3 a 6 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, orla marítima.
Esta graciosa árvore apresenta folhas compostas, recortadas 
e glabras; suas flores lilases são levemente perfumadas e atra- 
em beija-flores, os frutos são secos e deiscentes, liberando 
sementes aladas. 
95
Chuva-de-Ouro
(Cassia ferruginea)
Família: LEGUMINOSAE
Ambiente de origem: floresta ciliar, estacional semidecidual 
e ombrófila. 
Folhagem: decídua.
Porte: médio (7 a 12 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, orla marítima.
Árvore com folhas compostas por folíolos brilhantes e 
belíssimos cachos de flores perfumadas. Esta é a nossa chu-
va-de-ouro nativa, tão bela quanto a sua irmã da Ásia (Cas-
sia fistula) , da qual pode ser diferenciada pelo tamanho dos 
folíolos, que em C. ferruginea são menores e mais delicados.
96
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Fruta-de-Pomba 
(Erythroxylum passerinum)
Família: ERYTHROXYLACEAE
Ambiente de origem: floresta ombrófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno porte (3 a 6 m de altura).
Locais de plantio: encostas, ruas, praças, jardins, orla marítima.
Arvoreta graciosa com folhas simples, flores brancas e frutos 
vermelhos, quando maduros, que atraem aves, vindo daí o 
seu nome comum.
97
Ipê-Branco
(Tabebuia elliptica)
Família: BIGNONIACEAE
Ambiente de origem: restinga. 
Folhagem: decídua.
Porte: médio (3 a 21 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, estacionamentos, orla 
marítima.
Árvore que apresenta tronco esbranquiçado; folhas compos-
tas, palmadas, com 3 a 5 folíolos coriáceos; as belas flores 
brancas possuem a garganta amarelada; os frutos são cápsu-
las alongadas deiscentes com muitas sementes aladas. 
98
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Ipê-Rosa 
(Handroanthus selachidentatus)
Família: DECIDUA.
Ambiente de origem: floresta ombrófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: médio (6 a 10 m de altura).
Locais de plantio: ruas, avenidas, praças, jardins.
Uma espécie do famoso e belo Ipê-Rosa; folhas compostas 
e palmadas e frutos deiscentes que desprendem sementes 
aladas.
99
Juazeiro
(Ziziphus undulata e ziziphus platyphylla)
Família: RHAMNACEAE
Ambiente de origem: floresta ciliar e estacional semideci 
dual; restinga.
Folhagem: decídua.
Porte: médio (3 a 7 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, orla marítima, encostas e mata 
ciliar.
Árvore espinescente que oferece boa sombra; folhas simples 
com margem serreada verde brilhante, delicadas flores e fru-
tos apreciados pela fauna.
10
0
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Mangue-bravo 
(Clusia nemorosa)
Família: CLUSIACEAE
Ambiente de origem: floresta estacional semidecidual e om-
brófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno a médio (3 a 8 m de altura).
Locais de plantio: