A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
166 pág.
Manual de Arborização web

Pré-visualização | Página 20 de 31

praças, jardins, especialmente orla marítima.
Árvore ou arbusto com raízes aéreas do tipo escora (pare-
cidas com árvores de mangue, vindo daí o nome comum); 
látex amarelado; dioica (flores masculinas e femininas em in-
divíduos diferentes), ambas as flores vistosas; folhas simples e 
carnosas; frutos deiscentes mostrando várias sementes com 
arilo vermelho.
10
1
Mangue-Sereno
(Bonnetia stricta)
Família: BONNETIAECE
Ambiente de origem: restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno (2 a 6 m de altura).
Locais de plantio: qualquer espaço da orla marítima com área 
permeável grande. Planta muito adaptada a solos salinos com 
inundação periódica ou constante.
Árvore ou arbusto com folhas simples, cartáceas (ou carno-
sas), glabras e concentradas no ápice dos ramos. Sua flor é 
equiparada à famosa camélia, por isso um dos seus nomes 
comuns é falsa-camélia. 
10
2
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Murici-da-Praia 
(Byrsonima sericea)
Família: MALPIGHIACEAE
Ambiente de origem: floresta ciliar e ombrófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno a grande (3 a 20 m de altura).
Locais de plantio: ruas, avenidas, praças, jardins, orla marítima.
Árvore pioneira que fornece boa sombra o ano inteiro, as 
folhas são simples, cartáceas, discolores, com a face inferi-
or levemente ferrugínea; as flores amarelo-ouro estão em 
cachos na ponta dos ramos; os frutos atraem a avifauna.
10
3Pata-de-Vaca 
(Bauhinia forficata)
Família: LEGUMINOSAE
Ambiente de origem: floresta estacional semidecidual e om-
brófila.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno a grande (3 a 20 m de altura).
Locais de plantio: ruas, avenidas, praças, jardins, orla marítima.
Esta é a nossa Pata-de-Vaca nativa, com filhas bilobadas em 
forma de casco de vaca, espinhos nos ramos e belas flores 
brancas; os frutos são deiscentes.
10
4
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Pau-Brasil
(Paubrasilia echinata)
Família: LEGUMINOSAE
Ambiente de origem: floresta estacional semidecidual e om-
brofila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno a médio (5 a 15 m de altura).
Locais de plantio: ruas, avenidas, praças, jardins, orla marítima, 
estacionamentos.
Árvore nacional do Brasil (Lei Federal 6.607/1978), com 
belo tronco avermelhado e com acúleos (protuberâncias 
semehantes a espinhos) no tronco jovem e nos ramos. As 
folhas são compostas, brilhantes, ofertando sombra espessa 
o ano inteiro; as belas flores amarelas com uma das pétalas 
avermelhada são de curta duração; os frutos espinescentes 
são deiscentes.
10
5
Pitangueira
(Eugenia uniflora)
Família: MYRTACEAE
Ambiente de origem: floresta ciliar, estacional semidecidual e 
ombrófila; restinga. 
Folhagem: perene.
Porte: pequeno (2 a 5 m de altura).
Locais de plantio: ruas, encostas, praças, jardins, orla marítima.
Delicada árvore com folhas simples brilhantes, as folhas 
jovens são avermelhadas; a floração é espetacular, mas as 
flores duram apenas um ou dois dias; os lindos frutos sulca-
dos são muito apreciados por pessoas e aves.
10
6
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Quaresmeira
(Tibouchina francavillana)
Família: MELASTOMATACEAE
Ambiente de origem: floresta ciliar; estacional semidecidual 
e ombrófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno (2 a 5 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, orla marítima, encostas 
e matas ciliares.
Árvore elegante com floração exuberante, folhas simples e 
ásperas; flores arroxeadas belíssimas; os frutos são pequenas 
cápsulas que contêm muitas sementes minúsculas. 
10
7Quina
(Coutarea haxandra)
Família: RUBIACEAE
Ambiente de origem: floresta estacional semidecidual e om-
brófila.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno (4 a 8 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins.
Árvore com copa globosa, folhas simples que oferecem som-
bra densa; flores vistosas que lhe proporcionam grande bele-
za; frutos secos deiscentes que liberam sementes aladas.
10
8
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
São-João
(Senna phlebadenia)
Família: LEGUMINOSAE
Ambiente de origem: floresta ombrófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno (2 a 6 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, orla marítima, encostas 
e matas ciliares.
Árvore ou arbusto com folhas compostas por 3 pares de 
folíolos com tricomas (pelos) ferrugíneos; flores muito visto-
sas e frutos deiscentes com muitas sementes.
10
9
Saboneteira
(Sapindus saponaria)
Família: SAPINDACEAE
Ambiente de origem: floresta estacional semidecidual e om-
brófila, mata ciliar.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno a médio (5 a 10 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, estacionamentos e 
mata ciliar.
Árvore com copa globosa e sombra densa, folhas compostas 
por folíolos glabros (sem pelos); flores pequeninas esbran-
quiçadas; os frutos indeiscentes, negros quando maduros, 
contêm saponina, característica que nomeou os nomes co-
mum e científico.
11
0
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Urucum
(Bixa orellana)
Família: BIXACEAE
Ambiente de origem: floresta ciliar, estacional semidecidual 
ombrófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno (3 a 5 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins, orla marítima, matas 
ciliares.
Árvore ou arbusto com folhas simples e glabras. Os frutos 
são curiosos e belos e sua coloração varia de marrom a ver-
melho vivo; as sementes são utilizadas como condimento e 
corante.
11
1
Amescla
(Protium heptaphyllum)
Família: BURSERACEAE
Ambiente de origem: florestas ciliar e ombrófila, restinga.
Folhagem: perene.
Porte: médio a grande (6 a 28 m de altura).
Locais de plantio: ruas, praças, jardins e mata ciliar.
O tronco da amescla libera uma resina branca muito per-
fumada e medicinal. Sua folhas são compostas, glabras (sem 
pelos), brilhantes e aromáticas; as flores são esverdeadas e 
minúsculas; os frutos com arilo branco adocicado atraem a 
avifauna.
11
2
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Biriba
(Eschweilera ovata)
Família: LECYTHIDACEAE
Ambiente de origem: floresta ombrófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: pequeno a grande (6 a 20 m de altura).
Locais de plantio: ruas largas, praças, jardins, orla marítima.
Árvore com folhas simples que fornecem sombra densa; as 
flores são perfumadas e as sementes são comestíveis. Dos 
seus ramos é feito o arco do berimbau.
11
3
Birro
(Licania littoralis)
Família: CHRYSOBALANACEAE
Ambiente de origem: floresta ombrófila; restinga.
Folhagem: perene.
Porte: médio a grande (6 a 20 m de altura).
Locais de plantio: ruas largas, praças, jardins, orla marítima.
Árvore elegante com tronco colíndrico; folhas simples e 
coriáceas; flores esbranquiçadas pequeninas; os frutos são 
consumidos pela fauna. A forma dos frutos é parecida com 
um birro ou bilro, peça de madeira utilizada para manejar os 
fios na tecedura de rendas artesanais, o que dá nome comum 
à árvore. 
11
4
M
AN
UA
L D
E 
AR
BO
RI
ZA
ÇÃ
O 
UR
BA
NA
 
20
17
Canafístula
(Peltophorum dubium)
Família: LEGUMINOSAE
Ambiente de origem: floresta estacional decidual e semide-
cidual, ombrófila.
Folhagem: perene.
Porte: grande (10 a 25 m de altura).
Locais de plantio: ruas largas, praças, jardins, orla marítima.
Árvore com floração esplêndida, flores perfumadas e belas; 
folhas compostas por folíolos pequeninos e delicados, frutos 
indeiscentes (não se abrem) com uma única semente. 
11
5Craibeira 
(Tabebuina aurea)
Família: BIGNONIACEAE
Ambiente de origem: