THAU (1)
2 pág.

THAU (1)


DisciplinaHistória e Teoria da Arquitetura154 materiais3.892 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Durante os anos 1810 e 1820 foram intensas as pesquisas 
sobre as habitações, tendo por objetivo adequá-las \u2018as 
condições criadas pela Modernidade. Podemos considerar 
como fundamentais: o estudo das plantas e da organização 
dos espaços internos com o objetivo de racionalizar os usos, 
otimizar a construção e os recursos financeiros empregados; 
Com o desenvolvimento das pesquisas arqueológicas e 
principalmente com o descobrimento das cidades romanas de 
Herculano e Pompéia, que no século 79 a.C. foram destruídas 
por uma erupção do vulcão Vesúvio, existe uma reavaliação do 
mundo antigo, trazendo consequências benéficas, tais como: 
As asserções I, II e III estão corretas 
Sobre Étienne-Louis Boullée e Claude-Nicolas Ledoux: 
Todas estão corretas 
 
Quais das afirmações corresponde ao Neoclassicismo? Surge 
na segunda metade do século XVIII como reação à 
artificialidade do Barroco e Rococó. Defende a retomada da 
arte antiga, especialmente greco-romana. 
As características socioespaciais da periferia formada na cidade 
industrial ainda no século XVIII, segundo BENEVOLO, mostram 
a perda de homogeneidade social e arquitetônica da cidade 
antiga porque: Afirmações II e III estão corretas. 
A arquitetura neo-classica da segunda metade do século XVIII 
nasce a partir de uma visível preferência pela arquitetura grega 
cujo sistema construtivo é o trilitico. Essa preferência foi 
acentuada pelos escritos de LAUGIER sobre a cabana primitiva, 
a despeito das polêmicas entre os artistas e estudiosos que 
preferiam a arte romana com seu sistema arqueado. Contudo, 
essa simplificação construtiva e formal tinha o intuito de: 
Retornar à arquitetura da antiguidade, preferencialmente a 
grega que representava a ideia de democracia; 
Segundo TOMEI, "A civilização grega representa o exemplo 
perfeito de desenvolvimento harmonioso do homem; a 
perfeição dos gregos não era somente estética, mas também 
ética e civil." (TOMEI, 2010) Em tempos de Revolução Francesa, 
a aproximação da arquitetura com as formas e princípios 
construtivos gregos tinha o intuito de: Utilizar a arquitetura 
grega como referência simbólica da ideia de democracia. 
Com o desenvolvimento das pesquisas arqueológicas e 
principalmente com o descobrimento das cidades romanas de 
Herculano e Pompéia, que no século 79 a.C. foram destruídas 
por uma erupção do vulcão Vesúvio, existe uma reavaliação do 
mundo antigo, trazendo consequências benéficas, tais como: 
As afirmações I, II, III e IV estão corretas; 
O século XIX apresenta uma série de novas ideias sobre a 
ocupação do território e de como a nova realidade industrial 
deveria ser enfrentada para melhorar a vida dos trabalhadores. 
De 1817 até 1820, um rico industrial inglês Robert Owen 
apresenta ao governo central sua proposta para assentar 1.200 
famílias. Sua proposta considerava assentá-las em um terreno 
agrícola de 500 hectares. A estrutura desse assentamento 
tornava as famílias autossuficientes e de todos os programas 
inseridos na proposta só faltaram os tribunais e as prisões, 
porque essa nova sociedade não precisaria dessas estruturas, 
nos diz BENEVOLO (1993). Somente as alternativas II e III estão 
corretas. 
O Barão de Haussmann foi responsável pela reforma da cidade 
de Paris. Foi prefeito de 1853 a 1870. Realiza uma série de 
intervenções na cidade com o intuito de melhorar as condições 
higiênicas da cidade, mas também com o objetivo de eliminar 
ruas estreitas e becos que favoreciam insurreições como as de 
1848. Segundo TOMEI (2010), as intervenções podem ser 
resumidas em cinco tipologias:Paris já tinha mais de um 
milhão de habitantes, por isso as obras eram tão importantes; 
Destaca-se no Plano de Expansão e Reforma da cidade de 
Barcelona, elaborado pelo engenheiro Ildefonso Cerdá: O rigor 
no trato das questões técnicas e das questões políticas, 
solucionando problemas relacionados à salubridade, à 
circulação e ao acesso universal à cidade. 
 
Nas primeiras décadas do século XIX, Charles Fourier foi o 
idealizador do Falansterio. É uma estrutura monumental, com 
um pátio central e vários pátios menores. Essa estrutura serviu 
de referência para vários países como a própria França, Rússia, 
Algeria e Estados Unidos, segundo BENEVOLO (1993). O mais 
conhecido é o Familisterio que Godin realiza para seus 
operários. Essas estruturas, segundo BENEVOLO (1993), são o 
oposto teórico da cidade liberal, pois deslocam o tema da 
liberdade individual para a organização coletiva, e deslocam 
para a esfera pública todos ou quase todos os aspectos da vida 
familiar e social. Com essas premissas, podemos afirmar: As 
afirmações I, e III são corretas 
 
A cidade industrial no século XIX é resultado das mudanças 
técnicas e estéticas ocorridas após a Revolução Industrial. A 
respeito desse período, analise as afirmações a seguir e 
assinale a alternativa correspondente. Apenas as afirmações I 
e IV estão certas. 
O urbanismo, disciplina que estuda a cidade e planeja sua 
formação e crescimento, desenvolveu-se entre os séculos XIX e 
XX. Ela nasceu da necessidade de enfrentar 
metodologicamente os graves problemas determinados pelo 
fenômeno urbano causado pela Revolução Industrial. A história 
do urbanismo mostra que: I, II e IV 
 
Com a Revolução Industrial, vários são os fatores que 
promovem mudanças no cenário das cidades. Em relação à 
infraestrutura urbana, analise as afirmações abaixo e assinale a 
alternativa correta: As alternativas I, III e IV estão corretas. 
 
As cidades de Paris, Barcelona e Viena passaram por grandes 
processos de transformação urbana no século XIX. Sobre a 
caracterização destes processos é correto afirmar que se 
tratam respectivamente de: Reforma urbana, Expansão 
urbana, Expansão urbana 
A arquitetura de Boullée e de Ledoux tem em comum: A 
recusa à cega obediência à arquitetura da Antiguidade 
Clássica e a procura de um novo classicismo, baseado nas 
ideias de proporção e harmonia e no emprego de formas 
geométricas sem excessos decorativos 
 
As propostas de Owen e Fourier para a cidade industrializada 
do século XIX têm as seguintes características: baseiam-se em 
modelos ideais de comunidades, que sintetizem cidade e 
campo e possam atender às exigências de organização do 
homem. 
A postura de Ruskin em relação ao debate cultural na cidade 
do século XIX é de crítica à produção artística de seu tempo, 
condenação do sistema industrializado de produção de 
objetos, desejo de reforma das artes aplicadas inspirado em 
métodos da Idade Média. 
Entre 1851 e 1870, uma série de circunstâncias favoráveis, 
entre elas a existência da lei sobre a expropriação de 1840 e da 
lei sanitária de 1850, permitem a Georges Eugène Haussmann, 
prefeito de Paris e circunvizinhanças, realizar um grande 
programa de transformações no espaço urbano de Paris. l 
(evidenciava a grandiosidade das ruas largas e obras feitas para 
suportar décadas de crescimento populacional). Também é 
possível classificar o estilo adotado na reforma de Paris como: 
Urbanismo neoconservador. 
O urbanismo, disciplina que estuda a cidade e planeja sua 
formação e crescimento, desenvolveu-se entre os séculos XIX e 
XX. Ela nasceu da necessidade de enfrentar 
metodologicamente os graves problemas determinados pelo 
fenômeno urbano causado pela Revolução Industrial. A história 
do urbanismo mostra que: uma cidade industrial cuja 
estrutura estava determinada pelas exigências de uma 
comunidade totalmente integrada na função industrial foi 
projetada por Tony Garnier. 
As afirmações abaixo estão corretas, EXCETO a da 
alternativa: Com o Art Nouveau (Victor Horta, Henry van de