A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Tradução RESUMO

Pré-visualização | Página 1 de 1

Paola Luiz Casteler 
 
TRADUÇÃO 
 Ao sair da membrana, o IF4E tem afinidade com a subunidade menor do 
ribossomo que se liga no RNAt da metionina. Eles irão se acoplar e se ligar no 
RNAm. O fator de iniciação vai começar a se deslocar pelo RNAm até 
reconhecer a metionina (AUG) ou códon de iniciação. 
o O deslocamento vai parar, a subunidade menor vai alterar sua 
conformação e permitir que a maior se junte a ele, e assim o 
ribossomo está montado sobre a fita de RNAm 
 A partir daí o sítio P vai ser ocupado pelo RNAt da metionina e o sítio A vai ser 
ocupado pelo RNAt que contém o aminoácido correspondente ao códon 
seguinte, aí o RNA vai formar uma ligação peptídica entre os aminoácidos. 
 O primeiro RNAt vai se desligar e deixar ali a metionina e o ribossomo vai 
andar, deixando livre o sítio A para que o processo se repita até chegar o 
primeiro códon de parada. 
 Quando chegar o códon STOP, não existe RNAt que o reconheça. O fator de 
liberação vai entrar no sítio A e induzir uma alteração na conformação do 
ribossomo, que vai clivar a proteína e liberar ela. 
 Após a síntese proteica, vai ocorrer a separação das subunidades do 
ribossomo, existem complexos proteicos que reconhecem a subunidade 
menor e nela se ligam uma RNAt – sempre o carregado com metionina. 
Começa tudo de novo. 
 
Subunidade menor + RNAt – metionina tem afinidade pelo IF4E (que protege a extremidade 5’ 
do RNAm quando sai do núcleo) 
 Toda proteína começa com aminoácido metionina 
 Vários ribossomos sintetizam proteínas do mesmo RNAm, ou seja, são produzidas 
várias cópias de proteína 
 
DIFTERIA: 
 Bactéria que produz toxina diftérica, que impede a síntese de proteínas nas nossas 
células 
 Essa toxina impede que o RNAt se ligue no ribossomo 
 Ela vai no ribossomo, modifica quimicamente o sítio A, como se ele fechasse e o RNAt 
não consegue mais se ligar 
 Modifica o ribossomo e sai 
 Interesse como arma biológica 
 Pessoas são vacinadas 
 Lesões na boca – precisa de lesões para a bactéria entrar 
ANTIBIÓTICOS: 
 Alguns conseguem parar a síntese proteica 
 Penicilina: impede a formação da parede celular da bactéria. Nem todo antibiótico 
atua sobre a síntese proteica 
Paola Luiz Casteler 
 
 Antibiótico em excesso pode matar mitocôndrias, pois a síntese de proteína delas são 
iguais as das bactérias 
 Tetraciclina: toda vez que tem processo de mineralização, formação de dente, osso... 
se tiver tetraciclina na corrente sanguínea, ela se mistura com a matriz mineral. Como 
se pegasse cimento e colocasse tinta junto com o cimento. Pacientes que tomam 
tetraciclina durante a formação do dente, deixa-o escuro. Irreversível. 
 
CÓDIGO GENÉTICO: 
 Conjunto de caracteres que codificam alguma coisa 
o Ex.: AUG = metionina