Aula_08 2015

Aula_08 2015


DisciplinaHistoriografia Brasileira902 materiais47.574 seguidores
Pré-visualização1 página
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
Aula 8- As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
I- ESCALADA:
Examinar as principais características do pensamento historiográfico brasileiro do século XX.
Compreender a reação da historiografia brasileira ao colapso do racionalismo historiográfico.
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
II- Construindo o argumento central da aula
	- A partir da metade do século XX a cultura historiográfica ocidental passou a ser caracterizada por aquilo que se convencionou chamar de \u201ccrise do racionalismo historiográfico.
	- Esse movimento de crise relaciona-se diretamente às experiências das guerras mundiais, que esvaziaram o otimismo através do qual a modernidade se relacionou com a ciência.
		http://www.youtube.com/watch?v=VKnBLUujxgc
	-
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
Essas experiências provocaram o questionamento dos dogmas racionalistas, que desde a antiguidade representam o fundamento da cognição ocidental.
	- Obviamente, o campo da estudos históricos não ficou imune a essa crise e o estatuto científico da história foi questionado de várias formas, indo desde o \u201cgiro linguístico\u201d de Hayden White até a proposta de uma cientificidade indiciária por parte de Carlo Guinzburg.
	- De toda forma, o questionamento do estruturalismo historiográfico chegou também na historiografia brasileira.
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
III- Abrindo o Baú
As condições de recepção da crise do racionalismo historiográfico na historiografia brasileira
	- As mudanças resultantes da crise do racionalismo historiográfica não se fizeram sentir de forma imediata na historiografia brasileira. Essas transformações foram lentas e sempre marcadas pelo intenso diálogo com as tradições locais e podem ser detectadas com mais precisão a partir da década de 1980.
	-
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
A inovação da historiografia foi bastante impulsionada pela consolidação das universidades, o que aconteceu na década de 1930. Em um primeiro momento, como vimos na última aula, a historiografia brasileira recebeu as influências do materialismo histórico e do paradigma da História Social, formulado nos quadros do movimento dos Annales. 
Nesse sentido, podemos afirmar que até a década de 1970, a historiografia brasileiro dialogava, por um lado, com a tradição do metodismo empirista e, por outro, com o estruturalismo social e econômico do movimento dos annales e do materialismo histórico.
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
A partir de 1980, com a expansão da pós-graduação e com o contato com os debates narrativistas do \u201cgiro linguístico\u201d, ganha cada vez mais terreno na universidade brasileiro o campo dos estudos historiográficos e as reflexões epistemológicas que vão tornar cada vez mais complexas as relações entre o historiador, a sua prática profissional e o seu objeto de estudos.
Alguns autores serão particularmente apreciados pelos historiadores brasileiros interessados na discussão narrativista:
Hayden White, Michel de Certeau, Michel Foucault, Roger Chartier.
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
Do lado brasileiro, podemos destacar os seguintes nomes:
Manoel Salgado, Lúcia Maria Paschoal Guimarães, Temístocles Cézar, Durval Muniz de Albuquerque Jr, José Murilo de Carvalho.
Todos esses autores, de alguma forma, tomam o \u201cfazer historiográfico\u201d como problema e o discurso do historiador como uma espécie de modelação do passado.
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
IV- Conclusão
De alguma forma, a historiografia brasileira, ao longo do século XX, dialogou com as transformações que caracterizaram as historiografia internacional, particularmente a europeia.
 Contudo, esse diálogo não pode ser considerado cópia, mas sim uma apropriação dinâmica efetuada de acordo com os critérios já existentes em nosso pensamento historiográfico.
Tema da Apresentação
As principais tendências historiográficas brasileiras contemporâneas \u2013 aula 08
HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA
Em um primeiro momento, nos anos finais do século XIX, os letrados brasileiros dialogaram com as propostas teóricas do metodismo positivista. Em seguida, entre os anos 1930 e 1970, os historiadores, já profissionalizados, foram marcados pelo quantitativismo da história social e do materialismo histórico. Já nos últimos anos, as pesquisas mostram a fragmentação de escalas, o ceticismo e a diversificação temática característicos da historiografia que se convencionou chamar de \u201cpós-moderna\u201d.
Tema da Apresentação