GERENCIAMENTO DE REDES- AULA 3-
21 pág.

GERENCIAMENTO DE REDES- AULA 3-


DisciplinaProjetos de Redes II4 materiais61 seguidores
Pré-visualização1 página
GERENCIAMENTO DE REDES- 
Arquiteturas, protocolos e modelo Agente/Gerente
Prof. Esp. Paulo Danilo Bezerra da Silva
PROBLEMAS COMUNS EM REDES NÃO GERENCIADAS
Congestionamento do tráfego,
Recursos mal utilizados,
Recursos sobrecarregados,
Problemas com segurança,
Etc\u2026
ARQUITETURAS DOS SISTEMAS DE GERÊNCIA DE REDES
Os componentes básicos para uma gerência de redes são:
Elementos Gerenciados: Hardware e softwares que permitam gerenciamento;
Estações de Gerência: Componente que realiza a interface homem-máquina;
Protocolos de Gerência: Forma de comunicação gerenciável e compatível entre gerente e agente;
Informações de Gerência: Insumo principal para ações preventivas ou corretivas de gerência de redes.
SISTEMA DE GÊRENCIA DE REDES
Coleção de ferramentas integradas para monitoração e controle.
Oferece uma interface única, com informações sobre a rede.
Pode oferecer também um conjunto poderoso e amigável de comandos que são usados para executar quase todas as tarefas da gerência da rede.
Permitem o monitoramento e controle de uma rede inteira a partir de um ponto central (Estação de gerência).
Composto por uma plataforma de gerência de redes (PGR) e aplicações de gerência de redes
PLATAFORMAS DE GERÊNCIA DE REDES
Sistema Operacional da gerência
Sistema único para a gerência integrada de todos os dispositivos da rede
Sobre as plataformas estão as diversas aplicações usadas pelos operadores
Contém funcionalidades comuns a várias aplicações de gerência
PLATAFORMA DE GERÊNCIA DE REDES- FUNCIONALIDADES
Interface Gráfica com o usuário.
Mapa da Rede.
Editor gráfico de topologia.
Banco de dados (SGBD).
Grande volume de dados.
Correlação entre os eventos.
Geração de relatórios.
Método padrão de consulta de dispositivos.
Coleta de informações de diversos dispositivos.
Utilização de protocolos de gerência para acesso a MIB dos dispositivos.
ARQUITETURA GENÉRICA
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
Aplicação / Gerente
Aplicação /Agente
MIB (Management Information Base) \u2013 Base de Dados de Gerência
Protocolo de Gerência
Objeto Gerenciado
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
APLICAÇÃO/GERENTE / Agente
Conectado a rede, executa o software de protocolo de gerenciamento que solicita informações dos agentes.
Também é chamado de console de gerenciamento.
Possui interface com o usuário.
Pode obter e alterar informações de gerência no agente.
Normalmente centralizada.
Comunicação com agentes através de:
Pollings
Trapings
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
APLICAÇÃO/GERENTE
Polling (varredura): processo de obtenção das informações junto ao agente em que o gerente toma a iniciativa comunicação.
Trapings (notificações): processo onde o agente toma a iniciativa de enviar ao gerente (préconfigurado) uma notificação de ocorrência de eventos anormais, previamente configurados.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
Elemento Gerenciado
Componentes da rede que precisam operar adequadamente para que a rede ofereça os serviços para os quais foi projetada
Possui um software especial chamado de AGENTE para permitir que seja gerenciado remotamente.
Agente: permite a monitoração e o controle de um componente por uma ou mais estações de gerência.
Exporta a base de dados de gerenciamento (MIB) para que o gerente tenha acesso as informações.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
Elemento ou Objeto GERENCIADO
Hardware: roteadores, switches, enlaces de comunicação, hospedeiros, nobreaks, modems, impressoras, etc.
Software: sistemas operacionais, servidores de bancos de dados, servidores Web, servidores de mail etc.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
PROTOCOLO DE GERÊNCIA.
Define as mensagens utilizadas entre o agente e gerente.
Transferência de dados entre agentes e gerente;
Realiza operações de monitoramento (Leitura) e controle (Escrita).
Tipos de Mensagens:
Leitura e Escrita
Resposta
Notificações (traps)
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
Protocolo de Gerência
Exemplo de Operações
Exemplo de operação de monitoramento (gerente-roteador): Qual é a quantidade de erros ocorrendo no fluxo de entrada na interface número 17?
\u2013 Exemplo de uma operação de controle (gerente-roteador): Desligue sua interface número 17.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
Protocolo de Gerência
Exemplo de Protocolos
SNMP (Simple Network Management Protocol), SNMPv2 e SNMPv3: Redes TCP/IP
CMIP (Commom Management Information Protocol): Modelo OSI.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
MIB
Conjunto das informações de gerência disponíveis em um agente (serão coletados e enviados ao gerente).
Define os dados que podem ser referenciados em operações do protocolo de gerência.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
MIB
Exemplos:
Informação de erro de transmissão e
Recepção em enlaces de comunicação
Status de um enlace de comunicação
Temperatura de um roteador
Tensão de entrada de um equipamento
nobreak, etc....
CLASSIFICAÇÃO DA INFORMAÇÃO
Estática: informações de configuração, que sofrem pouca ou nenhuma alteração, exemplos:
Nome dos elementos,
Localização,
Endereçamento IP,
Rotas estáticas, etc...
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
Dinâmica: relacionadas a eventos na rede, sofrendo alterações a cada instante, exemplos:
Total bytes enviados/recebidos,
Total de erros.
Tabelas de rotas dinâmicas, etc...
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GERÊNCIA DE REDES
Estatística: derivada das informações dinâmicas envolvendo conceitos como média, utilização, variância, desvio, etc...
Taxa de utilização de largura de banda
Taxa de utilização de recursos (CPU, disco, memória)
Utilização média da rede, vazão (bps), etc.
ATIVIDADE