Resumo de questões fechadas Estrutura de Concreto Armado II
11 pág.

Resumo de questões fechadas Estrutura de Concreto Armado II


DisciplinaEstruturas de Concreto Armado II453 materiais4.141 seguidores
Pré-visualização6 páginas
1. Dimensione a área de aço de uma escada de um prédio residencial com 18 ANDARES, que apresenta dois vãos paralelos, conforme figura abaixo. Os degraus tem uma ALTURA DE 16 CM E UMA LARGURA DE 28 CM. No lado interno dos degraus existe um peitoril com carga correspondente a 3,4 KN/M. Para fins de cálculo será considerado concreto C35 e aço CA-50, REGULARIZAÇÃO DE 2,5 CM feita com argamassa de cimento e areia; a laje das escadas tem espessura de 11 CM; e O PISO É DE ARENITO COM ESPESSURA DE 4 CM incluída a argamassa de assentamento; foi rebocada na parte de baixo com gesso com espessura de 2,5 CM. Obs: Para fins de cálculo considere que o carregamento dos degraus e dos patamares esteja projetado em planta, ou seja dimensões retiradas da planta baixa e não do corte, para o calculo da laje considere o vão de eixo a eixo, considerando as lajes separadas no meio, calcule o carregamento do patamar separado do carregamento dos degraus, para o calculo da altura média do degrau considere a altura da laje somada a metade da altura do degrau, para o calculo do peso próprio do degrau multiplique a altura média pelo comprimento dos degraus em projeção, considere o d\u2019 = 3,0 cm. RESPOSTA: 17,66 cm².
- Dimensione a área de aço de uma escada de um prédio residencial com 18 ANDARES, que apresenta dois vãos paralelos, conforme figura abaixo. Os degraus tem um a ALTURA DE 18 CM E UMA LARGURA DE 28 CM. No lado interno dos degraus existe um peitoril com carga correspondente a 2 KN/M. Para fins de cálculo será considerado concreto C30 e aço CA-50 regularização de 3 CM feita com argamassa de cimento e areia; a laje das escadas tem espessura de 12 CM ; e o PISO É DE GRANITO COM ESPESSURA DE 5 CM incluída a argamassa de assentamento; foi rebocada na parte de baixo com gesso com espessura de 2 CM. RESPOSTA: 15,61CM³
- Dimensione a área de aço de uma escada de um prédio residencial com 18 ANDARES, que apresenta dois vãos paralelos, conforme figura abaixo. Os degraus tem uma ALTURA DE 18 CM E UMA LARGURA DE 28 CM. No lado interno dos degraus existe um peitoril com carga correspondente a 2,5 KN/M. Para fins de cálculo será considerado concreto C25 e aço CA-50, regularização de 2,5 CM feita com argamassa de cimento e areia; a laje das escadas tem espessura de 12 CM; E O PISO É DE IPÊ ROXO COM ESPESSURA DE 3 CM incluída a argamassa de assentamento; foi rebocada na parte de baixo com gesso com espessura de 2 CM. RESPOSTA: 14,57CM²
- Dimensione a área de aço de uma escada de um prédio residencial com 18 ANDARES, que apresenta dois vãos paralelos, conforme figura abaixo. Os degraus tem uma ALTURA DE 16 CM E UMA LARGURA DE 28 CM. No lado interno dos degraus existe um peitoril com carga correspondente a 2 KN/M. Para fins de cálculo será considerado concreto C25 e aço CA-50, REGULARIZAÇÃO DE 2,5 CM feita com argamassa de cimento e areia; a laje das escadas tem espessura de 12 CM; e o PISO É DE BORRACHA COM ESPESSURA DE 5 CM incluída a argamassa de assentamento; foi rebocada na parte de baixo com gesso com espessura de 2 CM. RESPOSTA: 13,64CM²
- Dimensione a área de aço uma escada de um prédio residencial com 18 ANDARES, que apresenta dois vãos paralelos, conforme figura abaixo. Os degraus tem uma ALTURA DE 18 CM E UMA LARGURA DE 28 CM. No lado interno dos degraus existe um peitoril com carga correspondente a 2,3 KN/M.Para fins de cálculo será considerado concreto C -25 e aço CA-50, regularização de 3CM feita com argamassa de cimento e areia; a laje das escadas tem espessura de 13 CM; E O PISO É DE CERÂMICA COM ESPESSURA DE 5 CM incluída a argamassa de assentamento; foi rebocada na parte de baixo com gesso com espessura de 2 CM. Resposta: 13,86 CM²
- Calcule o momento fletor máximo (Md) de uma escada de um prédio residencial com 18 ANDARES, que apresenta dois vãos paralelos, conforme figura abaixo. Os degraus tem uma ALTURA DE 18 CM E UMA LARGURA DE 28 CM. No lado interno dos degraus existe um peitoril com carga correspondente a 2,2 KN/M. Regularização de 2,5 CM feita com argamassa de cimento e areia; a laje das escadas tem espessura de 8 CM; E O PISO É DE ARENITO COM ESPESSURA DE 4 CM incluída a argamassa de assentamento; foi rebocada na parte de baixo com gesso com espessura de 2,5 CM. RESPOSTA: 42,26 KN.M/M
- Calcule o momento fletor máximo (Mk) de uma escada de um prédio residencial com 18 ANDARES, que apresenta dois vãos paralelos, conforme figura abaixo. Os degraus tem uma ALTURA DE 18 CM E UMA LARGURA DE 28 CM. No lado interno dos degraus existe um peitoril com carga correspondente a 1,8 KN/M. Regularização de 2,0 CM feita com argamassa de cimento e areia; a laje das escadas tem espessura de 10 CM; e o piso é de CERÂMICA com espessura de 5 CM incluída a argamassa de assentamento; foi rebocada na parte de baixo com gesso com espessura de 2 CM. RESPOSTA: 30,34 KN.M/M 
- Calcule o momento fletor máximo (Mk) de uma escada de um prédio residencial com 18 ANDARES, que apresenta dois vãos paralelos, conforme figura abaixo. Os degraus tem uma ALTURA DE 18 CM E UMA LARGURA DE 28 CM. No lado interno dos degraus existe um peitoril com carga correspondente a 3,2 kN/m. Regularização de 2,5 CM feita com argamassa de cimento e areia; a laje das escadas tem espessura de 8 CM; e o piso é de arenito com espessura de 4 CM incluída a argamassa de assentamento; foi rebocada na parte de baixo com gesso com espessura de 2,5 CM. RESPOSTA: 32,69 KN.M/M 
2. O dimensionamento de peças de concreto armado submetidas a flexão partem da equação fundamental que correlaciona as tensões de compressão, na seção comprimida de concreto, e a tração descarregada na área de aço. Para simplificar estes cálculos, dispomos de várias tabelas que correlacionam as variáveis em função de coeficientes: KC e KS. Caso queiramos determinar os coeficientes KC e KS para uma altura de linha neutra de 0,35 d e para um concreto de 22 MPA, os valores seriam: RESPOSTA: KC = 3,11 CM²/KN E KS = 0,027 CM²/KN.
3. Uma sequência de três degraus ou mais é considerada escada, as dimensões dos pisos e espelhos devem ser constantes em toda a escada ou degraus isolados. Para o dimensionamento, devem ser atendidas as seguintes condições: RESPOSTA: A: 0,63 M \u2264 P + 2E \u2264 0,65 M, B: 0,28 M \u2264 P \u2264 0,32 M E C: 0,16 M \u2264 E \u2264 0,18 M. 
4. Quando se tratar de escadas ou rampas com largura igual ou superior a 2,40 m é necessário à instalação de no mínimo um corrimão intermediário, garantindo faixa de circulação com largura mínima de 1,20m. Estes corrimãos intermediários somente devem ser interrompidos quando o comprimento do patamar for superior a 1,40m. Sabendo disso, marque a alternativa que apresenta o espaçamento mínimo entre o término de um segmento e o início do segmento seguinte do corrimão. RESPOSTA: 0,80 M.
5. Marque a alternativa que apresenta, segundo a ABNT 9050 \u2013 2015, o desnível máximo para cada segmento de rampa para uma rampa com inclinação de 7%: RESPOSTA: 80 CM.
6. Para escadas com lances curvos ou mistos devem atender à ABNT NBR9077, porém é necessário que tenha uma distância da borda interna da escada, correspondente à linha imaginária sobre a qual sobe ou desce uma pessoa que segura o corrimão, conforme figura a seguir. Sendo assim, marque a alternativa que apresenta qual é esta distância. RESPOSTA: 0,55 M.
7. O dimensionamento de peças de concreto armado submetidas à flexão partem da equação fundamental que correlaciona as tensões de compressão na seção comprimida de concreto e a tração descarregada na área de aço. Para simplificar estes cálculos, dispomos de várias tabelas que correlacionam às variáveis em função de coeficientes KC e KS. Caso queiramos determinar os coeficientes KC e KS para uma altura de linha neutra de 0,35d e para um concreto de 22 MPA, os valores seriam: RESPOSTA: KC = 3,11 CM³/KN E KS = 0,027 CM³KN.³
8. É sabido que em projetos de edifícios em concreto armado há a necessidade de se verificar, em função do E.L.U - Estado Limite último, a ductilidade do elemento estrutural submetido à flexão. A altura máxima da linha neutra