A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
estudo marx (1)

Pré-visualização | Página 1 de 1

Prof. José Romulo
UNIJORGE - DIREITO – Sociologia
Alunas: Cecilia Passos dos Reis Santos (151007180);
 Camila Menezes (151006281);
 Lívia Souza Soares (151004199)
ESTUDO DIRIGIDO
O filme “Da Servidão Moderna” compara os escravos da antiguidade e os servos da idade média com os escravos modernos. De acordo com a teoria de Karl Marx tal comparação é verdadeira? Justifique sua resposta.
Sim, pois a servidão moderna retrata um cenário escravagista, onde todos se submetem ao poder dominante imposto por uma sociedade, que se destina a alienar e escravizar através da força do trabalho, onde quem trabalha mais produz bastante e suficiente para ajudar alimentar o mercado esse que por sua vez, trata de ditar o que é necessário e credibilizar marcas, propagandas e o consumo.
O que nos remete a um passado recente, pois os escravos antigos eram submetidos a trabalharem cada vez mais para produzir riquezas e nos dias atuais não é diferente, o trabalhador continua refém do trabalho que obriga todo um sistema de produção para produzir mais riquezas.
O filme “Da Servidão Moderna” é exemplar sobre quatro importantes questões que conformam a teoria de Marx: alienação, mais valia, o lumpemproletariado e o caráter anárquico da produção. Explique-os com passagens literais do livro Manifesto do Partido Comunista e, a partir do filme, exemplifique-os. 
Para Marx alienação é um processo histórico- social, no qual, o produto humano torna-se independente, se autonomiza, escapando ao controle racional e virando-se contra o seu criador. No filme a servidão moderna, um exemplo de alienação é o trabalho, no qual, o individuo aceita uma escravização voluntária correndo atrás de um trabalho, cada vez mais, alienante, que lhe parece ser dado generosamente quando estão suficientemente “domados”, ocultando as condições que são submetidas como escravos.
Lumpemproletariado, segundo Marx, é formado por segmentos sociais proletários despolitizados e imediatistas, mobilizados por meio de métodos demagógicos e populistas, por sua vez, proporciona ao Imperador uma base social de sustentação política na cidade. Um exemplo que é citado no filme é a criança, onde são vítimas desse sistema que sufoca a liberdade dela desde o berço, com objetivo de torna-las estupidas, tirando toda a capacidade de reflexão e crítica.
Mais valia, é o termo usado para designar a diferença entre o salário pago e o valor do trabalho produzido que é por sua vez, absurdamente desproporcional. Para Karl Marx o sistema capitalista representa a própria exploração do trabalhador por parte do dono dos meios de produção, na disputa desigual entre capital e proletário sempre o primeiro sai vencedor. O filme relata o trabalho como um instrumento de tortura, titulado como tal pelo sistema dominante, em que os proletários dedicam toda a energia e tempo de suas vidas para manter viva a idéia de utilidade, já que é exercendo a ato de compra que o fará continuar a viver ainda que para isso seja necessário ser escravo.
O sistema anárquico de produção não se delimita a ordens hierárquicas, Segundo o marxismo, o que cria valor é a parte do capital investida em força de trabalho, isto é, o capital variável. A diferença entre o capital investido na produção e o valor de venda dos produtos, a mais-valia, apropriada pelo capitalista, não é outra coisa além de valor criado pelo trabalho. De acordo com o filme, a produção tem um caráter abusivo, capaz de criar imitações dos alimentos- que se tornam escassos pelo mau uso do avanço da modernidade. Nesse novo espaço só há lugar para máquinas programadas, não para terra fértil. “Não são mais que organismos geneticamente modificados, uma mistura de colorantes e conservantes, de pesticidas, de hormônios e de outras tantas invenções [...]”
Considerando as manifestações retratadas no filme, pode-se dizerque elas representam a revolução pensada por Marx? Por que? 
 Sim, pois Karl Marx defendia a teoria que o trabalhador também era dono do que produzia, mas somente os burgueses tem acesso aos meios de produção. Então, a partir deste conceito era preciso criar uma “Revolução” em que o proletário também possa ter posse dos meios de produção, socializando esse capital. 
“A condição do escravo moderno dentro do sistema totalitário mercante e de evidenciar as formas de mistificação que ocultam esta condição subserviente” – Explique esta afirmação a partir do filme.
Nos países que adotaram o sistema totalitário, as pessoas comuns não tinham participação significativa na tomada de decisões do Estado. E sim, os seus líderes. Não havia a democracia- que abrange direitos e deveres do cidadão. 
No mundo moderno, as pessoas só tem deveres/ obrigações, metas a cumprir, seguem o fluxo da ordem do mercado de inovações desenfreadas. O filme mostra a ação dominante do mundo moderno, o qual utiliza o totalitarismo como meio vinculante para a plena exerção de sua função: Dominação. Porém de forma disfarçada e discreta em que as pessoas se comportam como robôs previamente programados. O cérebro que possuem presta reverência a esse Deus invisível, fazendo com que todo o seu corpo e suas vontades caminhem rentes às infinitas tendências modernas.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.