Tabaco ebook
44 pág.

Tabaco ebook


DisciplinaPreparacao de <strong>exames e Diagnosticos</strong>2 materiais3 seguidores
Pré-visualização12 páginas
Um plano de medidas para reverter a epidemia 
de tabagismo
Catalogação da Biblioteca da OMS:
MPOWER: UM PlanO dE MEdidaS PaRa REvERtER a EPidEMia dE taBagiSMO.
1. tabagismo \u2013 prevenção e controle. 2. transtorno pelo uso de tabaco 
\u2013 prevenção e controle. 3. Cessação do fumo. 4. Política de Saúde. i. 
Organização Mundial da Saúde.
iSBn 978 92 4 159663 3 (Classificação nlM:WM 290)
© Organização Mundial da Saúde, 2008
todos os direitos reservados. as publicações da Organização Mundial de Saúde 
podem ser obtidas por meio das Edições OMS, Organização Mundial da Saúde, 
20 avenue appia, 1211 genebra 27, Suíça (tel: +41 22 791 3264; fax: +41 
22 791 4857); e-mail: bookorders@order.int). as solicitações de autorização 
para reproduzir ou traduzir as publicações da OMS \u2013 tanto para venda ou para 
distribuição sem fins comerciais \u2013 devem ser encaminhadas a Edições OMS, no 
endereço supracitado (fax: + 41 22 791 4806; e-mail: permissions@who.int). 
as denominações empregadas nesta publicação e a forma como aparecem ap-
resentados os dados não implicam, por parte da Organização Mundial da Saúde, 
qualquer juízo sobre a condição legal dos países, territórios, cidades ou áreas, 
ou de suas autoridades, tampouco em relação ao traçado de suas fronteiras ou 
limites. as linhas descontínuas nos mapas representam, de forma aproximada, as 
fronteiras sobre as quais pode não haver pleno acordo.
a menção de determinadas empresas ou de nomes comerciais de certos produtos 
não implica que a Organização Mundial de Saúde os aprove ou recomende em 
preferência a outros de natureza similar que não foram mencionados. Exceto em 
caso de erro ou omissão, os nomes de produtos patenteados aparecem com a 
primeira letra maiúscula.
a Organização Mundial da Saúde adotou todas as precauções razoáveis para veri-
ficar a informação apresentada nesta publicação. Contudo, o material publicado é 
distribuído sem garantia alguma, explícita ou implícita. O leitor é responsável pela 
interpretação e pelo uso que fizer deste material e, em hipótese alguma, a Organi-
zação Mundial de Saúde será responsabilizada por qualquer dano resultante de 
sua utilização.
impresso na Suíça.
UM PlanO dE MEdidaS PaRa 
REdUziR a EPidEMia dE taBagiSMO
 MPower: UM Plano de Medidas Para redUzir a ePideMia de tabagisMo4
 
monitor Monitorar o uso de tabaco e políticas de 
prevenção
protect Proteger a população contra a fumaça 
do tabaco
offer Oferecer ajuda para cessação do fumo
Warn Advertir sobre os perigos do tabaco
enforce Fazer cumprir as proibições sobre 
publicidade, promoção e patrocínio
raise Aumentar os impostos sobre o tabaco
Índice
1 intROdUçãO
10 viSãO dO MPOWER SOBRE O COntROlE dO taBaCO
13 PlanO dE POlítiCaS E intERvEnçõES dO 
Protect: Proteger a população contra a fumaça do tabaco
Offer: Oferecer ajuda para a cessação do fumo
Warn: advertir sobre os perigos do tabaco
Enforce: Fazer cumprir as proibições sobre publicidade, promoção e patrocínio
Raise: aumentar os impostos sobre o tabaco
31 vigilânCia, SUPERviSãO E avaliaçãO dO 
33 E OS PROgRaMaS naCiOnaiS dE 
COntROlE dO taBaCO
35 COnClUSãO
36 dEFiniçõES
37 REFERênCiaS
 MPower: UM Plano de Medidas Para redUzir a ePideMia de tabagisMo6
M
ilh
õe
s 
de
 m
or
te
s 
(2
00
5)
Lower 
7
8
6
5
4
3
2
1
0
 
Outras
doenças
causadas
pelo
tabagismo* 
Cardiopatia
isquêmica
Doenças
cérebro
vascular
Infecção
do trato
respiratório
inferior
Doença
pulmonar
obstrutiva
crônica
HIV/Aids Doenças
diarréicas
Tuberculose Câncer de
traquéia,
brônquios,
pulmões
Consumo
de tabaco
O cOnsumO de tabacO é um fatOr de riscO para seis 
das OitO principais causas de mOrtalidade nO mundO
 
as áreas sombreadas indicam a proporção de 
mortes relacionadas ao tabagismo e se encontram 
coloridas segundo a coluna correspondente à 
causa de mortalidade.
* inclui câncer de boca e câncer orofaríngeo, 
câncer esofágico, câncer de estômago, câncer de 
fígado, outros tipos de câncer, assim como doenças 
cardiovasculares que não a cardiopatia isquêmica 
e as doenças cérebro vasculares.
Fonte: Mathers Cd, loncar d. Projections of 
global mortality and burden of disease from 
2002 to 2030. PloS Medicine, 2006, 3(11); e442. 
Foram obtidas informações adicionais através de 
comunicações pessoais com Mathers.
Fonte dos números revistos para Hiv/aidS: aidS 
Epidemic Update. genebra, Programa Conjunto 
das nações Unidas sobre o Hiv/aidS (OnUSida) e 
Organização Mundial da Saúde (OMS), 2007.
 MPower: UM Plano de Medidas Para redUzir a ePideMia de tabagisMo 7
introdução
O tabaco é a maior causa isolada de morte passível de prevenção no mundo atualmente, 
matando até metade dos seus consumidores. Mais de um bilhão de pessoas fumam no 
mundo todo, das quais aproximadamente 1/4 são adultos. O tabagismo mata mais de 
cinco milhões de pessoas, por ano, em todo o planeta. O consumo de tabaco continua 
a aumentar nos países em desenvolvimento devido ao crescimento constante da 
população e às agressivas campanhas de marketing da indústria do tabaco.
Se as tendências atuais continuarem neste curso, em 2030 o tabagismo matará mais 
de oito milhões de pessoas ao ano. no final deste século, haverá matado um bilhão de 
pessoas. Estima-se que mais de 3/4 dessas mortes ocorrerão em países de baixa e média 
rendas.1
O tabagismo é um fator de risco para seis das oito principais causas de mortalidade no 
mundo. Fumar causa câncer de pulmão, de laringe, nos rins, de bexiga, de estômago, 
de cólon, da cavidade oral e de esôfago, assim como leucemia, bronquite crônica, 
doença pulmonar obstrutiva crônica, cardiopatia isquêmica, derrame cerebral, aborto 
e parto prematuro, deformidades de nascimento e infertilidade, entre outras doenças. 
O resultado é um sofrimento que poderia ter sido prevenido e a perda de muitos anos 
de vida produtiva. O consumo de tabaco também gera prejuízos econômicos para as 
famílias e para os países, devido aos salários que deixam de ser recebidos, à redução da 
produtividade e ao aumento nos custos da assistência à saúde.
Frequente e equivocadamente, o tabagismo é percebido como uma opção 
exclusivamente pessoal. Contudo, este conceito é contestado pelo fato de que a maioria 
dos fumantes deseja parar quando toma consciência dos efeitos do tabaco sobre a 
saúde, mas encontra grandes dificuldades devido à natureza aditiva da nicotina. além 
disso, há uma indústria poderosa, em nível mundial, que gasta dezenas de bilhões 
de dólares anualmente em marketing, utilizando grupos de pressão e publicitários 
altamente qualificados para manter e aumentar o consumo do tabaco.2
Foi comprovado que diversas estratégias reduzem o tabagismo. Contudo, mais de 50 
anos depois de os riscos do fumo para a saúde terem sido demonstrados cientificamente, 
e mais de 20 anos depois de as evidências confirmarem o risco da fumaça do tabaco 
para não fumantes, poucos países aplicaram estratégias eficazes e reconhecidas 
para controlar a epidemia do tabagismo. isto é ainda menos provável nos países em 
 MPower: UM Plano de Medidas Para redUzir a ePideMia de tabagisMo8
Fonte: Mathers CD, Loncar D. Projections of global mortality and burden of disease from 2002 to 2030. 
PLoS Medicine, 2006, 3(11):e442.
M
or
te
s 
ac
um
ul
ad
as
 r
el
ac
io
na
da
s 
ao
 t
ab
ag
is
m
o 
(m
ilh
õe
s)
0
20
2005 2010 2015 2020 2025 2030
40
60
80
100
120
140
160
180
200
Mundo
Países em desenvolvimento
Países desenvolvidos
desenvolvimento. a indústria do tabaco se dirige especificamente às mulheres e 
aos jovens adultos destes países, pois considera que eles têm maior potencial para 
aumentar suas vendas