ATIVIDADE DISCURSIVA PRINCIPIOS DE ELETRICIDADE E MAGNETISMO
5 pág.

ATIVIDADE DISCURSIVA PRINCIPIOS DE ELETRICIDADE E MAGNETISMO


DisciplinaPrincípios de Eletricidade e Magnetismo153 materiais1.573 seguidores
Pré-visualização1 página
ATIVIDADE DISCURSIVA:
 PRINCÍPIOS DE ELETRICIDADE E MAGNETISMO
Conversão eletromecânica de energia é uma importante área da engenharia elétrica, onde as possibilidades de converter energia mecânica em energia elétrica, e vice versa, são estudadas. Geradores elétricos movidos a combustível fóssil, a energia da água (usinas hidroelétricas) e com base na energia do vento (usinas eólicas), e também os motores elétricos (que geram rotação em um eixo quando alimentados por energia elétrica) são importantes aplicações.
Discuta brevemente a lei de Faraday, a lei de Lenz e a força magnética, e explique como sua importância no contexto do funcionamento de um motor elétrico, utilizando componentes como um imã permanente, um solenoide e uma fonte de corrente alternada.
A lei de Faraday-Neumann-Lenz, que também é conhecida como lei da indução de Faraday, trata da indução eletromagnética sendo fundamental para desenvolvimento de cálculos dentro do eletromagnetismo.
De acordo com essa lei, um campo magnético interage com um circuito elétrico e com isso geram força eletromotriz.
Sobre a lei de Lenz, podemos dizer que ela descreve o sentido da corrente como sendo o oposto ao da variação do campo magnético que lhe originou.
Ainda de acordo com essa lei, se ocorre uma redução do fluxo magnético, a corrente originada dará início a um campo magnético com o mesmo sentido do fluxo magnético da fonte
 Para iniciar falando a lei de Faraday e importante que façamos um breve estudo sobre o fluxo magnético através de uma espira.
 Segunda a esquemático abaixo pode observar uma espira representada pelo circulo amarela. Neste mesmo esquemático podemos ver linhas de campo magnéticos passando por dentro dela.
Considerando:
A = areia interna da espira Vetor N = perpendicular à superfície da espira, Ângulo \u3b8 = linhas de campo magnético e o vetor normal. 
Representamos pela seguinte formula:
Fluxo magnético no interior da espira = vetor B*Aria da espira*ângulo entre campo magnético e o seguimento de reta normal. 
Lei de Faraday
 A lei de Faraday afirma que se houver variação no fluxo magnético por algum motivo no interior da espira, teremos uma força eletromotriz que gera uma corrente induzida na espira.
 Força eletromotriz media em modulo=variação do fluxo do modulo/tempo
Lei de Lenz
 Se um fluxo magnético no interior de uma espira aumenta de algum motivo, então surgira na espira uma corrente induzida, que gerará um campo magnético induzido oposto ao aumento do fluxo magnético. 
 Segundo a regra da mão direita a corrente elétrica neste caso teria sentido anti-horário, e o campo magnético e oposto ao aumento do fluxo magnético no interior da espira.
 Se, no entanto o fluxo da corrente magnética no interior da espira diminui por algum motivo, haverá uma corrente induzida na espira, que irar gerar um campo magnético que se ocupem a está diminuição do fluxo.
 Usando a mesma regra da mão direita vemos que a corrente está no sentido horário.
 Segundo Lenz o campo magnético induzido e de tal forma que sempre e oposto à variação do fluxo magnético no interior da espira, seja pela intensidade do campo magnético, seja pela variação da aria da espira, seja pela inclinação da espira em relação às linhas de campo. Se houver variação no fluxo magnético no interior da espira teremos uma corrente induzida que seja um campo magnético oposto à variação do fluxo no seu interior.
Força Magnética
 Força magnética é resultado da influência entre dois corpos de propriedades magnéticas, podendo ser ímãs ou cargas elétricas em movimento. No caso das cargas elétricas, a força magnética passa a existir quando uma partícula eletricamente carregada movimenta-se em uma região onde atua um campo magnético.
Motor elétrico
 
 Os imãs permanentes apresentam um elevado campo coercivo (Hc), e uma elevada indução remanência (Br). O Hc irar impedir que o imã seja facilmente desmagnetizado é o Br irar resultar em um fluxo magnético elevado.
 Por sua vez os imãs são importantes pois tem a função de criar o campo magnético para o conjunto funcionar, podemos dizer que sem os imãs, o motor não funcionaria.
 O solenoide também chamado de bobina longa, e um fio condutor dobrado podendo ser definido como conjunto de espiras.
 Quando a corrente elétrica passa através do solenoide (bobinas), e do campo magnético gerado pelos imãs sul e norte, e formado uma força magnética que produz torque, fazendo o motor girar.
         A corrente alternada e preciso caso haja necessidade de variação em sua velocidade. 
Nos motores elétricos, há vários enrolamentos de condutores chamados de bobinas, que quando são energizados e percorridos por uma corrente elétrica, produzem um campo magnético em torno deste condutor. Este campo magnético será variável pois a onde de corrente é senoidal. A variação deste campo induz uma força eletromotriz que é contrária à força que a originou, esta é a Lei de Faraday-Lenz.
Essas bobinas estão presentes no chamado estator do motor, que é uma parte elétrica onde as bobinas ficam fixas e produzem um campo magnético girante (por causa das três fases ligadas ao motor) que causa um torque no rotor que está ligado ao eixo que gira com velocidade definida pela construção e frequência da tensão aplicada.