Resumo Citologia - Introdução à citologia, membrana plasmática e citoesqueleto
8 pág.

Resumo Citologia - Introdução à citologia, membrana plasmática e citoesqueleto


DisciplinaCitologia Básica290 materiais736 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Introdução à Citologia 
 
\u2022 Características gerais dos vírus: 
- São parasitas intracelulares obrigatórios; 
- Há distinção entre os vírus vegetais dos animais; 
- Vírus das bactérias \u2013 Bacteriófagos 
- Possuem ácido nucleico (RNA ou DNA), proteínas 
(porção periférica; capsídeo), e alguns apresentam um 
invólucro lipoproteico a partir da membrana plasmática; 
\u2022 Rickettsia e Clamídias: 
- São células incompletas; 
- Diferem-se dos vírus por: apresentarem DNA e RNA, necessitam de suplementação pelo 
meio intracelular para formar novos descendentes e possuem membrana semipermeável; 
- São parasitas intracelulares obrigatórios, assim como os vírus; 
\u2022 Células Procariontes: 
- Seus cromossomos não são separados do citoplasma por 
membrana; 
- Compreendem as bactérias (procariotas); 
- Possuem ribossomos (poli ribossomos), dois cromossomos 
circulares idênticos (nucleóides), membrana plasmática, 
parede celular, mesossomos (as vezes) e citoplasma; 
- Cocos, diplococos, estreptococos, estafilococos, esporos 
bacterianos, bactéria flagelada, vibriões, espirilos e bacilos; 
\u2022 Células Eucariontes: 
- Possuem citoplasma e núcleo bem definidos; 
- Citoplasma: membrana plasmática, núcleo: envoltório 
nuclear; 
- Existe uma separação das atividades mas microrregiões que 
contem moléculas diferentes e executam funções 
especializadas (endomembranas); 
- Possuem as organelas: mitocôndrias, reticulo 
endoplasmático, complexo de Goldi, lisossomos, matriz 
citoplasmática/hialoplasma/citosol (separando cada estrutura 
e possui água, íons, aminoácidos e enzimas) e ribossomos; 
- Membrana plasmática com passagem seletiva; 
\u2022 Origem e evolução das células 
- Caldo primordial- moléculas inorgânicas e gases atmosféricos; 
- descargas elétricas e calor fundiram as substâncias (vapor d\u2019 agua, metano, amônia, 
hidrogênio, gás carbônico e sulfeto de hidrogênio) e formaram os primeiros compostos 
contendo carbono \u2013 aminoácidos (proteínas), nucleotídeos (ácidos nucleicos) e 
fosfolipídios (membrana); 
- Síntese probiótica (caldo primordial); 
- A primeira célula: procarionte heterotrófica anaeróbia; 
- Células autotróficas \u2013 semelhantes as algas azuis ou 
cianofíceas \u2013 fazem fotossíntese e produz clorofila; 
- Surgimento da célula eucariótica: teoria endossimbiótica - 
células procariontes englobaram bactérias devido a 
modificações evolutivas; a mitocôndria e os cloroplastos são 
derivados dessa associação; 
- Inicialmente haveria dois reinos: animal e vegetal; 
- Atualmente admite-se 5 reinos: monera (procariontes), 
protista (eucariontes unicelulares), fungi, plantae e animália; 
\u2022 Microscopia 
- Microscópio ótico (de luz) \u2013 pode ser utilizado para 
observação de células vivas; possui capacidade de 400x de ampliação; usado comumente 
em universidades; possui maior comprimento de onda (menor resolução comparado ao 
eletrônico); lentes de vidro; 
- Microscópio eletrônico \u2013 lança um feixe de elétrons para visualizar uma imagem; possui 
menor comprimento de onda (melhor resolução); microscopia eletrônica de varredura \u2013 
produz uma imagem 3D; microscopia eletrônica de transmissão \u2013 produz uma imagem 2D; 
são maiores; lentes eletromagnéticas; possui capacidade de 1000x de ampliação; 
\u2022 Técnicas histológicas 
- Técnica histológica: caracterização do tecido; 
- HE: Hematoxilina e Eosina; 
- Hematoxilina: corante básico; azul de toilidina e azul de metileno; 
- Eosina: corante ácido; Orange de acridina e fuscina ácida; 
- A hematoxilina tem atração por substâncias ácidas (basófilas) dos 
tecidos, como os núcleos e o retículo endoplasmático rugoso e ácidos 
nucleicos. Já a eosina, sendo ácida, cora predominantemente 
o citoplasma, as fibras de colágeno e outras estruturas compostas 
por substâncias com caráter básico (acidófilas); 
\u2022 Técnicas histoquímicas 
- P.A.S \u2013 evidencia o glicogênio e polissacarídeos; possui coloração rosa/lilás; 
- Alcian Blue (AB) \u2013 evidencia os grupos carboxilas e sulfatos com ph específicos; coloração 
azul claro; 
- Reação de Feulgen \u2013 evidencia o DNA das células; coloração rosa; 
 
Citologia \u2013 Membrana Plasmática 
 
\u2022 Características gerais da membrana plasmática: 
-Separa o meio intracelular (interno) do meio extracelular 
(externo); 
-Possui uma permeabilidade seletiva; 
-Possui uma bicamada lipídica - com fosfolipídios e colesterol; 
-Contém proteínas e carboidratos; 
-Modelo aceito: mosaico fluído; 
-Não é visível no microscópio ótico, apenas no eletrônico; 
-Possui uma estrutura trilaminar (unidade de membrana): duas 
lâminas eletrodensas (parte polar \u2013 grupo carboxila) e uma 
eletroluzente (parte apolar \u2013 cadeia carbônica); 
-Espessura de 7,5 à 10nm; 
 
\u2022 Particularidades: 
-Haverá dois tipos de classificação das proteínas: 
integrais ou transmembranas (atravessam a 
membrana plasmática) e periféricas (não atravessam); 
-Proteínas integrais/transmembranas podem possuir 
passagem única ou múltipla; 
-Os carboidratos sempre estarão voltados para o meio 
extracelular; 
-Quando os carboidratos estão ligados a uma proteína, 
são chamados de Glicoproteínas; 
-Quando os carboidratos estão ligados a um lipídeo, 
são chamados de Glicolipídios; 
-Glicoproteínas e glicolipídios são responsáveis pelo reconhecimento celular; 
 
\u2022 Fatores que justificam a assimetria da bicamada lipídica: 
-Composição lipídica e proteica; 
-Distribuição das moléculas de glicolipídios e 
glicoproteínas; 
-Diferenças químicas; 
-Carga elétrica; 
 
\u2022 Fatores que influenciam a fluidez da membrana: 
-Temperatura fisiológica; 
-Presença de insaturações; 
-Tamanho das caudas hidrofóbicas (apolares); 
-Presença de colesterol; 
 
\u2022 Tipos de proteínas: 
-Transportadoras; 
-Receptoras; 
-Linkers; 
-Enzimáticas; 
\u2022 Funções do glicocálice: 
-Proteção \u2013 permite distinguir o que é próprio ou não do organismo; 
-Filtração; 
-Sistema enzimático; 
-Reconhecimento celular; 
 
\u2022 Especializações da membrana plasmática: 
-Relação célula-superfície: microvilosidades, estereocílios, cílios e flagelos; 
-Relação célula-célula: junção de oclusão, junção de adesão, desmossomos e junções 
comunicantes; 
-Relação célula-matriz: m-desmossomos; 
 
\u27a2 Relação célula-superfície 
 
\u2022 Microvilosidades (microvilos): 
-São projeções da membrana celular; 
-Contém numerosos filamentos de actina; 
-Aumentam a superfície de absorção das células; 
-Possuem forma de \u201cdedos de luva\u201d e bordas estriadas; 
-Estão presentes nas paredes intestinais e nos rins; 
 
\u2022 Estereocílios: 
-São longos prolongamentos imóveis da membrana plasmática; 
-São ramificados; 
-Formados por filamentos de actina; 
-Auxiliam na maturação dos espermatozoides e são encontrados no 
epidídimo; 
 
\u2022 Cílios e Flagelos: 
-São curtos prolongamentos móveis da membrana plasmática; 
-Estão inseridos em corpúsculos basais situados no ápice da célula; 
-Possuem microtúbulos \u2013 1 par central e 9 periféricos no corpo dos 
cílios e 9 trincas periféricas nos corpúsculos basais; 
-Os cílios estão presentes na traqueia; 
-Os flagelos são únicos e longos e estão presentes nos 
espermatozoides; 
\u27a2 Relação célula-célula 
 
 
\u2022 Junção de oclusão: 
-Sempre serão as primeiras a serem encontradas; 
-Promove a vedação entre células; 
-Proteínas responsáveis: ocludinas; 
 
\u2022 Junção de adesão: 
-Sempre será a segunda a ser encontrada; 
-Aproxima as células uma as outras e a matriz extracelular; 
-Proteínas responsáveis: caderinas; 
-Possuem filamentos de actina; 
 
\u2022 Junções comunicantes: 
-Permitem o movimento de moléculas e íons de uma 
célula para