Calculo do Diferencial de Aliquota _ Aprenda de uma vez por todas
21 pág.

Calculo do Diferencial de Aliquota _ Aprenda de uma vez por todas


DisciplinaDireito Tributário I17.610 materiais263.210 seguidores
Pré-visualização4 páginas
07/03/2017 Calculo do Diferencial de Aliquota : Aprenda de uma vez por todas
http://www.contabilidadenobrasil.com.br/diferencial­de­aliquota/ 1/21
       
Início Fiscal Calculo do Diferencial de Aliquota: Aprenda de uma vez por todas
INÍCIO\uf015 SOBRE\uf007 CURSOS\uf02d FERRAMENTAS\uf0ad CONTATO\uf1d7
BUSCA \uf002
ESPALHANDO CONHECIMENTO
QUERO RECEBER \uf0a9
\uf003 Insira seu email aqui ...
\uf015 \uf107 \uf107
CALCULO DO DIFERENCIAL DE ALIQUOTA: APRENDA
DE UMA VEZ POR TODAS
\uf007 JARMAS V ITER  \uf073 22 DE SETEMBRO DE 2015  \uf075 16 COMMENTS  \uf07c FISCAL
 \uf09a 4786 \uf099 \uf0d5 15 \uf0d2 1 \uf0e1 63 4865
Temos algumas vagas disponíveis para o Curso Completo da Escrita Fiscal 2.0 
INSCREVA-SE AQUI \uf0a9
\uf057
07/03/2017 Calculo do Diferencial de Aliquota : Aprenda de uma vez por todas
http://www.contabilidadenobrasil.com.br/diferencial­de­aliquota/ 2/21
O QUE É O DIFERENCIAL DE ALIQUOTA?
Uma operação muito corriqueira em todos escritórios de contabilidade e empresas, mas
que ainda surgem dúvidas em meio aos seus processos, afinal, o que é o diferencial de
aliquota e quando ele é devido?
Quer ter uma leitura focada? Um pouco acima do titulo da pagina ao lado
direito, clique em\u201c
Temos algumas vagas disponíveis para o Curso Completo da Escrita Fiscal 2.0 
INSCREVA-SE AQUI \uf0a9
\uf057
07/03/2017 Calculo do Diferencial de Aliquota : Aprenda de uma vez por todas
http://www.contabilidadenobrasil.com.br/diferencial­de­aliquota/ 3/21
O diferencial de aliquota é devido nas compras de mercadorias para uso e consumo
assim como bens do ativo 
imobilizado. Isto acontece devido ao fim da movimentação deste produto, sendo para o
consumo final,  este recolhimento é a forma do Estado de recolher seu imposto, já
que não haverá movimentação posterior relacionado a esta compra.
Em São Paulo esta situação é tratada de uma maneira diferente, se a empresa é do Lucro
real ou Presumido a regra é geral sendo devido apenas para compras de uso e consumo
ou para o ativo imobilizado.
Caso a empresa seja Optante pelo Simples Nacional e se a mercadoria não for da
Substituição Tributária é devido o Diferencial de Alíquota de acordo com o artigo 115
inciso XV-a alínea a, também deve ser analisado a alíquota interna do produto no estado,
pois se tiver a mesma alíquota não será devido, as alíquotas podem ser consultadas nos
artigos 52, 53 e 54 do Regulamento de ICMS de São Paulo.
O QUE COMPÕE A BASE DE CALCULO DO
DIFERENCIAL DE ALIQUOTA
A Base de Cálculo do diferencial de aliquota é o resultado da somatória do valor dos
produtos mais o valor do IPI conforme descrito no inciso 4º artigo 12 do RCTE  conforme
descrito abaixo.
Caso se trate de um contribuinte industrial, deve-se levar em consideração se
o bem do ativo 
imobilizado será utilizado no setor produtivo ou não, pois neste caso o
diferencial de aliquota 
não é devido.
\u201c
Temos algumas vagas disponíveis para o Curso Completo da Escrita Fiscal 2.0 
INSCREVA-SE AQUI \uf0a9
\uf057
07/03/2017 Calculo do Diferencial de Aliquota : Aprenda de uma vez por todas
http://www.contabilidadenobrasil.com.br/diferencial­de­aliquota/ 4/21
Nas compras de mercadorias com benefícios fiscais é necessário que a base de calculo
seja ajustado para o calculo do diferencial.
O Convênio de ICMS 52/91 é um bom exemplo desta situação, este convênio traz em suas
clausulas primeira e segunda os percentuais efetivos das aliquota dependendo da região
que está emitindo a mercadoria.
A Clausula quinta do referido convênio garante ao contribuinte o benefício da redução da
base de cálculo para a apuração do diferencial de aliquota.
RCTE \u2013 Art. 12. Nas seguintes situações específicas, a base de cálculo do imposto é: IV \u2013 na entrada, decorrente de
operação interestadual, de mercadoria ou bem destinado ao uso, consumo final ou integração ao ativo
imobilizado do estabelecimento, o valor da operação de aquisição, acrescido do valor do Imposto sobre Produtos
Industrializados;
\u201c
§ 4º Para efeito de pagamento do diferencial de aliquota, são considerados os benefícios fiscais concedidos na
forma e condições estabelecidas para a operação ou prestação interna.\u201c
CONVÊNIO ICMS 52/91 
Cláusula primeira Fica reduzida a base de cálculo do ICMS nas operações com máquinas, aparelhos e
equipamentos industriais arrolados no Anexo I deste Convênio, de forma que a carga tributária seja equivalente aos
percentuais a seguir: I \u2013 nas operações interestaduais: a) nas operações de saída dos Estados das Regiões Sul e
Sudeste, exclusive Espírito Santo, com destino aos Estados das Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste ou ao Estado
do Espírito Santo, 5,14% (cinco inteiros e catorze centésimos por cento); b) nas demais operações interestaduais,
8,80% (oito inteiros e oitenta centésimos por cento). II \u2013 nas operações interestaduais com consumidor ou usuário
final, não contribuintes do ICMS, e nas operações internas, 8,80% (oito inteiros e oitenta centésimos por cento).
Cláusula segunda Fica reduzida a base de cálculo do ICMS nas operações com máquinas e implementos agrícolas
\u201c
Temos algumas vagas disponíveis para o Curso Completo da Escrita Fiscal 2.0 
INSCREVA-SE AQUI \uf0a9
\uf057
07/03/2017 Calculo do Diferencial de Aliquota : Aprenda de uma vez por todas
http://www.contabilidadenobrasil.com.br/diferencial­de­aliquota/ 5/21
DIFERENCIAL DE ALIQUOTA SEM REDUÇÃO NA
BASE
Diferencial de Aliquota sem redução na base de calculo
Nada melhor para aprender do que a pratica, não é mesmo? Vamos logo a um exemplo:
arrolados no Anexo II deste Convênio, de forma que a carga tributária seja equivalente aos percentuais a seguir: I \u2013
nas operações interestaduais: a) nas operações de saída dos Estados das Regiões Sul e Sudeste, exclusive Espírito
Santo, com destino aos Estados das Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste ou ao Estado do Espírito Santo, 4,1%
(quatro inteiros e um décimo por cento): b) nas demais operações interestaduais, 7,0% (sete por cento). II \u2013 nas
operações interestaduais com consumidor ou usuário final, não contribuintes do ICMS, e nas operações internas,
5,60% (cinco inteiros e sessenta centésimos por cento). Cláusula quinta Para efeito de exigência do ICMS devido em
razão do diferencial de aliquota, o Estado onde se localiza o destinatário dos produtos de que trata este Convênio
reduzirá a base de cálculo do imposto de tal forma que a carga tributária total corresponda aos percentuais
estabelecidos nas Cláusulas primeira e segunda para as respectivas operações internas.
Temos algumas vagas disponíveis para o Curso Completo da Escrita Fiscal 2.0 
INSCREVA-SE AQUI \uf0a9
\uf057
07/03/2017 Calculo do Diferencial de Aliquota : Aprenda de uma vez por todas
http://www.contabilidadenobrasil.com.br/diferencial­de­aliquota/ 6/21
Uma empresa estabelecida em MG vende uma mercadoria para outra empresa
localizada em GO, contribuinte do ICMS, e este produto será utilizado para uso e
consumo.
Aliquotas aplicadas:
aliquota aplicada nas operações interestaduais entre contribuintes com saída de
Minas Gerais para Goiás:    7%
aliquota interna do estado de GOIAS   (-)         17%
Diferencial de aliquota a ser recolhido                               10%
Sendo assim, a aliquota aplicada referente ao valor total do documento na compra de
mercadoria com saída de Minas Gerais e destino Goiás será de 10%. Simulando um
documento fiscal de R$ 1.000,00 o valor a ser pago seria de R$ 100,00.
Utilize a tabela de aliquotas Internas e Interestaduais para análise, clique aqui.
Você está gostando do artigo? Cadastre seu E-mail no formulário abaixo para ser o
primeiro a receber todas nossas atualizações. Role a página para baixo para
continuar lendo.
DIFERENCIAL DE ALIQUOTA COM REDUÇÃO NA
\uf003 Insira aqui seu E-mail
ASSINE JÁ!
\uf0a9
Temos algumas vagas disponíveis para o Curso Completo da Escrita Fiscal 2.0 
INSCREVA-SE