A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
RESUMO DE HISTOLOGIA SISTEMA MUSCULAR

Pré-visualização | Página 1 de 1

RESUMO DE HISTOLOGIA: SISTEMA MUSCULAR 
FUNÇÃO – contração > movimento ocorre por:
Miosina II > filamentos grossos 
Actina > filamentos finos 
CLASIFICAÇÃO:
Liso – sem estriações // Estriado – com estriações 
MUSCULO ESQUELÉTICO 
 Célula: fibra muscular > Multinucleada > Comprimento: 1m (sartório) a mm (estapédio) > Membrana plasmática: – Sarcolema > Citoplasma: – Sarcoplasma
 Tecido Conjuntivo: 
– Endomísio: reticulares - cada fibra 
– Perimísio: reticulares + colágeno I – fixe de fibras
– Epimísio: TDNModelado – músculo
	TIPO DE FIBRA
	CARACTRÍSTICA
	FIBRAS TIPO 1: OXIDATIVAS LENTAS 
	Alta resistência (maratonista) > fibras vermelhas 
	Fibras tipo IIa – glicolíticas oxidativas rápidas
	Glicólise anaeróbica > Espasmódica rápida> Resistente à fadiga
	Fibras do tipo IIb – glicolíticas rápidas
	Rosadas a fresco > Armazenam glicogênio> Espasmódica rápida> Propensas à fadiga > Dedos, mm extraoculares > Corredores curta distância e levantadores de peso
CONTRAÇÃO MUSCULAR 
 1 – Início no impulso nervoso até junção neuromuscular;
 2 – Liberação de acetilcolina – despolarização do sarcolema; 
 3 – Abrem canais de Na que entra na célula. 
 4- Despolarização até aos Túbulos T 
 5- Mudança de conformação das Proteínas Sensoras de Voltagem. 
 6- Liberação de Ca do Ret.Sarcoplasmático 
7- Ca liga-se a porção TnC da troponina 
 8- Ciclo de ligação entre actina e miosina é iniciado 
 9- Ca volta às cisternas do Ret. Sarcoplasmático 
MÚSCULO CARDÍACO 
Discos intercalares 
– Zônulas de adesão – Máculas de adesão (desmossomos) – Junções comunicantes
CARACTERÍSTICAS: Núcleo central Fator Natriurético Atrial Aumentados na ICCongestiva 
 Baixo poder de divisão
– Estrutura e função das proteínas contráteis são as mesmas do mm esquelético: 
 Sistema de Túbulos T maiores nos ventrículos 
 Retículo Sarcoplasmático menos desenvolvido 
 Díades: um Túbulo T e uma cisterna de Ret. Sarcoplasmático 
 Grande quantidade de mitocôndrias – Intenso metabolismo aeróbico
 
CONTRAÇÃO
1- Despolarização inicia-se nas Fibras de Purkinje até as fibras cardíacas; 
 2- Abertura das canais de Na e entrada deste nas células; 
3- Despolarização até os Túbulos T 
 4- Aberturas dos canais de Ca e aumento do Ca no sarcoplasma. 
 5- Abertura dos canais de Ca no Ret. Sarcopl. 
6- Ligação de Ca à porção TnC da troponina 
 7- Inicio do ciclo de ligação actina miosina 
 8- Retorno do Ca ao Ret. Sarcoplasmático
MUSCULO LISO 
 Sem padrão estriado > Conectadas por junções comunicantes > Núcleo central – espiralado – fibroblastos > Elementos contráteis: – Actina – Tropomiosina – Miosina – Caldesmona – Calponima
CONTRAÇÃO
• Estímulos para contração: – Impulsos mecânicos: estiramento passivo da vascularização – Despolarização elétrica: acetilcolina norepinefrina – Estímulos químicos: angiotensina II 
 
• Contração lenta e duradoura. 
 
• Secreção: – Colágeno IV, III (reticulares), elastina, proteoglic., GAGs e glicoproteínas multiadesivas. 
 
– Colágeneo I e elastina: útero gravídico
Ezequiel Marcos Clixto – Nutrição - UFGD

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.