A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
14925 . 5 - Epidemiologia e Planejamento em Saúde Animal - Unidade 2 - Avaliação On-Line 3 (AOL 3) - Questionário

Pré-visualização | Página 2 de 2

da doença, não sendo sujeita ao viés de memória, como descrito no estudo observacional de caso-controle. 
	
	
	
Pergunta 8
1 em 1 pontos
	
	
	
	A soma dos valores teóricos de todas as observações (elementos de uma mesma amostra) pelo número de observações é definida como:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	c. 
Moda.
	Respostas:
	a. 
Desvio-padrão.
	
	b. 
Regressão.
	
	c. 
Moda.
	
	d. 
Distribuição normal.
	
	e. 
Média.
	
	
	
Pergunta 9
1 em 1 pontos
	
	
	
	Em relação à prevalência e aos seus tipos, é correto afirmar que:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	b. 
Na prevalência instantânea (pontual), o número de animais doentes em um ponto no tempo (n) é dividido pelo número de animais na população em risco naquele mesmo momento (n).
	Respostas:
	a. 
Na prevalência em períodos, é efetuada a soma dos casos a partir do primeiro dia (prevalência pontual) até o final do período.
	
	b. 
Na prevalência instantânea (pontual), o número de animais doentes em um ponto no tempo (n) é dividido pelo número de animais na população em risco naquele mesmo momento (n).
	
	c. 
A prevalência pode ser classificada como instantânea (múltipla ou em série) em determinado período.
	
	d. 
A prevalência distingue somente os casos novos de forma estática, apenas sobre a frequência da doença e não sua evolução.
	
	e. 
A prevalência corresponde a um determinado estado em momento definido ou número de novas ocorrências de uma doença em uma população conhecida ao longo de um período ou num dado instante. 
	
	
	
Pergunta 10
1 em 1 pontos
	
	
	
	Os estudos observacionais de caso-controle podem ser utilizados para investigar a etiologia de doenças ou de condições relacionadas à saúde dos animais e a história natural das doenças, pois:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	d. 
Nos estudos observacionais de caso-controle, inicialmente identificam-se os animais com a doença (casos) e, para comparação, os animais sadios (controles). 
	Respostas:
	a. 
Os estudos observacionais de caso-controle estão sujeitos a dois importantes tipos de erros sistemáticos (vieses): de quantidade e de qualidade
	
	b. 
Nos estudos observacionais de caso-controle, não se determina a Odds da exposição entre casos e controles. 
	
	c. 
Os estudos observacionais de caso-controle, partem da causa ou exposição para o efeito e/ou a doença.
	
	d. 
Nos estudos observacionais de caso-controle, inicialmente identificam-se os animais com a doença (casos) e, para comparação, os animais sadios (controles). 
	
	e. 
Se existir uma associação entre a exposição e a doença, espera-se que o p value da exposição entre casos seja maior que o da observada entre os controles, incluída também a variação esperada do acaso.
	
	
	
Quinta-feira, 12 de Setembro de 2019 20h59min33s BRT