Fato Administrativo
1 pág.

Fato Administrativo


DisciplinaEconomia I34.538 materiais258.070 seguidores
Pré-visualização1 página

Fato administrativo



HTML image 0
Os Fatos Administrativos são importantes objetos de contabilização.

O Fato Administrativo é a ação que provoca modificação no Patrimônio da entidade, portanto, é um objeto de contabilização por meio de conta de resultado ou conta patrimonial, sendo capaz ou não, de alterar o Patrimônio Líquido.

O termo "Fato Administrativo" surgiu da bibliografia contábil do início do século XX, período este que a Administração ainda não havia se aperfeiçoado como uma ciência ou prática autônoma, de forma independente da Contabilidade. Mesmo o conceito possuindo relação direta com a Teoria Contábil, contudo, modernamente pode-se afirmar existirem nas organizações os seguintes fatos:


  • Fato administrativo;
  • Fato contábil;
  • Fato patrimonial (contexto econômico);
  • Fato jurídico;
  • Fato social (contexto sociológico);


Classificação dos Fatos Administrativos



HTML image 1
Existem diferentes tipos de Fatos Administrativos.

Os fatos administrativos podem:


  • Representar trocas entre elementos ativos, passivos ou ambos, sem provocar variações no Patrimônio Líquido, sendo sub-divididos em:
  • Permutativos;
  • Qualitativos;
  • Compensativos.
  • Provocar variações no Patrimônio Líquido, sendo classificados como:
  • Modificativos;
  • Quantitativos.
  • Envolver um fato permutativo e um modificativo, simultaneamente:
  • Mistos;


Permutativos, Qualitativos ou Compensativos

São fatos que provocam uma permuta entre elementos do:


  • ativo;
  • passivo;
  • ou de ambos.

Porém nessas variações nenhuma alteração no Patrimônio Líquido é realizada, apenas a composição qualitativa dos elementos pertencentes ao Patrimônio são alteradas, por exemplo:


  • A compra de uma máquina à vista - ocorreu a troca de um bem (dinheiro) por outro bem (_máquina), neste caso ambos os elementos são pertencentes ao ativo.


Modificativos ou Quantitativos

São fatos que modificam a formação do Patrimônio e modificam de forma positiva (modificativos aumentativos) ou de forma negativa (modificativos diminutivos) a situação líquida da empresa. A seguir é apresentado um exemplo de modificativo aumentativo e diminutivo:


  • Modificativos aumentativos: Relação entre uma conta patrimonial e uma conta de receita, aumentando o Patrimônio Líquido (PL), exemplos:
  • Receita de vendas;
  • Receita de aluguel.
  • Modificativos diminutivos: Relação entre uma conta patrimonial e uma conta de despesa, diminuindo o Patrimônio Líquido (PL), exemplo:
  • Pagamento de despesas em geral.


Mistos ou Compostos

São as ações que envolvem simultaneamente um fato permutativo (qualitativo) e um fato modificativo (quantitativo), alterando o Patrimônio Líquido (PL), em outras palavras, é a troca de elemento patrimonial com lucro ou prejuízo. Os fatos mistos podem ser aumentativos ou diminutivo:


  • Mistos aumentativos: Relação entre duas ou mais contas patrimoniais e, também, uma ou mais contas de receita, exemplos:
  • Recebimento de duplicatas com juros;
  • Pagamento de duplicatas com desconto;
  • Reforma de dívida com desconto;
  • Vendas com lucro;
  • Pagamentos de obrigações com desconto.
  • Mistos diminutivos: relação entre duas ou mais contas patrimoniais e, também, uma ou mais contas de despesa , exemplos:
  • Recebimento de duplicatas com desconto;
  • Pagamentos de duplicatas com juros;
  • Reforma de dívida com juros.


Resumo

Os fatos contábeis alteram o Patrimônio através de dois aspectos básicos: o qualitativo e o quantitativo.

Ao observar os fatos permutativos, percebe-se que estes causam variações especificamente qualitativas, ou seja, altera-se apenas a natureza dos elementos patrimoniais envolvidos.

Os fatos modificativos e os fatos mistos ocasionam alterações reais na expressão monetária da situação líquida, em outra palavras, provocam variações de natureza quantitativa.


Observação Final

Não confunda fato com ato administrativo. O ato administrativo não gera de imediato qualquer modificação no Patrimônio, assim não devendo ser registrado na contabilidade, ao contrário do fato administrativo.

Por exemplo,designar um colaborador a realizar uma determinada tarefa constitui um ato administrativo. No entanto, a ação de pagar o seu salário constitui um fato administrativo, pois o Patrimônio da entidade está sendo alterado.