Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Ttransporte urbano : Rodoviário, ferroviário e Aéreo

Pré-visualização | Página 1 de 2

07/10/2019 EPS
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=1966666&courseId=13931&classId=1224495&topicId=0&enableForum=S&enableMessage=S… 1/5
 
Sobre os problemas de mobilidade urbana das grandes metrópoles brasileiras e suas consequências
socioambientais, assinale a alternativa correta.
A falta de mobilidade urbana no Brasil, um problema recorrente nas grandes metrópoles do país, vem se
tornando uma questão com soluções cada vez mais difíceis. Dentre suas principais causas, podemos
destacar, EXCETO:
SEMINÁRIOS INTEGRADOS EM ENGENHARIA CIVIL
 CCE0792_A5_201608122182_V10 
Lupa Calc.
 
 
PPT
 
MP3
 
Aluno: DIONISIO JULIO AMANCIO Matr.: 201608122182
Disc.: SEM.INT.ENG.CIVIL. 2019.2 - F (GT) / EX
 
Prezado (a) Aluno(a),
 
Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá
ponto para sua avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.
Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite
para se familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.
 
1.
Historicamente, o poder público brasileiro investiu pouco em transporte público, privilegiando o transporte
individual.
A setorização urbana, com bairros específicos para moradia, estudo e trabalho, tenderia a minimizar o uso
do transporte, tanto público quanto privado.
O transporte marítimo de passageiros, nas metrópoles litorâneas, é suficiente para atender a demanda, a
exemplo, do Rio de Janeiro e Florianópolis.
A distância percorrida entre os locais de moradia e de trabalho, pela população mais pobre, vem sendo
reduzida na última década, o que indica uma tendência de melhoria da mobilidade urbana.
A opção preferencial pelo transporte coletivo é um dos responsáveis pelo aumento da poluição atmosférica
nas metrópoles, pois o combustível dos ônibus é de qualidade mais baixa que o dos automóveis
 
 
 
Explicação:
O transporte de massa exige grandes investimentos e, historicamente, o poder público brasileiro investiu pouco
em transporte público, privilegiando o transporte individual.
 
 
 
 
2.
o crescimento desordenado das grandes cidades brasileiras.
as políticas urbanas e sociais que privilegiaram o uso do automóvel.
a precarização dos sistemas públicos de transporte urbano.
07/10/2019 EPS
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=1966666&courseId=13931&classId=1224495&topicId=0&enableForum=S&enableMessage=S… 2/5
¿O transporte público no Brasil sempre foi alvo de muitas reclamações ao longo do tempo. Na maioria das
vezes, as queixas referem-se ao fato de os veículos estarem sempre lotados, às condições ruins dos carros e à
baixa qualidade dos serviços prestados [¿]. A insatisfação da população com o transporte coletivo nas cidades
brasileiras, no entanto, não é uma questão recente. Pesquisas realizadas pelo Instituto de Pesquisa Econômica
Aplicada (IPEA), em 2011 e 2012, revelaram um quadro negativo, com avaliações classificadas como ¿péssimas
ou ruins¿ ultrapassando os 60%¿. 
 Assinale a alternativa que indica um dos principais elementos responsáveis pelos problemas do transporte
público no Brasil.
Sobre os diferentes tipos e usos dos transportes no Brasil e no mundo,
considere as afirmações a seguir:
a falta de investimentos públicos em políticas de mobilidade.
 
o excesso de ciclovias e faixas exclusivas de ônibus nos grandes centros citadinos.
 
 
 
Explicação:
A resposta correta é a opção 
o excesso de ciclovias e faixas exclusivas de ônibus nos grandes centros citadinos.
As ciclovias e as faixas exclusivas para ônibus são recursos que aliviam o problema da mobilidade
 
 
 
 
3.
Federalização do transporte coletivo pela Constituição de 1988.
Ausência de veículos particulares para a população.
Crescimento das cidades menor que o do campo.
Crescimento desordenado urbano sem um acompanhamento em infraestrutura.
Barateamento das passagens, elevando a procura e diminuindo os serviços.
 
 
 
Explicação:
Ausência de veículos particulares para a população : Falso ¿ a ausência de veículos para a
população não é a causa dos problemas do transporte público, afinal, mesmo com o aumento
exponencial das frotas de carros nas ruas nos últimos anos, os problemas no transporte
coletivo permanecem os mesmos.
Crescimento das cidades menor que o do campo: Falso ¿ O crescimento das cidades é, na
verdade, maior do que o do campo, o que contribui para a elevação dos problemas urbanos,
entre eles, o transporte.
Barateamento das passagens, elevando a procura e diminuindo os serviços: Falso ¿ Nos últimos
anos, a tendência sempre foi o aumento das passagens, e não a diminuição.
Crescimento desordenado urbano sem um acompanhamento em infraestrutura: Verdadeiro ¿ A
partir da segunda metade do século XX, a urbanização tardia do Brasil intensificou as
aglomerações urbanas, resultando no crescimento desordenado das cidades, o que não foi
acompanhado por investimentos públicos em infraestruturas básicas, das quais o transporte
público inclui-se.
Federalização do transporte coletivo pela Constituição de 1988: Falso ¿ A Constituição de 1988
oficializou a municipalização do transporte coletivo, e não a federalização.
 
 
 
 
4.
07/10/2019 EPS
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=1966666&courseId=13931&classId=1224495&topicId=0&enableForum=S&enableMessage=S… 3/5
I. Recomendado para distâncias menores, porém com custos mais elevados. A
vantagem está em transportar o produto do início ao fim, ou seja, retira-o de
seu local de produção e entrega-o ao seu destino final sem a necessidade de
outros meios de transporte.
II. Utilizado para grandes distâncias, envolvendo principalmente o
deslocamento de pessoas e mercadorias de custo (e lucro) mais elevado.
Apresenta um elevado custo, porém uma velocidade maior.
III. Recomendado para países de grande extensão territorial, apresentando
altos custos em sua estruturação e baixos custos em sua manutenção.
Transporta pessoas e mercadorias, consumindo uma quantidade de energia
relativamente pequena.
As proposições acima representam, respectivamente, as descrições dos
transportes:
Nas estruturas de concreto armado, devem ser adotados cuidados que garantam a qualidade das peças
estruturais. Assinale a alternativa correta, quanto a tais cuidados.
No cálculo de estruturas de concreto, o comprimento de ancoragem básico (que é o comprimento reto de uma
barra de armadura passiva necessário para ancorar a força-limite) de uma barra de aço, deve ser de no
mínimo:
ferroviário, rodoviário e aéreo
rodoviário, ferroviário e hidroviário
aéreo, manual e hidroviário
rodoviário, aéreo e ferroviário.
marítimo, pluvial e aéreo
 
 
 
Explicação:
o único meio de transporte porta a porta é o rodoviário
custo elevado com velocidade maior é o aéreo
grande investimento, baixa manutenção, grandes distâncias, para pessoas e mercadorias, é o ferroviário
 
 
 
 
5.
Os sacos de cimento devem ser guardados antes da concretagem em pilhas apoiadas sobre o piso.
As fôrmas construídas com materiais que absorvem umidade devem ser molhadas até a saturação para
diminuir a perda de água do concreto.
O concreto deve ser lançado com auxílio de mantas protetoras, no caso de ambientes com temperaturas
inferiores a 5º C.
As barras de aço de grandes bitolas devem ser dobradas com auxílio do maçarico, de forma a garantir a
curvatura indicada em projeto.
O vibrador de imersão deve ser encostado na parede da fôrma para que o concreto não fique aderido a
mesma.
 
 
 
Explicação:
As fôrmas construídas com materiais que absorvem umidade devem ser molhadas até a saturação para diminuir a
perda de água do concreto.
 
 
 
 
6.
07/10/2019 EPS
estacio.webaula.com.br/Classroom/index.html?id=1966666&courseId=13931&classId=1224495&topicId=0&enableForum=S&enableMessage=S…
Página12